Marcel Duchamp

Daniela Diana

Marcel Duchamp foi um renomado pintor e escultor francês, bem como um ícone das vanguardas artísticas europeias do início do século XX.

Ele foi um dos precursores da arte conceitual, do dadaísmo, do surrealismo, do expressionismo abstrato e o inventor dos "ready-made".

Seu modo de vida boêmio e paixão pelos jogos de xadrez, dos quais participou em torneios, podem ser vistos ao longo de sua carreira artística nas obras de inspiração romântica e expressionista, até aquelas de natureza cubista e futurista. Vale lembrar que Duchamp era contra a “arte retiniana”, ou seja, aquela arte que agrada à vista.

Os "Ready-Made" De Duchamp

Os “ready-made” foram talvez a maior criação de Duchamp. Tratam-se de objetos prontos e banais que foram esvaziados de sua função prática, tendo como efeito sua remoção dos contextos habituais.

Assim, os ready-mades, rompem com o cartesianismo num gesto que dessacraliza a obra de arte, transportando fatores da vida cotidiana sem valor artístico para o âmbito das artes. Seu objetivo é vencer aquela “arte retiniana”, uma vez que exige a participação ativa do público.

O ready-made mais famoso de Duchamp foi “A Fonte”, de 1917, um urinol apresentado como uma obra de arte assinada por “R. Mutt” e rejeitado pelo júri. A obra só foi aceita quando os avaliadores tomaram conhecimento do verdadeiro criador da escultura.

A fonte, de Marcel Duchamp

Biografia de Duchamp

Marcel Duchamp nasceu em Blainville-Crevon, no dia 28 de julho de 1887.

Aos 14 anos de idade já pintava sob influência impressionista e, em 1904 se muda para Paris, onde irá viver com seus irmãos, o escultor Raymond Duchamp-Villon e o pintor Jacques Villon e estudar na renomada Academia Julian.

Em 1907, alguns de suas obras são selecionados para o “Primeiro Salão de Artistas Humoristas de Paris” e, no ano seguinte (1908), o artista expõem no “Salão de Outono” e no “Salão dos Independentes” daquela mesma cidade.

A partir de 1911 pinta algumas telas sob influência cubista e, em 1913, cria seu primeiro ready-made, a “Roda de bicicleta sobre um banquinho”.

Marcel Duchamp

No ano de 1915, Duchamp muda-se para Nova Iorque e inicia aquela que é considerada sua obra prima, concluída em 1923: “O grande vidro”, composto em duas partes: “A noiva desnudada pelos seus celibatários” e o “Moinho de chocolate”.

Em 1916, Marcel se liga aos dadaístas estadunidenses. No próximo ano (1917), cria sua obra mais polêmica, “A Fonte”.

No ano de 1919, Duchamp cria a obra “L.H.O.O.Q.”, uma pintura provocativa da “Monalisa” com bigodes e barbicha.

Monalisa de Duchamp

Em 1920, o Frances retoma seus contatos com os artistas europeus, ligando-se aos dadaístas de lá.

Alguns anos mais tarde, em 1927 casa-se com Lydie Sarrazin-Levassor, de quem se divorcia no ano seguinte e une-se ao movimento surrealista, no qual irá criar várias cenografias.

Em 1955 assume a cidadania Norte Americana e, alguns anos mais tarde, vem a falecer em Neuilly-sur-Seine, na França, no dia 2 de outubro de 1968.

Principais obras de Duchamp

Dentre suas obras, podemos destacar:

  • Nu descendo a escada (1912-1916)
  • Roda de bicicleta (1913)
  • Porta-garrafas (1914)
  • Fonte (1917)
  • O grande vidro (1915-1923)
Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.