Características da Lua

Rosimar Gouveia

A Lua é o único satélite natural da Terra. Formou-se praticamente ao mesmo tempo em que a Terra com o surgimento do Universo.

Por sua proximidade com o planeta Terra, é o objeto maior e mais brilhante no céu noturno terrestre. Sendo a quinta maior lua do sistema solar.

O nome Lua tem origem do latim, Luna, e foi usado para indicar o satélite natural da Terra, pois a princípio era a única lua conhecida. Apenas em 1610, Galileo Galilei descobriu que existiam outras luas no sistema solar.

Imagem da Lua
Imagem da Lua

Origem da Lua

A teoria mais aceita para a origem da Lua aponta que tenha surgido a partir da colisão de um corpo celeste de dimensões semelhantes a Marte com a Terra, há cerca de 4,5 bilhões de anos.

Os detritos da explosão seriam os formadores do satélite, que inicialmente apresentavam muito material fundido. Ao longo do tempo, este material foi se cristalizando e formando o satélite que hoje conhecemos.

Principais Características da Lua

A massa da Lua é de 7,35.1022 kg e corresponde, aproximadamente a 1,23% da massa da Terra. Seu diâmetro é de 3 475 km, que é 3,67 vezes menor que o diâmetro da Terra.

A distância média entre a Lua e a Terra é de 384 400 km. Essa é uma distância muito grande. Para termos uma ideia, poderíamos colocar 30 planetas do tamanho da Terra alinhados entre elas.

Estudos mostram que a Lua se afasta 3,78 cm por ano da Terra. Este fato torna os dias na Terra mais longos.

A gravidade da Lua é de 1,62 m/s2 . Isso faz com que o peso de uma pessoa na Lua corresponda a 0,166 do seu peso na Terra.

A temperatura na sua superfície pode atingir cerca de 127 ºC quando iluminada pelo Sol e - 173 ºC quando está sem iluminação.

O fato da Lua apresentar uma fina camada de atmosfera, explica essa variação de temperatura. Além disso, a escassa atmosfera não oferece nenhuma proteção aos raios solares.

A falta de uma atmosfera mais espessa, também explica a superfície lunar apresentar inúmeras crateras, resultado dos contínuos impactos com meteoros, cometas e asteroides.

A Lua gira em torno do seu próprio eixo (movimento de rotação) com a mesma velocidade que gira ao redor da Terra. Por isso, da Terra vemos sempre a mesma face da Lua.

Seu período de rotação ao redor da Terra é de 27 dias terrestres, contudo leva 29 dias para atingir a mesma posição em relação ao Sol.

Estrutura e Composição

A Lua é formada por núcleo, crosta e manto. O núcleo é sólido e rico em ferro. Seu raio é de aproximadamente 240 km.

O manto, que é a camada intermediária entre o núcleo e a crosta, é formado basicamente por magnésio, ferro, silício e oxigênio.

Na crosta lunar encontramos oxigênio, silício, magnésio, ferro, cálcio, alumínio e pequenas quantidades de titânio, urânio, tório, potássio e hidrogênio.

Influência sobre as marés

Sem a existência da Lua, a Terra não teria marés. O fenômeno nos mares ocorre em consequência da força de atração gravitacional exercida pelo satélite natural e pelo Sol.

Essa força é proporcional as massas dos corpos envolvidos e inversamente proporcional à distância entre eles. Neste caso a massa do Sol é muito maior que a massa da Lua.

Entretanto, a menor distância entre a Lua e a Terra, faz com que a força exercida por nosso satélite seja o dobro da força exercida pelo Sol.

Na verdade, a maré é o resultado da combinação das forças exercidas tanto pela Lua, quanto pelo Sol, em função da suas posições relativas à Terra.

Na Lua cheia e na Lua nova, as duas forças se somam formando marés cheias mais altas e marés baixas mais baixas. Já no quarto crescente e no quarto minguante esse efeito será atenuado.

Efeito da posição do Sol e da Lua nas marés

Fases da Lua

A Lua não tem luz própria, entretanto, conseguimos vê-la brilhante pois ela reflete a luz proveniente do Sol. Assim, de acordo com a sua posição em relação ao Sol e a Terra, a veremos iluminada de diferentes maneiras.

Essas diferentes maneiras são chamadas de fases da Lua. Em função do ângulo de incidência da luz solar sobre a sua superfície temos quatro fases distintas. São elas: lua crescente, nova, minguante e cheia.

Vídeo

O Vídeo produzido pela Nasa, faz um passeio pela superfície do nosso satélite natural, com incríveis imagens. Você não pode perder!

Curiosidades

  • A sonda soviética Lunik 2 foi o primeiro artefato a aterrissar no solo lunar em 1959.
  • Somente doze homens pisaram até hoje em solo lunar, o primeiro foi Neil Armstrong em 20 de julho de 1969.
  • Ao mapear a superfície da Lua, foi descoberta uma cratera onde a temperatura é de - 238 ºC, essa é a temperatura mais baixa, até agora, encontrada no sistema solar.
  • Existiam na Lua vulcões ativos, entretanto estão adormecidos a milhões de anos.

Quer complementar sua pesquisa? Leia também:

Rosimar Gouveia
Rosimar Gouveia
Bacharel em Meteorologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em 1992, Licenciada em Matemática pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2006 e Pós-Graduada em Ensino de Física pela Universidade Cruzeiro do Sul em 2011.