Oceania


A Oceania é o menor continente do mundo. Localizado no hemisfério sul, é composto pela Austrália e pelas Ilhas do Pacífico (Polinésia, Melanésia e Micronésia).

Em termo operacionais, busca-se dividir o planeta em agrupamentos continentais e, por isso, associam-se todas as ilhas com o continente da Austrália ou com a Australásia.

OceaniaMapa da Oceania

A Oceania é maior agrupamento de ilhas do planeta, com mais de 10 mil ilhas e 14 países.

Os países da Oceania são:

  • Austrália
  • Estados Federados da Micronésia
  • Fiji
  • Ilhas Salomão
  • Indonésia
  • Kiribati
  • Nauru
  • Nova Zelândia
  • Palau
  • Papua-Nova Guiné
  • Samoa Ocidental
  • Tonga
  • Tuvalu
  • Vanuatu

A Austrália ocupa 90% do terrritório total do continente. Além dos países, são territórios ultramarinos:

  • Ilhas Marianas (dominadas pelos EUA)
  • Ilhas Carolinas (dominadas pela Micronésia)
  • Nova Caledônia (dominada pela França)
  • Território Antártico Australiano (dominada pela Austrália)
  • Dependência de Ross (dominada pela Nova Zelândia)
  • Terra Adélia (dominada pela França)
  • Samoa Americana (dominada pelos EUA)

Paisagem da AustráliaFoto de paisagem da Austrália

Características

Composição geográfica

A formação do território é predominantemente de origem vulcânica, o que confere à região uma intensa atividade tectônica e vulcânica.

Área

Sua área é de 8.480.355 km², com uma densidade demográfica variante: Austrália 2,2 hab/km²; Papua-Nova Guiné 7,7 hab/km²; Nauru 380 hab/km²; Tonga 163 hab/km² e o território da Austrália correspondem a maior parcela da Oceania, com cerca de 90% do continente.

As maiores cidades da Oceania estão localizadas na Austrália e são Sidney, Melbourne, Brisbane e Perth. Outras cidades importantes são Auckland e Wellington, na Nova Zelândia, e Port Moresby, capital da Papua-Nova Guiné.

População

Todas as ilhas da Oceania têm a população composta por indígenas. No entanto, na Austrália e na Nova Zelândia os brancos europeus constituem a maioria dos habitantes, especialmente de origem britânica.

Com uma população de cerca de 32 milhões de habitantes, a Oceania é uma região predominantemente urbana. Enquanto 75% da população vive em cidades, 25 % dos oceânicos vivem no campo.

Na Austrália e na Nova Zelândia, 85% da população reside em áreas urbanas, enquanto nas ilhas a maior parte dos habitantes estão nas áreas rurais.

Economia

Os países mais desenvolvidos (Austrália e Nova Zelândia) destacam-se pela fabricação de produtos industrializados e alta tecnologia. Nas ilhas pratica-se o extrativismo e a agricultura, bem como o turismo.

Paisagem da Nova ZelândiaFoto de paisagem da Nova Zelândia

Fauna, Vegetação e Clima

A fauna da Oceania possui muitos animais, entretanto, sua posição isolada levou ao surgimento de algumas espécies exóticas encontradas somente naquela região. Dessas, se destacam os cangurus.

Outros animais típicos da Oceania são: coala, dingo, cacatua, diabo da tasmânia, ornitorrinco, quivi, cisne negro, elefante marinho, kaluta e kowari.

Sua flora é predominantemente composta por florestas tropicais, as quais convivem com o clima desértico na parte interior da Austrália e clima tropical nas ilhas.

Imagem de canguru na praiaCanguru

Cultura da Oceania

Na Oceania, o inglês é o idioma mais falado, mas essa não é a única língua do continente. Lá também há espaço para língua francesa e para os dialetos nativos.

Em termos religiosos, predomina o cristianismo, sendo liderado por 27% de católicos e 24% de protestantes.

Em decorrência do calor, é costume usar roupas leves e confortáveis.

As típicas tatuagens maori são conhecidas em todo o mundo e têm origem com os povos indígenas da Nova Zelândia. Para os índios, as mokas - como são chamadas - tem caráter sagrado.

Colonização e História da Oceania

Chamada de Novíssimo Mundo, a Oceania foi o último continente a ser encontrado pelos europeus.

O termo Oceania é usado em vários idiomas para indicar um continente que abrange a Austrália e ilhas do Pacífico contíguas. A palavra é formada pela junção de "oceano" mais o sufixo "ia", a exemplo de topônimos como Germânia e Transilvânia.

A primeira onda massiva de emigrados só aconteceu por volta de 6000 a.C. com a chegada dos austronésios oriundos de Taiwan. Eles se propagaram pelas Filipinas e Índias Orientais, até chegarem à Nova Guiné.

Já no período moderno, os britânicos anexaram a Austrália aos seus domínios em 1770, quando habitavam cerca de 300 mil nativos. Subdivididos em aproximadamente 600 tribos, as quais encontravam-se num estágio cultural muito primitivo, esse fato facilitou a dominação dos ingleses.

No século XVIII a ocupação foi feita por prisioneiros e exilados, bem como pelo estabelecimento de um número reduzido de colonos. Eles se dedicaram ao desenvolvimento da pecuária, uma das principais atividades até os dias de hoje.

Além da pecuária (sobretudo a ovina) desenvolvera-se uma produção de trigo com sucesso.

Como resultado deste domínio, a população indígena decai. Os britânicos impõem sua cultura e seus modos de vida, fazendo com que os nativos se tornem a minoria no continente.

Curiosidades

  • A Oceania é o menor continente do mundo e também o mais novo.
  • Apesar de ser formado por mais de 10 mil ilhas e por 14 países, só a Austrália ocupa 90% do seu território.
  • A Austrália não faz fronteira com nenhum outro país.