Was e were

Carla Muniz

Was e were são as flexões do verbo to be no passado.

A flexão was é usada com os pronomes I (eu), he (ele), she (ela), it (utilizado para fazer referência a pessoas, animais, lugares e/ou objetos).

Já a flexão were é usada com os pronomes you (você), we (nós), you (vocês) e they (eles/elas).

Diferentemente do que acontece com grande parte dos verbos, para formarmos o passado do verbo to be, não aplicamos a regra do acrescento de -ed.

Isso acontece pois o verbo to be é um verbo irregular, ou seja, sua flexão é completamente diferente de sua forma original no infinitivo.

Assim como acontece com o verbo to be no presente, o significado destas formas verbais está relacionado com os verbos “ser” e “estar”. O que indicará o sentido de cada utilização será o contexto da frase.

Exemplos

Veja os exemplos abaixo:

  • Eliana is my dentist. (Eliana é minha dentista.) - Verbo to be no presente; significado: "ser".
  • Eliana was my dentist. (Eliana era minha dentista.) - Verbo to be no passado; significado: "ser".
  • The girls are at the museum. (As meninas estão no museu.) - Verbo to be no presente; significado: "estar".
  • The girls were at the museum. (As meninas estavam no museu) - Verbo to be no passado; significado: "estar".

Diferentemente da conjugação dos verbos “ser” e “estar” em Português, a conjugação em inglês apresenta apenas estas duas formas: was e were.

Consulte a tabela abaixo para conhecer as flexões do verbo to be no Simple Past Tense:

SIMPLE PAST TENSE
AFFIRMATIVENEGATIVEINTERROGATIVE
I wasI was notI wasn'tWas I...?
You wereYou were notYou weren'tWere you...?
He wasHe was notHe wasn'tWas he...?
She wasShe was notShe wasn'tWas she...?
It wasIt was notIt wasn'tWas it...?
We wereWe were notWe weren'tWere we...?
You wereYou were notYou weren'tWere you...?
They wereThey were notThey weren'tWere they...?

Confira alguns exemplos nas formas afirmativa, negativa e interrogativa:

Affirmative form (forma afirmativa)

Assim como na língua portuguesa, a estrutura da frase afirmativa em inglês segue a ordem sujeito + verbo:

  • They are at school. (Eles estão na escola) > They were at school. (Eles estavam na escola)
  • I am late. (Eu estou atrasado) > I was late. (Eu estava atrasado)
  • He is my teacher. (Ele é meu professor) > He was my teacher. (Ele era meu professor)

Negative form (forma negativa)

Para formar a negativa, basta acrescentarmos not após o verbo:

  • They are not at school. (Eles não estão na escola.) > They were not at school. (Eles não estavam na escola)
  • I am not late. (Eu não estou atrasado.) > I was not late. (Eu não estava atrasado)
  • He is not my teacher. (Ele não é meu professor.) > He was not my teacher. (Ele não era meu professor)

Contracted form (forma contraída)

A forma negativa também pode ser expressa através da forma contraída, onde a flexão verbal was/were é unida ao advérbio de negação not. Vejamos assim, como ficariam os exemplos referidos acima na forma contraída:

  • They were not at school. (Eles não estavam na escola) > They weren't at school. (Eles não estavam na escola)
  • I was not late. (Eu não estava atrasado) > I wasn't late. (Eu não estava atrasado)
  • He was not my teacher. (Ele não era meu professor) > He wasn't my teacher. (Ele não era meu professor)

Interrogative form (forma interrogativa)

Para a construção da forma interrogativa, a flexão verbal was/were deve ser posicionada antes do sujeito:

  • Is she at school? (Ela está na escola) > Was she at school? (Ela estava na escola?)
  • Am I late? (Eu estou atrasado?) > Was I late? (Eu estava atrasado?)
  • Is he your teacher? (Ele é seu professor?) > Was he your teacher? (Ele era seu professor?)

Attention

Se a frase fizer referência a uma situação condicional que não pode mais acontecer, ou seja, uma suposição irreal, excepcionalmente usaremos a flexão were com todos os pronomes.

Observe, por exemplo, uma frase da música If I were a boy, da Beyoncé:

If I were a boy/ I think I could understand/ how it feels to love a girl/ I swear I'd be a better man. (Se eu fosse um menino, acho que eu conseguiria entender/ como é amar uma menina/ eu juro que seria um homem melhor)

  • Situação condicional (condição necessária para que outra situação aconteça): If I were a boy (Se eu fosse um menino).
  • O que aconteceria se a situação condicional se tornasse realidade? Quem escreveu a frase acha que conseguiria entender como é amar uma menina e jura que seria um homem melhor.
  • É possível que a situação condicional se torne verdade? Não. Temos uma situação condicional que não acontecerá, ou seja, uma suposição irreal (Quem escreveu a frase não passará a ser um menino). Por este motivo, em vez do habitual uso de I was, usaremos I were.

Veja também:

Exercícios

Agora que você aprendeu a conjugação, que tal praticar um pouco?

Complete as lacunas abaixo com a forma correta do verbo to be no Simple Past Tense:

1. (PUC-1997) A long time ago London __________ an important city, but it __________ different from London today. There __________ not very many big buildings. There __________ a lot of small boats on the river.

a) is, is, are, are
b) was, is, are, are
c) was, was, were, were
d) was, is, were, were
e) had been, is, were, are

Alternativa c) was, was, were, were

2. Sara _________ at school when John arrived, but she _____________ in the classroom yet. She _____________ at the library studying for the test.

a) was, wasn't, were
b) was, wasn't, was
c) was, was, were
d) wasn't, was, were
e) weren't, were, was

Alternativa b) was, wasn't, was

3. "Where ____________ the children? I thought they____________ at home waiting for their mother, but they_____________ there."

"Phillip said they _____________ at their neightbor's.

a) was, wasn't, were, were
b) wasn't, was, was, were
c) was, was, were, were
d) were, were, weren't, were
e) were, weren't, was, were

Alternativa d) were, were, weren't, were

Carla Muniz
Carla Muniz
Professora, lexicógrafa, tradutora, produtora de conteúdos e revisora. Licenciada em Letras (Português, Inglês e Literaturas) pelas Faculdades Integradas Simonsen, em 2002.