Concretismo

Daniela Diana

O concretismo foi um movimento artístico e cultural que surgiu na Europa em meados do século XX, o qual visava a criação de uma nova linguagem, uma arte abstrata.

Esse movimento de vanguarda influenciou as artes literárias, musicais e figurativas.

Características

As principais características do Concretismo na literatura são:

  • Valorização do conteúdo visual e sonoro
  • Sintaxe visual em detrimento da discursiva
  • Banimento da estrutura formal, como os versos e as estrofes
  • Utilização de efeitos gráficos
  • O papel torna-se a tela e o artista aproveita todo o espaço
  • Defesa da racionalidade
  • Aversão ao Expressionismo
  • Rejeição ao acaso e a abstração lírica

As principais características do Concretismo nas artes plásticas:

  • Busca de precisão nas formas
  • Uso de formas abstratas
  • Influência do Cubismo
  • União entra a forma e o conteúdo
  • Defesa da racionalidade, lógica e cientificismo

Concretismo no Brasil

No Brasil, esse movimento vanguardista chegou por volta de 1950, através do Suíço, Max Bill (1908-1994), um dos precursores do movimento, ao lado do russo Vladimir Maiakovski (1893-1930).

Bill popularizou as concepções dessa nova tendência na Exposição Nacional de Arte Concreta, em 1956.

Grupo Concretista de São Paulo

O movimento concreto se constituiu, primeiramente, na cidade de São Paulo, em meados da década de 50, sendo liderado pelos poetas e irmãos Augusto e Haroldo de Campos, conhecido como os "irmãos Campos”, e Décio Pignatari.

O grupo concretista de São Paulo foi fundador da Revista “Noigandres” (1952), divulgadora das ideias atreladas ao concretismo.

Poesia Concreta

A poesia concreta inaugurou um novo estilo que norteou a poesia brasileira pós-modernista, a partir de uma poesia visual, com utilização de efeitos gráficos, de forma que a palavra concreta representa o objeto real (palavra-objeto).

Dessa forma, a poesia concreta absorve somente a palavra, ou seja, “a palavra-objeto”, sem que haja preocupação com estruturas literárias, desde estrofes, versos e rimas.

A partir disso, há o predomínio de imagens em detrimento ao caráter discursivo da poesia.

A despeito de o concretismo não se preocupar com a temática, uma vez que o objetivo principal era criar uma nova linguagem ao mesclar a forma e o conteúdo, alguns temas prevaleceram na poesia concreta, desde as críticas feitas à sociedade capitalista e ao consumo exacerbado.

Exemplo de Poesia Concreta

COCA-COLA

B E B A C O C A C O L A
B A B E C O L A
B E B A C O C A
B A B E C O L A C A C O
C A C O
C O L A
C L O A C A

(Décio Pignatari)

Neoconcretismo

O movimento neoconcreto ou neoconcretismo foi um movimento que surgiu no final da década de 50, no Rio de janeiro, como reação ao movimento concretista criado em São Paulo.

Com isso, o Manifesto Neoconcretista foi publicado no Suplemento Dominical do Jornal do Brasil, dia 23 de março de 1959.

Os neoconcretistas ou concretistas cariocas, acreditavam que a arte não podia ser considerada como um mero objeto tal qual consideravam os poetas paulistas, de forma que, para eles, a expressividade estava acima da forma.

Para tanto, criticavam a tendência racional, positivista, dogmática e técnico-científica do concretismo ortodoxo paulista.

Nesse período (1959-1961), os artistas que mais se destacaram e participaram da “I Exposição de Arte Neoconcreta” foram: Ferreira Gullar, Lygia Clark, Reynaldo Jardim, Theon Spanudis, Sergio Camargo, Amílcar de Castro, Franz Weissmann e Lygia Pape.

Em resumo às ideias dos autores neoconcretos, Lygia Pape acrescentou:

Nós nos separamos do Grupo Concreto de São Paulo porque eles queriam criar um projeto de dez anos de trabalho para o futuro. O grupo do Rio achou que era racionalismo demais. Nós queríamos trabalhar com a intuição, mais soltos.”

Exemplo de Poesia Neoconcreta

Mar Azul

mar azul
mar azul marco azul
mar azul marco azul barco azul
mar azul marco azul barco azul arco azul
mar azul marco azul barco azul arco azul ar azul

(Ferreira Gullar)

Saiba mais sobre a Arte Moderna.

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.