Voltaire


Voltaire foi um destacado filósofo, historiador e pensador do Iluminismo francês, além de ter desenvolvido trabalhos como dramaturgo, poeta e ensaísta.

Biografia

François Marie Arouet, mais conhecido pelo pseudônimo Voltaire, nasceu em Paris, no dia 21 de novembro de 1694. Descendente de família aristocrática, Voltaire recebeu uma boa educação, sendo um aluno muito aplicado. Estudou línguas (latim e grego), dialética e teologia, no colégio jesuíta "Collège Louis-le-Grand", em Paris.

Junto à Rousseau (1712-1778) e Montesquieu (1689-1755), Voltaire foi um dos mais importantes pensadores do Iluminismo Francês, movimento cultural e intelectual da elite europeia do século XVIII que se pautava na razão.

Voltaire era defensor da ciência, do progresso, ao mesmo tempo que tolerava a diferença e defendia, sobretudo, a liberdade de expressão.

Chegou a combater o absolutismo e criticar a aristocracia e o poder da Igreja Católica. Segundo ele “A primeira lei da natureza é a tolerância; já que temos todos uma porção de erros e fraquezas.”

Diante disso, o filósofo foi um agitador cultural e divulgador de suas ideias e, ao publicar versos gozadores sobre os governantes, foi preso na Bastilha (1717-1718). É nesse momento que adota o pseudônimo Voltaire.

Sempre com um espírito polêmico, foi novamente preso e mais tarde teve que se exilar durante os anos 1726-1728, na Inglaterra.

Teve muitos romances, dentre os quais se destacam: Olympe Runoyer, Susanne de Livry Emile de Bretiul (marquesa de Chatelet). Falece na sua cidade Natal, dia 30 de maio de 1778, mesmo ano que foi iniciado maçom.

Conheça mais filósofos iluministas: Montesquieu, Rousseau e Adam Smith.

Obras

Voltaire foi um escritor prolífico, autor de aproximadamente 70 obras, da qual faz parte diversos ensaios, romances, poemas, peças de teatro e obras teóricas:

  • Édipo (1718)
  • Poema da Liga (1723)
  • A Henríada (1728)
  • História de Charles XII (1730)
  • Brutus (1730)
  • Epístola a Urânio (1733)
  • Cartas filosóficas (1734)
  • Tratado de Metafísica (1736)
  • O infante pródigo (1736)
  • Elementos da Filosofia de Newton (1738)
  • Zulime (1740)
  • Tancredo (1760)
  • Tratado sobre a tolerância (1763)
  • Dicionário filosófico (1764)
  • Pequena Digressão (1766)
  • O ingênuo (1767)
  • A princesa da Babilônia (1768)
  • Irene (1778)
  • Agathocle (1779)

Frases

  • Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las.
  • Uma coletânea de pensamentos é uma farmácia moral onde se encontram remédios para todos os males.
  • Se o homem nasceu livre, deve governar-se; se ele tem tiranos, deve destroná-los.”
  • Devemos julgar um homem mais pelas suas perguntas que pelas respostas.”
  • A poesia é a música da alma, e, sobretudo, de almas grandes e sentimentais.”
  • Os homens erram, os grandes homens confessam que erraram.”
  • O trabalho poupa-nos de três grandes males: tédio, vício e necessidade.”
  • Se Deus não existisse, seria preciso inventá-lo.”

Leia também