O que é dança?

Laura Aidar

A dança é um tipo de manifestação artística que utiliza o corpo como instrumento criativo.

Geralmente, essa forma de expressão vem acompanhada por música, entretanto, também é possível dançar sem o apoio musical.

Na dança, as pessoas realizam movimentos ritmados, seguindo uma cadência própria ou coreografada, originando harmonias corporais.

História da dança

A dança foi uma das primeiras demonstrações expressivas do ser humano. Surgiu ainda na pré-história, como consequência de experimentações corpóreas que homens e mulheres realizavam, como bater os pés no chão e bater palmas.

A partir das descobertas de novos sons, ritmos e intensidades sonoras, as pessoas foram combinando movimentos do corpo. São as chamadas danças primitivas.

Portanto, é muito provável que a dança tenha surgido juntamente com a música, também como uma forma de comunicação. Além disso, estava bastante relacionada a cerimônias ritualísticas e espirituais.

Há registros de pinturas rupestres do período paleolítico que representam figuras humanas realizando movimentos que foram interpretados como danças.

dança na pré história
Pintura rupestre que representa pessoas dançando

As danças milenares são aquelas que ocorreram em civilizações da antiguidade, como Índia, Egito, Grécia e Roma. Para esses povos, dançar tinha um caráter sagrado e seu maior objetivo era reverenciar as divindades.

Já na Idade Média, a dança sofreu um empobrecimento devido à moralidade imposta pelo período. Nesse contexto, as manifestações corporais foram consideradas profanas. De qualquer forma, a população do campo continuou exercendo as danças camponesas.

dança milenar
Pintura milenar representando a dança no Egito e manuscrito exibindo a dança de camponeses no séc XV

No renascimento, a dança retoma sua importância, sendo bastante valorizada pela nobreza. Nesse momento, ela torna-se mais complexa e surgem estudos e organizações a fim de sistematizá-la; é quando desponta o chamado balé.

Posteriormente, aparece a dança moderna, um estilo mais livre e espontâneo, mais relacionado com a vida real e cotidiana.

Essa vertente ganhou impulso com o trabalho de uma bailarina norte-americana chamada Isadora Duncan (1877-1927). Outro grande nome da dança moderna é a dançarina Martha Graham (1894-1991), também nascida nos EUA.

isadora duncan e martha graham
À esquerda, Martha Graham, à direita, Isadora Duncan - grandes responsáveis por transformar a dança ocidental

Com o tempo, outras maneiras de expressar-se corporalmente foram criadas e hoje temos a chamada dança contemporânea.

Nesse estilo, é suprimida uma estruturação clara, importando mais as ideias, conceitos e emoções do que propriamente a estética.

Tipos de dança

Há diversos tipos de danças e maneiras de dançar. Podemos classificar essa expressão artística a partir de alguns critérios, a saber:

Forma Origem Finalidade
Danças solo - quando o dançarino apresenta-se desacompanhado. Danças folclóricas - como bumba meu boi, frevo, maracatu, carimbó. Dança performática - como o balé, dança contemporânea, sapateado, flamenco, etc.
Danças em dupla - danças de casais, como tango, samba, forró, valsa, entre outras. Danças cerimoniais - como algumas danças circulares, danças indígenas, etc. Dança social - como a dança de salão.
Danças em grupo - quando várias pessoas compõem uma coreografia, como nas danças circulares, sapateado, etc. Danças étnicas - quando são de um lugar específico. Dança religiosa - como a dança sufi.

São várias as vertentes da dança no mundo. Esse é um breve resumo sobre a dança no Ocidente.

Para saber mais sobre o assunto, leia:

Laura Aidar
Laura Aidar
Licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2007. Formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design de São Paulo (2010).