Futurismo

Daniela Diana

O Futurismo representou um movimento literário e artístico que teve início em 1909 e influenciou a literatura, a pintura, a escultura, a música, etc. Ele faz parte das vanguardas artísticas europeias que despontaram no século XX.

Assim, no dia 20 de fevereiro de 1909 o poeta italiano Felippo Marinetti publica no jornal "Le Figaro" o Manifesto Futurista, dando início ao movimento.

"Nós destruiremos os museus, bibliotecas, academias de todo tipo, lutaremos contra o moralismo, feminismo, toda cobardice oportunista ou utilitária.
Nós cantaremos as grandes multidões excitadas pelo trabalho, pelo prazer, e pelo tumulto; nós cantaremos a canção das marés de revolução, multicoloridas e polifónicas nas modernas capitais; nós cantaremos o vibrante fervor noturno de arsenais e estaleiros em chamas com violentas luas elétricas; estações de trem cobiçosas que devoram serpentes emplumadas de fumaça; fábricas pendem em nuvens por linhas tortas de suas fumaças; pontes que transpõem rios, como ginastas gigantes, lampejando no sol com um brilho de facas; navios a vapor aventureiros que fungam o horizonte; locomotivas de peito largo cujas rodas atravessam os trilhos como o casco de enormes cavalos de aço freados por tubulações; e o vôo macio de aviões cujos propulsores tagarelam no vento como faixas e parecem aplaudir como um público entusiasmado."
(trecho do Manifesto Futurista)

O movimento futurista predominou principalmente na França e na Itália, onde os artistas se identificavam com o fascismo.

Tendo diversos membros do grupo aderido ao partido fascista, ele se enfraqueceu após a Primeira Guerra Mundial, apesar de ter sido retomado no dadaísmo.

Principais Características

Estava patente no Futurismo a valorização do industrialismo e da tecnologia enquanto progresso técnico.

Além disso, os parâmetros repousados no futuro, na velocidade, na vida moderna, na violência (militarismo) e ruptura com a arte do passado.

Outro fator conhecido é a utilização da publicidade como principal meio de comunicação. Isso, especialmente pelo enaltecimento da tipografia desse período, em textos que exploravam o lúdico, a linguagem vernácula e uso de onomatopeias.

Em suas criações, os futuristas buscavam expressar o movimento real, assinalando a velocidade exposta pelas figuras em movimento no espaço.

Assim, a pintura futurista influenciada pelo cubismo e pelo abstracionismo, tinha a pretensão de dinamismo. Ao captar a forma plástica, a velocidade era descrita pelos objetos no espaço.

As inspirações pelas cores e efeitos de luz do pós-impressionismo, assim como nas técnicas das composições cubistas, são evidentes.

Saiba mais sobre outras Vanguardas Europeias.

Principais Artistas e Obras

Na pintura futurista podemos destacar os artistas:

Giacomo Balla (1871-1958)

velocidade do automóvel

Velocidade do Automóvel (1913) de Giacomo Balla

Umberto Boccioni (1882-1916)

carga dos laceiros

Carga dos Lanceiros (1915) de Umberto Boccioni

Luigi Russolo (1883-1947)

Dinamismo do Automóvel

O Dinamismo de um Automóvel (1913)

Enrico Prampolini (1894-1956)

Retrato de Marinetti

Retrato de Marinetti (1925) de Enrico Prampolini

Nikolay Diulgheroff (1901-1982)

desagregação mecânica

Desagregação Mecânica (1922) de Nikolay Diulgheroff

Carlo Carrá (1881-1966)

O cavaleiro Vermelho

O Cavaleiro Vermelho (1913) de Carlo Carrá

Fortunato Depero (1892-1960)

Arranha-céus e túneis

Arranha-céus e túneis (1930) de Fortunato Depero

Futurismo no Brasil

No Brasil, artistas modernistas como Anita Malfatti (1889-1964) e Oswald de Andrade (1890-1954) tiveram grandes influencias do Futurismo, chegando a contatarem diretamente Marinetti.

Podemos notar estas influências na "Semana de Arte Moderna de 1922". Destacam-se a rejeição ao passado, o culto do futuro, a aversão às reproduções e o cultivo da pureza original.

Leia também:

Modernismo no Brasil
Arte Moderna

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.