Natação

A natação é uma atividade física baseada na capacidade humana de se locomover na água (nadar). Há relatos e indícios da prática do nado há milhares de anos.

Como esporte, a natação aparece em competições desde meados do século XIX. Está presente também desde a primeira Olimpíada da era moderna em 1896, possuindo uma grande evolução ao longo do tempo.

A natação é um dos esportes mais praticados em todo o mundo. Além do condicionamento físico, a natação traz diversos benefícios para a saúde, possuindo adeptos de todas as idades.

História da Natação

A natação é praticada desde muitos anos antes de Cristo, isso é revelado por pinturas rupestres e relatos que remontam uma antiga relação dos humanos com a atividade.

A capacidade de nadar possibilitou avanços em questões relacionadas à sobrevivência e desenvolvimento humano. Possibilitou superar obstáculos (rios e lagos), adquirir alimentos (pesca) ou, mesmo, evitar afogamentos (enchentes ou quedas em rios).

Na Grécia antiga, a natação assumiu sua relação com a saúde e o condicionamento físico de guerreiros e atletas. Já no Império Romano, a natação fazia parte do sistema de educação e foram construídas as primeiras piscinas.

Durante a Idade Média, as atividades relativas ao corpo são alvo de crítica da Igreja e a natação perde força. Com o Renascimento e a virada antropocêntrica, a natação volta a ser praticada.

Em 1538, o autor alemão Nicholas Wymman escreve o primeiro livro sobre o tema, intitulado O nadador ou a arte de nadar, um diálogo festivo e divertido de ler.

As primeiras competições organizadas de natação aconteceram em Londres, em 1837. Em 1874, é redigido o primeiro livro de regras da natação.

Em 1896, nos primeiros Jogos Olímpicos da era moderna, em Atenas, a natação é uma das nove modalidades disputadas. O primeiro campeão olímpico de natação foi o húngaro Alfréd Hajós.

Desde então, a natação evoluiu, surgiram os estilos de nado:

  • Crawl - braçadas alternadas e movimento vertical, também alternado;
  • Costas - Movimentos de braços e pernas alternado como no crawl, mas de costas para fundo da piscina;
  • Peito - na posição de bruços, o atleta projeta o corpo para fora da piscina e realiza um movimento de braços e pernas em conjunto,
  • Borboleta (golfinho) - Movimento das pernas ondulatório como o nado peito, mas com o movimento de braços simultâneos, projetados para fora da piscina.
Nadador sob a água
Imagem de nadadores sob a água

Também surgiram novas modalidades esportivas fundamentadas na natação:

  • Polo aquático;
  • Nado sincronizado;
  • Saltos ornamentais;
  • Mergulho.
Nado Sincronizado
Atletas do nado sincronizado nas Olimpíadas do Rio, 2016

Os benefícios para a saúde trazidos pela natação

A natação é compreendida por especialistas em saúde como sendo uma das atividades mais completas e benéficas para a saúde.

Além de movimentar diversos músculos do torso, membros superiores e inferiores. A natação apresenta um baixo nível de impacto, comparado a outras atividades, diminuindo consideravelmente o risco de lesões.

Por sua relação com a água, é muito indicado para pessoas com problemas relacionados ao sistema cardiorrespiratório. Aumenta a capacidade pulmonar, regula os batimentos cardíacos e a pressão arterial de seus praticantes.

Além disso, é recomendado para pessoas que desejam perder peso. A atividade possui um alto gasto de energia, chegando a mais de 700 calorias por hora de natação.

Alguns estudos apontam também para a relação da natação com a diminuição da ansiedade e do estresse.

Interessou? Leia também: