O que é Filosofia?

Pedro Menezes

Filosofia é um campo do conhecimento que estuda a existência humana e o saber por meio da análise racional. Do grego, o termo filosofia significa “amor ao conhecimento”.

Segundo o filósofo Gilles Deleuze (1925-1995), a filosofia é a disciplina responsável pela criação de conceitos.

a questão da filosofia é o ponto singular onde o conceito e a criação se remetem um ao outro.” (Gilles Deleuze)

Os principais temas abordados pela filosofia são: a existência e a mente humana, o saber, a verdade, os valores morais, a linguagem, etc.

O filósofo é considerado um sábio, sendo aquele que reflete sobre essas questões e busca o conhecimento através da filosofia.

Dependendo do conhecimento desenvolvido, a filosofia possui uma gama de correntes e pensamentos. Como exemplos temos: filosofia cristã, política, ontológica, cosmológica, ética, empírica, metafísica, epistemológica, etc.

Para que serve a Filosofia?

O Pensador de Rodin
Escultura O Pensador, de Auguste Rodin

Por meio de argumentos que utilizam a razão e a lógica, a filosofia busca compreender o pensamento humano e os conhecimentos desenvolvidos pelas sociedades.

A filosofia foi essencial para o surgimento de uma atitude crítica sobre o mundo e os homens.

Ou seja, a atitude filosófica faz parte da vida de todos os seres humanos que questionam sobre sua existência e também sobre o mundo, o universo.

De tão importante, esse campo do conhecimento tornou-se uma disciplina obrigatória no currículo escolar, bem como foram criadas diversas faculdades de filosofia.

Origem da Filosofia

Partenos de Atenas
Partenon de Atenas, símbolo da democracia grega

A filosofia tem início na Antiguidade, quando surgem as cidades-estados na Grécia Antiga. Antes disso, o pensamento, a existência humana e os problemas do mundo eram explicados de maneira mítica.

Ou seja, as explicações estavam baseadas na religião, na mitologia, na história dos deuses e, até mesmo, nos fenômenos da natureza.

Assim, com o surgimento da polis grega, os filósofos, que na época eram considerados enviados dos deuses, começaram a investigar e sistematizar o pensamento humano.

Com isso, surgem diversos questionamentos, que até esse momento não possuíam tal explicação racional. O pensamento mítico foi dando lugar ao pensamento racional e crítico, e daí surgiu a filosofia.

Você sabia?

Os termos “filosofia”, “filósofo” e “matemática” foram criados pelo filosofo pré-socrático grego Pitágoras. Segundo ele:

O filósofo não é dono da verdade, nem detém todo conhecimento do mundo. Ele é apenas uma pessoa que é amiga do saber.”

Períodos, Correntes Filosóficas e Principais Filósofos

Filosofia Antiga

Escola de Atenas - Rafael
Escola de Atenas, pintura de Rafael, que retrata diversos pensadores. Ao centro, Platão aponta para o céu (representando o mundo das ideias) e Aristóteles aponta para o chão (representando a política)

A Filosofia Antiga surge no século VII a.C. na Grécia Antiga. A filosofia grega está dividida em três períodos:

  • Período Pré-socrático (séculos VII a V a.C.);
  • Período Socrático (século V a IV a.C.);
  • Período Helenístico (século IV a.C. a VI d.C.).

As principais escolas filosóficas desse período foram a Escola Jônica e a Escola Eleata ou Escola Italiana.

Na Escola Jônica destacam-se os filósofos:

  • Tales de Mileto (624-546 a.C.) - primeiro filósofo, dedicou-se também à matemática, criando seu famoso teorema.
  • Heráclito (540 a.C.-470 a.C.) - "filósofo do fogo", dizia que o mundo estava em constante movimento de transformação.
  • Pitágoras (570-495 a.C.) - filósofo e matemático, é reconhecido como o autor do termo "filosofia" (amor ao conhecimento).
  • Anaximandro (610-546 a.C.) - importante filósofo de Mileto, algumas de suas observações sobre a natureza foram confirmadas pela física moderna mais de mil e quinhentos anos depois.
  • Anaxímenes (588-524 a.C.) - foi a primeira pessoa a afirmar que a Lua refletia a luz do Sol, fundamentou sua filosofia no elemento do ar como sendo o princípio de todas as coisas.

Já na Escola Italiana (Escola Eleata), temos os filósofos:

  • Parmênides (530-460 a.C.) - importante filósofo grego, é responsável pela distinção entre aparência e realidade, afirmou o caráter ilusório dos sentidos.
  • Zenão (490-430 a.C) - seguindo o pensamento de Parmênides, criou a ideia de um paradoxo representado pela corrida entre Aquiles e a tartaruga, na qual Aquiles jamais consegue alcançá-la.
  • Empédocles (490-430 a.C.) - foi o criador da teoria dos quatro elementos (fogo, água, terra e ar) que durou durante séculos.
  • Górgias (485-380 a.C.) - o mais célebre dos sofistas, desenvolveu a retórica (habilidade de argumentação) e afirmou que a verdade é apenas uma questão de convencimento.

Filosofia Medieval

filosofia medieval
Filosofia Medieval, união entre religião e filosofia

A Filosofia Medieval desenvolveu-se na Europa entre os séculos I e XVI. Durante o período, foram construídas as bases teóricas do pensamento cristão. A união entre fé e razão é a marca desta filosofia.

Esteve dividida em quatro períodos:

Na Filosofia dos Padres Apostólicos destaca-se o filósofo Paulo de Tarso. Na Filosofia dos Padres Apologistas destacam-se os filósofos: Justino Mártir, Orígenes de Alexandria e Tertuliano.

Na Filosofia Patrística, o maior representante desse período foi Santo Agostinho de Hipona (354-430).

Por fim, na Filosofia Escolástica temos São Tomás de Aquino (1225-1274) como o filósofo mais importante.

Filosofia Moderna

filósofos modernos gif
Em cima da esquerda para a direita: Maquiavel, Spinoza, Hume, Locke, Kant e Rousseau. Embaixo da esquerda para a direita: Leibniz, Bacon, Diderot, Voltaire e Hobbes

A Filosofia Moderna desenvolveu-se entre os séculos XV e XVIII. René Descartes (1596-1650) é considerado o fundador da filosofia moderna com a criação do método cartesiano.

É o período do surgimento da ciência como é compreendida nos dias de hoje. O estabelecimento da razão como capaz de dar respostas às questões humanas.

As principais correntes filosóficas desse período foram: Humanismo, Cientificismo, Racionalismo, Empirismo e Iluminismo.

Alguns filósofos modernos são:

  • Nicolau Maquiavel (1469-1527) - autor do livro O Príncipe, criou a distinção entre a moral do Estado e a moral do indivíduo comum. A expressão "maquiavélico" como sinônimo de algo calculado e perverso, tem como base o pensamento construído em seu livro.
  • Michel de Montaigne (1533-1592) - filósofo francês, dedicou-se ao questionamento do comportamento humano e a educação.
  • Francis Bacon (1561-1626) - é considerado um dos pais da ciência moderna, seu pensamento serviu de base para o desenvolvimento de um conhecimento empírico.
  • Immanuel Kant (1724-1804) - filósofo prussiano, é criador do idealismo transcendental, buscou unir o pensamento racionalista e a filosofia empirista. Seu pensamento é compreendido como um dos grandes marcos da filosofia moderna.
  • Montesquieu (1689-1755) - é o grande defensor da tripartição do poder (executivo, legislativo e judiciário) como forma de garantir um sistema político mais justo.
  • Rousseau (1712-1778) - filósofo iluminista, afirmou que o ser humano é naturalmente bom (bom selvagem) e a sociedade e suas instituições o corrompe.
  • Voltaire (1694-1778) - foi um dos precursores da ideia de liberdade de expressão, criticou o poder absolutista e a influência da igreja católica sobre a política e sobre as liberdades individuais.
  • Denis Diderot (1713-1784) - filósofo precursor do materialismo científico. Buscou fundamentar o ateísmo e o anarquismo.
  • Thomas Hobbes (1588-1679) - autor da frase que afirma que o homem é o lobo do homem. Seu livro Leviatã é um importante marco do pensamento moderno, afirma que a sociedade é maior do que a soma de seus indivíduos.
  • John Locke (1632-1704) - seu pensamento sobre o direito natural à propriedade serviu de base para o liberalismo.
  • Spinoza (1632-1677) - sua crítica ao pensamento tradicional acerca de Deus afirmava que para a perfeição divina era necessário abandonar a ideia de um Deus persona (deus com atributos humanos) e assumir a ideia de Deus como natureza (deus sive natura). Este seu pensamento levou-o a dois processos de excomunhão (cristianismo e judaísmo).

Filosofia Contemporânea

pós-modernidade
Filosofia Contemporânea e o pensamento da pós-modernidade

A Filosofia Contemporânea desenvolveu-se entre os séculos XVIII e XX.

Merece destaque a Escola de Frankfurt, criada em 1920 na Alemanha, tendo como principais filósofos:

  • Theodor Adorno (1903-1969) - dedicou-se ao estudo da estética, foi um grande crítico do positivismo e da indústria cultural desenvolvida pelo sistema capitalista.
  • Max Horkheimer (1895-1973) - crítico da tradição filosófica, desenvolveu diversas contribuições acerca do materialismo dialético iniciado pelo pensamento marxista.
  • Walter Benjamin (1892-1940) - é o grande nome da Escola de Frankfurt no que tange aos estudos sobre a comunicação, cultura de massa e indústria cultural.

A Escola de Frankfurt foi responsável pela crítica ao pensamento moderno e criar bases para o pensamento desenvolvido no século XX.

Nesse período, muitas correntes filosóficas foram desenvolvidas:

  • Marxismo - análise socioeconômica baseada no pensamento do filósofo alemão Karl Marx. Tem como principal fundamento a divisão da sociedade em duas classes antagônicas (luta de classes): a burguesia e a classe trabalhadora.
  • Positivismo - corrente de pensamento que tem como base o pensamento de Auguste Comte. Pressupõe o uso de valores fundamentados estritamente no conhecimento científico.
  • Utilitarismo - doutrina filosófica baseada na ideia de utilidade das ações humanas. Essas ações devem ter como base a ideia de máxima produção de bem-estar e felicidade.
  • Pragmatismo - escola que afirma que os conceitos estão ancorados em sua relação com a prática, como são usados e, a partir daí, compreendidos.
  • Cientificismo - termo empregado à ideia de resolução de problemas práticos através do método científico.
  • Fenomenologia - corrente que afirma que a compreensão da realidade é dada a partir de "fenômenos da consciência" para só então se transformarem em experiência.
  • Niilismo - corrente de pensamento que nega ou questiona a existência das coisas e instituições sociais.
  • Existencialismo - corrente filosófica que possui diversas concepções e conceitos. Tem como base a ideia de que o indivíduo atribui sentido à sua própria existência, não havendo uma essência que pré-determine o ser humano.
  • Materialismo - pensamento que tem como base a concepção de que toda a realidade está inscrita em relações materiais.
  • Estruturalismo - corrente de pensamento que compreende que a interpretação da realidade depende de estruturas de relações que as definem.

Além dos filósofos da Escola de Frankfurt, merecem destaque:

  • Michel Foucault (1926-1984) - filósofo francês, estudou as formas de controle a partir das instituições e a sua transição da disciplina à vigilância.
  • Friedrich Nietzsche (1844-1900) - filósofo alemão, crítico da moral cristã, é dele a frase que afirma que deus está morto.
  • Karl Marx (1818-1883) - pensador alemão fundou as bases do socialismo que serviu de orientação teórica para a Revolução Russa de 1917. Seu pensamento foi fundamental para o desenvolvimento também da Escola de Frankfurt e as críticas ao sistema capitalista pós-moderno.
  • Jean-Paul Sartre (1905-1980) - filósofo existencialista francês conhecido por sua crítica social e por dedicar-se ao estudo da existência humana. É dele a frase que afirma que os seres humanos estão condenados a serem livres.
  • Auguste Comte (1798-1857) - criador da filosofia positivista. Teve um papel fundamental para o avanço das ciências humanas. Foi extraído de seu pensamento o lema da bandeira nacional brasileira: "ordem e progresso".
  • Martin Heidegger (1889-1976) - filósofo alemão, fundamentou o existencialismo a partir do seu conceito de ser-no-mundo (dasein). Foi muito criticado por ter se filiado ao partido nazista antes da Segunda Guerra Mundial.
  • Ludwig Wittgenstein (1889-1951) - filósofo austríaco naturalizado britânico, é um dos fundadores da filosofia da linguagem. Seu livro Tractatus Logico-Philosophicus foi escrito durante sua participação no front na Primeira Guerra Mundial.
  • Arthur Schopenhauer (1788-1860) - pensador alemão conhecido como o "filósofo do pessimismo", Schopenhauer afirmava que o sofrimento é uma condição inerente à vida humana.
  • Zygmunt Bauman (1925-2017) - um dos maiores pensadores da segunda metade do século XX e início do século XXI. Afirmou que a solidez das estruturas modernas tinham dado lugar a liquidez dos novos tempos em que as relações humanas eram pautadas por uma inconsistência e instabilidade.

Frases de Filósofos

Confira abaixo algumas frases de filósofos sobre o conceito de filosofia:

  • A admiração é própria da natureza do filósofo; e a filosofia deriva apenas da estupefacção.” (Platão)
  • “Se queres a verdadeira liberdade, deves fazer-te servo da filosofia.” (Epicuro)
  • A superstição põe o mundo em chamas, a filosofia apaga-as.” (Voltaire)
  • Não se ensina filosofia, ensina-se a filosofar”. (Kant)
  • Um pouco de filosofia leva a mente humana ao ateísmo, mas a profundidade da filosofia leva-a para a religião.” (Bacon)
  • O truque da filosofia é começar por algo tão simples que ninguém ache digno de nota e terminar por algo tão complexo que ninguém entenda.” (Bertrand Russell)
  • A filosofia é a que nos distingue dos selvagens e bárbaros; as nações são tanto mais civilizadas e cultas quanto melhor filosofam seus homens.” (Descartes)
  • Temos na filosofia uma medicina muito agradável, pois, nas outras, sentimos o bem-estar apenas depois da cura; esta faz bem e cura ao mesmo tempo.” (Michel de Montaigne)
  • O primeiro raciocínio do homem é de natureza sensitiva... os nossos primeiros mestres de filosofia são os nossos pés, as nossas mãos, os nossos olhos.” (Rousseau)
  • A filosofia é a arte de formar, de inventar, de fabricar conceitos... O filósofo é o amigo do conceito, ele é conceito em potência... Criar conceitos sempre novos é o objeto da filosofia.” (Deleuze e Guattari)

Você Sabia?

No dia 15 de novembro é comemorado o Dia Mundial da Filosofia.

Quiz de Conhecimentos Gerais

Teste seus conhecimentos com o quiz abaixo!

Pedro Menezes
Pedro Menezes
Licenciado em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e Mestrando em Ciências da Educação pela Universidade do Porto (FPCEUP).