Método Indutivo


O método indutivo, raciocínio indutivo ou simplesmente indução, é um tipo de argumento utilizado em diversas áreas do conhecimento. Esse método tem o intuito de chegar a uma conclusão.

Sendo assim, ele é muito utilizado nas ciências no qual parte de premissas verdadeiras para chegar em conclusões que podem ou não serem verdadeiras. Nesse sentido, a indução acrescenta informações novas nas premissas que foram dadas anteriormente.

Exemplo

Como exemplo, podemos pensar nas observações de um cientista que analisa a temperatura de ebulição da água. Primeiramente, ele observa que o ponto de ebulição da água é 100 °C.

Para ter certeza, o cientista realiza essa experiência diversas vezes. Ao chegar na mesma conclusão, ele determina que o ponto de ebulição da água sempre será de 100 °C.

Assim, podemos notar que a conclusão obtida pelo cientista foi alcançada pela observação, ou seja, a indução. Elas, portanto, são baseadas na observação sistemática dos fatos.

Embora o método indutivo seja muito utilizado na ciência, alguns estudiosos consideram essa abordagem falha. Isso porque através de um levantamento particular, encontram-se determinadas conclusões prováveis que não passam de suposições. Assim, o método indutivo sugere a verdade, mas não a garante.

Francis Bacon e o Método Indutivo

O filósofo inglês Francis Bacon (1561- 1626) foi responsável pela criação do método indutivo no século XVII.

Aliado ao conceito de Empirismo, Bacon definiu um método de investigação baseado na observação dos fenômenos naturais.

Segundo ele, essa metodologia estaria dividida em quatro etapas:

  • Coleta de informações a partir da observação rigorosa da natureza;
  • Reunião, organização sistemática e racional dos dados recolhidos;
  • Formulação de hipóteses segundo a análise dos dados recolhidos;
  • Comprovação das hipóteses a partir de experimentações.

Método Indutivo e Dedutivo

Os métodos indutivo e dedutivo são semelhantes visto que partem de premissas verdadeiras para atingirem conclusões. Ambos são utilizados com a finalidade de atingirem a verdade.

A diferença, no entanto, é que no método indutivo, essa conclusão pode ser ou não verdadeira. Isso porque, ele extrapola os limites das premissas.

Por sua vez, no método dedutivo, a conclusão é extraída das próprias premissas. Por isso, o método indutivo é chamado de "ampliativo", enquanto, o dedutivo de "não ampliativo".

Em suma, o método indutivo parte de observações enquanto o dedutivo parte da teoria.

MétodoSignificado e Exemplo
Método indutivo

Para chegar a uma conclusão, esse tipo de raciocínio parte do específico para o geral. Assim, de uma premissa particular há uma generalização até chegar no universal. Note que ele pode criar conhecimentos novos.

Exemplo:

Todo gato é mortal.
Todo cão é mortal.
Todo pássaro é mortal.
Todo peixe é mortal.
Logo, todo animal é mortal.

Método Dedutivo

Para chegar numa conclusão, esse tipo de método argumentativo parte do geral para o específico. Ou seja, a partir de premissas universais ele chega no particular. Diferente do método indutivo, esse não cria conceitos novos.

Exemplo:

Todos os animais são mortais.
Peixe é um animal.
Logo, o peixe é mortal.

Leia também: