Materialismo


O “Materialismo” é um substantivo masculino utilizado para designar a família de correntes filosóficas que buscam explicar o ser e sua existência a partir da matéria desde a Antiguidade.

Principais Características

Uma das principais características do materialismo é sua busca pela explicação dos fenômenos da realidade a partir de condições estritamente concretas e materiais, donde se pode compreender de modo racional as fontes que geram as dinâmicas sociais, históricas, psicológicas, epistemológicas, etc.

Com efeito, o materialismo esta em via oposta ao idealismo, o espiritualismo e a metafísica, posto que afirme a primazia da matéria sobre o espírito. Ademais, até mesmo o pensamento seria uma manifestação interior da matéria, permitindo a existência imaterial da consciência, contudo, correlacionada aos fatos e fenômenos de origem material.

Por fim, vale ressaltar que o materialismo se estende ao modo de vida em que o gozo das coisas materiais é também uma filosofia de vida, caracterizada pelo grande apego aos bens materiais.

Contexto Histórico

Presente nas culturas orientais da Antiguidade como egípcia, babilônica, indiana e chinesa, o materialismo se tornou comum no pensamento ocidental por volta do século VII a. C., com algumas escolas filosóficas, como a de Mileto, de onde saíram Tales de Mileto (624-547 a. C.), Anaximandro (610-546 a. C.) e Anaxímenes (585-525 a. C.).

Posteriormente, os pré-socráticos, como Demócrito de Abdera (460-370 a. C.), que promoveu a teoria atomista da estrutura da matéria, irão dar novo fôlego ao materialismo. Aristóteles (384-322 a. C.), também contribuiu ao afirmar que todas as coisas têm uma base material.

Não obstante, com a instituição da Idade Média, a religião e a dimensão espiritual da vida passaram a dominar todas as esferas da sociedade, até o advento do Renascimento (Século XV). Nesse ínterim, Francis Bacon (1561-1626), criticou duramente a filosofia idealista ao defender que a experiência é o fundamento de todo processo de conhecimento.

Materialismo e Pensamento Marxista

Por fim, tem especial destaque no materialismo o pensamento marxista de Karl Marx (1818-1883) e Friedrich Engels (1820-1895), donde o ser humano fundamenta toda sua estrutura econômica e social nas condições materiais de sua existência.

Para saber mais: Marxismo

Materialismo Dialético

Pelo “Materialismo Dialético”, as mudanças surgem pelo embate entre as forças sociais, como um reflexo da matéria em sua relação dialética com as dimensões psicológica e social, as quais, por sua vez, constituem as forças produtivas e as relações de produção.

Materialismo Histórico

Por conseguinte, no “Materialismo Histórico”, os processos históricos seriam uma manifestação do trabalho para satisfazer as necessidades materiais, o que determinaria os modos de produção da vida material, com impactos diretos na vida social, política e espiritual em cada período histórico.