Arte Conceitual

Laura Aidar

A Arte Conceitual é uma vanguarda artística moderna e contemporânea que surgiu nos anos 60 e 70 na Europa e nos Estados Unidos.

Como o próprio nome indica, trata-se de uma expressão artística mais pautada nos conceitos, reflexões e ideias, em detrimento da própria estética (aparência) da arte. Nela, a atitude mental é o mais relevante.

Em outras palavras, a arte conceitual é uma “arte-ideia” em detrimento da “arte-visual”, sendo o principal material da arte a "linguagem".

Diante disso, os artistas conceituais preocupam-se em criar reflexões visuais para seus espectadores.

Resumo sobre Arte Conceitual

Esse movimento artístico que critica o formalismo e propõe a autonomia da obra artística, foi capaz de revolucionar muitos aspectos da arte.

O termo “arte conceitual” foi utilizado pela primeira vez pelo artista, escritor e filósofo estadunidense Henry Flynt, em 1961, durante as práticas do Grupo Fluxus.

Ceiling Painting
Obra Ceiling Painting, de Yoko Ono - do Grupo Fluxus, exposta em 1966 em Londres (Inglaterra)

O Grupo Fluxus foi um movimento que reuniu artistas em todo o mundo e tinha como base fazer oposição à comercialização da arte.

Eles trouxeram novas definições à pratica artística, dissipando os limites da arte e mesclando diversos conceitos, com grande influência do dadaísmo.

Sobre a arte conceitual, afirma o escultor estadunidense Sol LeWitt (1928-2007):

A própria ideia, mesmo se não é tornada visual, é uma obra de arte tanto quanto qualquer produto.

Para muitos estudiosos, Marcel Duchamp (1887-1968) foi um dos precursores da arte conceitual no momento em que colocou um mictório no museu e o chamou de arte, com sua obra Fonte, de 1917.

Anteriormente, o artista já havia elaborado outras obras que seguiam a mesma linha, como Roda de Bicicleta, de 1913.

Obras de Marcel Duchamp
À esquerda Marcel Duchamp com a obra Roda de Bicicleta (1913). À direita, a obra Fonte (1917)

Ali, a ideia dos “ready mades” (já feito), considerado uma antiarte, não era o produto artístico, mas sim o conceito de arte que o artista quis demostrar e que levava mais ao processo reflexivo, em detrimento do visual.

A grande questão da arte conceitual era definir os limites e fronteiras do fazer artístico, ou seja, ela é baseada na indagação: O que é arte?

o que é arte
O artista recifense Paulo Bruscky em performance conceitual de 1978

Principais caraterísticas da Arte Conceitual

Podemos listar como as principais caraterísticas da arte conceitual:

  • Crítica ao formalismo e ao mercado da arte;
  • Crítica ao materialismo e ao consumo;
  • Oposição ao hermetismo da arte minimalista;
  • Popularização da arte como veículo de comunicação;
  • Arte mental e reflexiva;
  • Radicalismo e culto à antiarte;
  • Ruptura com a arte clássica e formal;
  • Uso de fotografias, textos, vídeos, instalações, performances (teatro, dança).

A Arte Conceitual no Brasil

Essa proposta de arte mais reflexiva atingiu o país a partir de 1970. No Brasil, alguns artistas conceituais que merecem destaque foram:

  • Cildo Meireles (1948): artista plástico
  • Artur Barrio (1945): artista plástico luso-brasileiro
  • Carlos Fajardo (1941): artista multimídia
  • José de Moura Resende Filho (1945): escultor e arquiteto
  • Mira Schendel (1919-1988): artista suíça radicada no Brasil
  • Antônio José de Barros de Carvalho e Mello Mourão “Tunga” (1952-2016): ator performance, escultor e desenhista
  • Waltércio Caldas (1946): artista gráfico, escultor e desenhista
cildo meirelles
Mensagens questionando a ditadura em garrafas de coca-cola que voltavam à circulação (Cildo Meireles)

Principais Artistas

No mundo, os principais representantes da arte conceitual foram:

  • Marcel Duchamp (1887-1968)
  • Joseph Beuys (1921-1986)
  • Joseph Kosuth (1945)
  • Daniel Buren (1938)
  • John Cage (1912-1992)
  • Nam June Paik (1932-2006)
  • Wolf Vostell (1932-1998)
  • Yoko Ono (1933)
  • Lawrence Weiner (1942)
  • Robert Barry (1936)
  • Keith Arnatt (1930-2008)
  • Robert Rauschenberg (1925-2008)
  • Charlotte Moorman (1933-1991)
  • Sol LeWitt (1928-2007)
  • Genco Gulan (1969)

Para conhecer um tipo de arte mais espontânea e informal do ponto de vista acadêmico, leia Arte Naif.


Exercícios de Vestibular sobre Arte Conceitual

1. (UnB - 2018/1)

arte conceitual
Cildo Meireles. Inserções em circuitos ideológicos: projeto célula. Selo de goma sobre nota de 1 cruzeiro. (1975)

Considerando a obra Inserções em circuitos ideológicos: projeto cédula, de Cildo Meireles, julgue o item seguinte.

O artista carimbou uma cédula de dinheiro com o intuito de expô-la em diversas galerias e museus do mundo todo, o que garantiria a concretização de sua proposta de difundir ideias por meio de artefatos de alta circulação na sociedade.

a) certo
b) errado

Alternativa b) errado

O intuito do artista não era o de expôr essas cédulas em galerias e museus, e sim de suscitar o pensamento crítico nas pessoas. Portanto, a alternativa correta é a B.

O artista usou o recurso de carimbar as notas de dinheiro com questionamentos políticos e com caráter de denúncia, a fim de fazer circular entre a população informações e reflexões a respeito do regime vigente: a ditadura militar.

2. CESGRANRIO (2011)

A arte conceitual é um movimento da Arte Contemporânea. São características da Arte Conceitual, EXCETO

a) ser cerebral e não retiniana.
b) ser provocativa.
c) dispensar a habilidade manual do artista.
d) trazer, em todas as obras, uma crítica ao consumo.
e) ter uma ideia por trás de cada obra.

Alternativa d) trazer, em todas as obras, uma crítica ao consumo.

Não há obrigatoriedade dos artistas que produzem arte conceitual em abordar apenas o tema da crítica ao consumo. Esse pode ser um questionamento presente nas obras conceituais, entretanto, diversas outras reflexões também são exploradas em tal vertente.

3. Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE) - 2008 - UEPA/PA - Técnico Educação Artística

Com relação à arte conceitual e suas formas de representação, assinale a opção correta.

a) Um evento montado dentro de um museu em que o artista utiliza materiais como terra e móveis para criar sua obra é considerado arte ambiental.
b) Uma obra é classificada como arte conceitual quando está concluída, não sendo o seu processo de construção considerado.
c) As instalações são exposições que podem ocupar uma sala inteira cheia de um conglomerado de objetos comuns sem sentido, como palavras, vídeos, fotos, latas etc.
d) Os conceitualistas valorizam o objeto, no qual, segundo eles, reside o conceito essencial da obra.

Alternativa c) As instalações são exposições que podem ocupar uma sala inteira cheia de um conglomerado de objetos comuns sem sentido, como palavras, vídeos, fotos, latas etc.

As instalações artísticas consistem em obras que possuem diversos elementos organizados em um ambiente. Esse tipo de manifestação pode ser momentâneo, existindo apenas na ocasião de uma exposição, ou pode ser fixo, permanecendo no espaço para visitação.

Laura Aidar
Laura Aidar
Licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2007. Formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design de São Paulo (2010).