Esportes de marca: o que são e 12 exemplos

Maurício Facchini
Revisão por Maurício Facchini
Professor de Educação Física

Esportes de marca são aqueles cujo objetivo dos atletas é superar um limite, tal como: o tempo, na natação; a distância, nos saltos em distância; o peso, no levantamento de peso.

Exemplos de esportes de marca:

Atletismo, natação, vela, triatlo, ciclismo, levantamento de peso, remo, canoagem, esqui alpino, crossfit, escalada, hipismo, salto de esqui, automobilismo, rafting, patinação de velocidade, cross-country, bobsled, luge e skeleton

1. Atletismo

A primeira medalha de ouro no atletismo conquistada pelo Brasil foi em 1952, no salto triplo.

O atletismo, principal esporte olímpico, envolve corrida, lançamentos e saltos, sendo que as suas provas oficiais são: corridas, marcha atlética, revezamentos, arremesso e lançamentos, saltos e modalidades combinadas.

Corridas: rasas, com barreiras, com obstáculos

As corridas podem variar entre distâncias de 100 e 10.000 metros, incluindo corridas rasas (sem obstáculos), corridas de 110 e 400 metros com barreiras e corridas com obstáculos com distância de 3000 m.

Marcha atlética

Na marcha atlética, os atletas correm sem tirar os pés totalmente do chão, como se estivessem caminhando de forma acelerada. A marcha atlética pode ter uma distância de 20 km ou 50 km para a categoria masculina e de 20 km para a categoria feminina.

Revezamentos

Os revezamentos são disputados entre equipes formadas por 4 atletas cada. Cada atleta deve concluir ¼ da prova, entregando o bastão para o atleta seguinte.

Arremesso e Lançamentos

As provas de arremesso e lançamentos compreendem lançamentos de peso, martelo, disco e dardo.

O peso dos materiais varia de acordo com as modalidades, masculina e feminina.

No caso do peso e do martelo, eles pesam 7,26 kg nas provas masculinas e 4 kg nas provas femininas. Os discos pesam 2 kg nas provas masculinas e 1 kg nas provas femininas, enquanto os dardos pesam 800 g nas provas masculinas e 600 g nas provas femininas.

Saltos

Há provas de saltos verticais e de saltos horizontais.

As provas de saltos verticais incluem salto em altura e o salto com vara.

No salto em altura, os atletas correm para tomar impulso e tentam saltar o mais alto possível por cima de uma barra sem derrubá-la.

No salto com vara, os atletas também devem saltar sobre uma barra sem derrubá-la, mas utilizam uma vara flexível que mede entre 2,80 e 3,40 metros para gerar impulso.

As provas de saltos horizontais incluem o salto em distância e o salto triplo.

No salto em distância, os atletas correm e saltam o mais longe possível. No salto triplo, os atletas correm para tomar impulso, e dão três saltos, sendo o último para a caixa de areia, também buscando a maior distância possível.

Combinada

Na modalidade masculina, (Declato), a prova combinada compreende 10 provas (decatlo): 100, 400 e 500 metros, corrida de 110 m com barreiras, saltos em distância, em altura e com vara, arremessos de peso, disco e dardo.

Na modalidade feminina, a prova combinada compreende 7 provas (Heptatlo): 100, 200 e 800 metros, saltos em distância e em altura, arremessos de peso e dardo.

Saiba mais sobre o atletismo.

2. Natação

A prática de nadar é bastante antiga, mas como esporte, a natação é recente, e seus estilos foram aperfeiçoados com o tempo.

Os estilos da natação são: crawl, costas, peito e borboleta. Há provas para cada um deles.

Crawl: provas de 50 m, 100 m, 200 m, 400 m, 800 m e 1500 m, ou provas de 4x100 m ou 4x200 m;

Costas: provas de 100 m e 200 m;

Peito: provas de 100 m e 200 m;

Borboleta: provas de 100 m e 200 m;

As provas que combinam os quatro estilos são chamadas de Medley, e consistem em provas de 200m ou 400m.

As piscinas olímpicas devem ter 50 metros de comprimento e pelo menos 3 metros de profundidade. A temperatura da água deve medir entre 25 ºC e 27 ºC.

Nos Jogos Olímpicos, o Brasil estreou-se na natação em 1920.

Saiba mais sobre a natação.

3. Vela

A competição da vela consiste na realização de 10 a 12 eventos com diferentes tipos de embarcação, separadas em categorias, conhecidas como classes. As competições de vela podem ser adiadas ou canceladas pela falta de vento.

Cada classe possui vários tipos de vela, com comprimentos e pesos diferentes. Por exemplo:

  • Laser tem 4,23 m de comprimento e o seu caso pesa 56 kg;
  • Finn tem 4,75 m de comprimento e o seu caso pesa 107 kg;
  • RS:X tem 2,86 m de comprimento e o seu caso pesa 15,5 kg.

Em cada prova ou categoria, todas as velas devem ter as mesmas dimensões.

No momento, existe dois tipos de competições: corrida e regata.

Na corrida, os competidores devem levar a vela de um ponto (inicial) a outro (final).

Na regata, há várias modalidades e categorias, entre elas, a regata por etapa, onde cada etapa os competidores acumulam pontos.

A pontuação na vela é diferente da maior parte das modalidades esportivas. O competidor que termina em primeiro lugar, ganha um ponto; o segundo, dois pontos, e assim por diante.

No final, o competidor que tiver somado menos pontos em todas as etapas, é o vencedor.

Como esporte, a vela surgiu na Inglaterra no século XVII, quando o rei inglês Carlos II, exilado na Holanda, descobriu esse potencial na embarcação que era utilizada na altura para transportes comerciais. Empolgado, o rei dedicou-se a criar e organizar competições aquáticas.

No Brasil, o impulsionador do esporte foi o Yacht Club Brasileiro, em 1906. Atualmente, a vela é um dos esportes que mais trouxe medalhas de ouro em Olimpíadas para o país.

4. Triatlo

As provas de triatlo compreendem natação, ciclismo e corrida.

Há as seguintes provas de triatlo: sprint, olímpica, longa distância, mixes relay, meio-ironman e ironman. O que difere as provas são as suas distâncias.

Sprint: 750 m de natação, 20 km de ciclismo e 5 km de corrida;

Olímpica: 1,5 km de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida;

Longa distância: 3 km de natação, 80 km de ciclismo e 20 km de corrida ou 4 km de natação, 120 km de ciclismo e 30 km de corrida;

Mixes relay: 300 m de natação, 8 km de ciclismo e 2 km de corrida;

Meio-ironman: 1,9 km de natação, 90 km de ciclismo e 21 km de corrida;

Ironman: 3,8 km de natação, 180 km de ciclismo e 42 km de corrida.

O triatlo surgiu de um programa de treinamento de férias para atletas nos Estados Unidos da América, em 1974, que consistia em exercícios de ciclismo e natação.

No Brasil, a modalidade chegou em 1981. O triatlo foi disputado pela primeira vez nas Olímpiadas no ano 2000, nos Jogos Olímpicos de Sydnei.

5. Levantamento de peso (Halterofilismo)

A origem do levantamento de peso ainda é incerta. Desde antes de Cristo, utilizava-se testes de força, como levantar o máximo de peso possível, para identificar os homens mais fortes e ajudar no treinamento para a guerra.

As primeiras competições de levantamento de peso começaram na Europa, no final do século XIX. No Brasil, as primeiras competições começaram em 1910.

Nas competições, os atletas têm três tentativas para tentar levantar uma barra.

No masculino, essa barra mede de 2,20 m de comprimento e 28 mm de diâmetro e pesa 20 kg.

No feminino, a barra mede 2,01 m de comprimento e 25 mm de diâmetro, e pesa 15 kg.

Cada vez que os atletas conseguem levantar a barra, mais discos de peso são acrescentados à barra, vencendo quem conseguir levantar a barra com a maior quantidade de peso.

Há duas provas no levantamento de peso: arranque e arremesso.

No arranque, o atleta deve levantar a barra por cima da cabeça, num único movimento, e deixá-la nessa altura até 2 segundos.

No arremesso, o atleta deve levantar a barra por cima da cabeça, em dois movimentos - um até a altura dos ombros e, por fim, até por cima da cabeça. Nesse momento, o atleta deve estar com as pernas alinhadas e estabilizar a barra, até que o árbitro autorize soltá-la.

6. Remo

A prova de remo é disputada em um percurso de 2 km em linha reta.

As competições oficiais com barco a remo podem ser de 8 tipos diferentes.

Elas dependem do número de remadores - um, dois, quatro, oito - e do uso de um remo ou dois remos por remador:

  • Single Skiff (M1x) – 1 remador com 2 remos;
  • Double skiff – (M2x) – 2 remadores com 2 remos;
  • Four skiff – (M4x) – 4 remadores com 2 remos;
  • Dois com (2+) - 2 remadores com 1 remo cada (com timoneiro);
  • Dois sem (M2-) - 2 remadores com 1 remo cada (sem timoneiro);
  • Quatro com (4+) - 4 remadores com 1 remo cada (com timoneiro);
  • Quatro sem (M4-) - 4 remadores com 1 remo cada (sem timoneiro).
  • Oito com (M8+) – remadores com 2 remos cada (com timoneiro)

A história do remo é antiga, pois o esporte surgiu da necessidade que os homens tinham de se transportar na água.

Como esporte olímpico, o remo estreou-se em 1900, nos Jogos Olímpicos de Paris.

Em 2011, na Eslovênia, o Brasil conquistou a sua primeira medalha de ouro mundial, na prova de single skiff.

7. Hipismo

As competições de salto com cavalo surgiram no século 19. O hipismo surgiu como esporte olímpico em 1900.

No Brasil, a primeira escola de equitação foi fundada em 1847. A primeira participação do hipismo brasileiro nas Olímpiadas foi em 1948, em Londres. Em 1996, o Brasil recebeu sua primeira medalha de hipismo nas Olimpíadas com a conquista do bronze por equipes.

Há diferentes modalidades de hipismo: adestramento; atrelagem; Concurso Completo de Equitação (CCE); enduro; rédeas; saltos; volteio e tambor.

Dessas, apenas três são modalidades olímpicas: adestramento, CCE e saltos.

No hipismo, homens e mulheres competem juntos.

Adestramento

Consiste na execução de movimentos obrigatórios e livres, de forma bastante precisa, num espaço que mede 60 m x 20 m.

Concurso Completo de Equitação (CCE)

Consiste em provas de adestramento, saltos e cross-country, que são realizadas durante três dias. Vence quem tiver menos pontos negativos. Importante destacar, que não pode trocar o cavalo após o início da competição.

Saltos

A prova de saltos resulta de força e técnica, pois os atletas e o cavalo os precisam ultrapassar os obstáculos espalhados pela pista.

8. Rafting

O rafting é um esporte aquático de equipe, em que os atletas têm que descer rios remando botes infláveis.

A prática do rafting exige esforço da equipe, que deve ter entre 6 e 8 participantes. Juntos, eles precisam fazer muitas manobras para superar as dificuldades que encontram no percurso, como corredeiras, pedras e quedas d’água.

A competição é dividida nas seguintes modalidades: descida, resgate e slalom. Em todas, vence quem concluir essas provas em menos tempo.

Equipamentos necessários para a prática do rafting:

  • bote inflável (deve medir entre 3,65 e 5,50 m);
  • remos;
  • capacete;
  • colete salva-vidas;
  • cabo de resgate;
  • roupa de neoprene e calçado específico (opcionais).

O rafting teve origem no século 19, em descidas de rios usando barcos rígidos.

No Brasil, a prática do rafting surgiu como uma atração turística no Rio de Janeiro em 1982.

Em 1999, foi realizado o primeiro Campeonato Mundial de Rafting na África do Sul, contando com a participação do Brasil.

9. Patinação de velocidade

A patinação de velocidade é um esporte de inverno, disputado em pistas de gelo em formato oval. Há dois tipos de pistas, as curtas, que medem 111 metros e pistas mais longas que medem 400 metros.

As modalidades da patinação de velocidade são as seguintes:

Pista curta:

  • 500, 1000 e 1500 metros
  • revezamento 2000m (misto); revezamento 3000m (feminino) e revezamento 5000m (masculino).

Na pista longa:

  • 1500, 5000 e 10 mil metros
  • Sprint (500m e 1000m)
  • Provas de perseguição e saída em massa

Equipamentos necessários para a prática da patinação de velocidade:

  • patins;
  • viseiras;
  • capacete.

A patinação remonta à Antiguidade, quando sapatos feitos de ossos eram usados para atravessar lagos congelados na Europa.

Em 2007, o Brasil estreou no Mundial de Patinação de Velocidade.

10. Bobsled

O Bobsled é uma corrida de trenós, conhecida como “fórmula 1 do gelo”. É um esporte de inverno disputado entre duplas ou quartetos. Ele tem como objetivo percorrer uma pista com cerca de 1200 metros coberta de gelo, no menor tempo possível.

As equipes masculinas são formadas por dois ou quatro atletas, enquanto as equipes femininas são formadas apenas por duas mulheres.

Equipamentos necessários para a prática do bobsled:

  • Trenó – tem 2,7 m de comprimento para duplas e 3,8 m de comprimento nas disputas entre quartetos, cujo peso total dos atletas não pode ultrapassar os 340 kg (dupla feminina), 390kg (dupla masculina) e 630 kg (quarteto);
  • Capacete;
  • Sapatilha – com 500 agulhas extremamente pequenas nas solas.

O bobsled surgiu no final do século 19, quando os trenós se tornaram populares como transporte na neve.

Em 2003, o Brasil fez a sua estreia na Copa do Mundo de Bobsled. Entretanto, em 2000, o Brasil já havia conquistado o seu primeiro bronze na Copa América. E, em 2002, havia conquistado o seu primeiro ouro também na Copa América.

11. Luge

O luge é um esporte de inverno, disputado individualmente ou em duplas, nas categorias masculinas e femininas.

Nele, os atletas utilizam um trenó, que conduzem deitados de barriga para cima.

A prova realiza-se em uma pista de 1500 metros, no qual os atletas devem ir o mais rápido possível. Cada atleta ou dupla tem quatro tentativas, assim, vence quem conseguir descer no menor tempo possível.

Equipamentos necessários para a prática do Luge:

  • trenó (23 kg para competições individuais e 27 kg para competições em duplas);
  • capacete;
  • botas de alta resistência;
  • visores e luvas com micro agulhas.

O esporte remonta ao século 16 na Noruega e na Alemanha, onde utilizavam o trenó como meio de transporte. A primeira corrida oficial de Luge realizou-se em 1883.

Em 2001, o Brasil estreou no Mundial de Luge realizado no Canadá.

12. Skeleton

O skeleton é mais um esporte de inverno, no qual compete-se individualmente. Usando trenó, os atletas - conhecidos como sliders - descem numa pista coberta de gelo deitados de barriga para baixo. Vence quem fizer o percurso, que mede cerca de 1200 metros e conta com pelo menos 15 curvas, em menos tempo.

Equipamentos necessários para a prática do skeleton:

  • trenó (43 kg para competições masculinas e 35 kg para competições femininas);
  • capacete;
  • sapatilhas com mini agulhas na sola;
  • protetores de ombros e cotovelos (opcionais).

O esporte surgiu no século 19, graças à utilização dos trenós como transporte nas montanhas. A primeira corrida foi realizada em 1884. O aspecto de um dos primeiros trenós utilizados era semelhante ao de um esqueleto humano, e foi justamente o que deu nome ao esporte (Skeleton).

Em 2011, ocorreu a primeira participação do Brasil no Mundial de Skeleton.

Leia também:

Referências Bibliográficas

Esportes Olímpicos. Documento acessado em 01.09.2023. Disponível em: https://www.cob.org.br/pt/cob/

REGRAS DE REGA DE NAVEGAÇÃO. 2021-2024. Publicado pela WORLD SAILING (UK) Ltd., Southampton, UK © World Sailing Ltd. Junho de 2020. Edição brasileira publicada pela CBVELA (BRA), Rio de Janeiro, Brasil. Confederação Brasileira de Vela, fevereiro de 2021.

Maurício Facchini
Revisão por Maurício Facchini
Graduado em Educação Física pela Universidade do Vale do Taquari e mestrando na Faculdade de Desporto da Universidade do Porto.