Método Científico

Pedro Menezes

O método científico é um conjunto de regras para a obtenção do conhecimento durante a investigação científica.

É pelas etapas seguidas que se cria um padrão no desenvolvimento da pesquisa e o pesquisador formula uma teoria para o fenômeno observado.

A teoria científica é considerada fiável quando a correta aplicação do método científico faz com que ela seja repetida indefinidamente, conferindo confiabilidade aos resultados.

Etapas do método científico

1. Observação

O conhecimento científico inicia com a coleta de informações para descrever de forma qualitativa e/ou quantitativa o fenômeno.

  • Observação qualitativa: quando as informações obtidas não incluem dados numéricos.
  • Observação quantitativa: é obtida com a utilização de instrumentos e resultam em medidas.

2. Questionamento

Ao observar a repetição de uma propriedade ou as características do fenômeno, formulam-se perguntas.

Exemplo:

  • Por que o fenômeno ocorre?
  • Como ele é descrito?
  • Quais fatores podem influenciá-lo?

3. Hipóteses

As hipóteses têm como objetivo explicar as observações e, por isso, nas tentativas de desvendar o fenômeno mais de uma hipótese pode ser formulada.

Elas vão guiar o planejamento dos experimentos para que se aprenda mais sobre o que está sendo observado.

4. Experimentos

A atividade experimental avalia o sistema em estudo e verifica as condições práticas para que o fenômeno ocorra e possa ser reproduzido.

À medida que os experimentos são realizados, as evidências são reunidas e as hipóteses são colocadas à prova.

5. Resultados

A reunião dos dados obtidos juntamente com as interpretações realizadas vão validar as informações para justificar a hipótese e explicar o fenômeno.

Nessa etapa, os resultados são utilizados para rejeitar ou modificar a hipótese, pois ela deve coincidir com os resultados obtidos.

6. Conclusão

Com base na observação, formulação de hipóteses, experimentos e resultados obtidos, é possível que se construa uma teoria, lei ou princípio para expandir o conhecimento adquirido e aplicá-lo em outras situações.

  • Teoria: explica a observação feita e permite previsões a partir de um modelo criado.
  • Lei: relaciona matematicamente as grandezas estudadas nos experimentos.
  • Princípio: generaliza as regularidades verificadas nos experimentos.

Método Científico na Filosofia

Na filosofia, o método científico considera o fato de o pensamento obedecer a certos princípios internos. Esses princípios são a identidade, a razão, a não-contradição e a exclusão.

Dos princípios dependem o conhecimento da verdade e exclusão do que não foi comprovado. Dessa maneira, a verdade é alcançada após ter a ligação entre conceitos e realidade.

Método Dedutivo

É o método que começa com uma dedução que será examinada até que seja encontrado o resultado final.

O método dedutivo é usado para testar as hipóteses já existentes e, assim, provar teorias. As hipóteses iniciais usadas neste tipo de método são denominadas axiomas e as teorias são denominadas teoremas.

Método Indutivo

Este método parte de generalizações recolhidas a partir de observações específicas. Ou seja, parte do específico para o geral.

Em resumo, o método indutivo parte de observações e o dedutivo da teoria. Ambos têm como meta o conhecimento da verdade.

Descartes - Discurso do Método

O filósofo francês René Descartes (1596-1650) aponta que o método é o caminho para garantir o sucesso em uma tentativa de conhecimento para a elaboração de uma teoria científica.

Descartes descreve quatro regras para que seja alcançado o método científico. São elas:

  • Evidência: duvidar de tudo, jamais aceitar um fato como verdadeiro
  • Análise: dividir as partes em quantas forem possível para poder resolver de maneira clara
  • Síntese: ordenar o pensamento e começar a solução pelos fatos mais simples
  • Enumerar e revisão: enumerar e revisar de maneira tão completa e geral que nada restará

Darwin - Teoria da Evolução

O cientista Charles Darwin (1809 - 1882) está entre os mais notórios exemplos da aplicação do mecanismo científico. Suas observações permitiram o aperfeiçoamento do conhecimento sobre o mecanismo evolutivo, conhecido como darwinismo.

Leia também:

Pedro Menezes
Pedro Menezes
Licenciado em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e Mestrando em Ciências da Educação pela Universidade do Porto (FPCEUP).