Senso Comum


O Senso Comum é a soma dos saberes do cotidiano e é formado a partir de hábitos, crenças, preconceitos e tradições.

Na filosofia, o termo é utilizado para explicar as interpretações feitas pelos indivíduos à realidade que os cercam sem estudos prévios ou provas científicas.

Características

O senso comum é transmitido de geração para geração nas sociedades. Por meio dele, o homem embasa o cotidiano e explica a realidade em que vive.

O senso comum tem como característica a subjetividade que reflete sentimentos e opiniões construídos por um grupo de indivíduos. Por conseguinte, pode variar de pessoa para pessoa e de grupo para grupo

Também expressam a avaliação qualitativa, pois considera os efeitos produzidos nos nossos sentidos e órgãos, bem como nos objetos.

Determina o agrupamento de coisas, grupos e fatos. Exemplo: atualmente, temos a tendência de considerar que toda pessoa muçulmana é terrorista, por conta dos atentados cometidos por alguns indivíduos dessa religião. Assim, o senso comum pode ser generalizador e ainda criar um estereótipo.

Deste modo, o senso comum tem a capacidade de projetar nas coisas ou no mundo sentimentos de angústia e medo, além de cristalizar pré-conceitos e prejudicar minorias e indivíduos.

É preciso entender que o sendo comum é ligado ao instinto, à necessidade que o homem tem de ser proteger de um ambiente hostil.

Exemplos

Há um sem número de "verdades" que nos foram passadas pelo senso comum através de tradições históricas, familiares e culturais. Vejamos algumas delas.

Número 13

O número 13 é considerado de má sorte, especialmente quando cai numa sexta-feira. Muitas pessoas evitam fazer viagens, reuniões ou negócios neste dia.

Mesmo que você não acredite nisso, de alguma maneira, esta crença está arraigada no seu cérebro e talvez nunca você se perguntou porque a sexta-feita 13 traz azar.

Cor Vermelha

Atualmente há um mito de que vestir as meninas recém-nascidas de vermelho traz sorte. Assim, vemos famílias que fazem questão de vestir suas filhas com roupas desta cor. Qual seria a relação entre a cor vermelha e a sorte? Será que não foi uma invenção dos fabricantes de roupa desta cor?

O mais interessante é que não existe nenhuma cor específica para os meninos.

Senso Comum
O senso comum pode favorecer preconceitos e esteriótipos

Conhecimento Científico

A ciência difere do senso comum porque seu conhecimento é baseado na observação, na pesquisa, na formulação de hipóteses e na comprovação destas através de um método científico.

O conhecimento do senso comum é explicado pela manutenção de hábitos. Por sua parte, a ciência precisa de provas concretas e quantitativas para compreender o motivo dos fenômenos.

Segundo Aristóteles, o conhecimento científico resulta das causas pelas causas. Ou seja, é um conhecimento em que é possível a demonstração e a repetição.

As teorias que embasam o conhecimento científico devem descrever, explicar e prever da maneira mais completa possível um conjunto de fenômenos. Ao fim, precisam disponibilizar as leis necessárias para a compreensão dos fatos propostos.

O conhecimento científico se opõe às características do senso comum, pois resulta de pesquisas que primam pelo método e pela comprovação de teorias. A filosofia da ciência dá as ferramentas para que esta possa cimentar suas investigações.

Igualmente é um trabalho sistemático e racional, ao contrário do senso comum que se rege pela tradição, cultura e hábitos de um grupo social.

Senso Crítico

O senso crítico é baseado no uso da razão e vai contra ao senso comum por não aceitar nenhuma verdade sem questioná-la. Quem pensa criticamente tem a capacidade de fazer a avaliação, o julgamento e discernir com base no equilíbrio.

Desta maneira o senso crítico se baseia na dúvida, no questionamento que levariam à reflexão e à contestação. Posteriormente, se encaminhariam para mudar a realidade apresentada.

Leia mais: