As 5 competências exigidas na Redação Enem

Márcia Fernandes

Nessa altura, você já deve saber qual importância da nota da redação do Enem: como ela vale muito, pode ajudar a aumentar a nota geral do exame.

O Toda Matéria está aqui para te ajudar a se preparar para uma das provas mais temidas do Exame Nacional do Ensino Médio.

Para tanto, vamos percorrer cada uma das cinco competências da matriz de referência para redação, que são usadas como critério da avaliação e, assim, você vai estar preparado para o que vem pela frente.

competências redação

Cada competência vale 200 pontos. À medida que elas não sejam atendidas, a sua nota vai reduzindo.

Existem 6 níveis de pontuação para cada uma das competências: o maior vale 200, que vai reduzindo em 40 pontos a cada descida de nível, num total de 6 níveis, ou seja:

  • 1.º nível: 200 pontos
  • 2.º nível: 160 pontos
  • 3.º nível: 120 pontos
  • 4.º nível: 80 pontos
  • 5.º nível: 40 pontos
  • 6.º nível: 0 pontos

Agora, a gente te explica cada um deles:

Competência 1: Domínio da língua portuguesa

Domínio língua

Você deve mostrar que possui bons conhecimentos da língua portuguesa na modalidade formal.

Em resumo, essa competência contempla: vocabulário, regras de acentuação e pontuação, ortografia, separação de sílabas, usos do hífen e de letras maiúsculas e minúsculas, concordância, regência, ausência de marcas da oralidade.

Vale lembrar que o conhecimento das regras de acentuação e do novo acordo ortográfico são essenciais. Ou seja, não vale ter erros de português e desvios gramaticais, pois isso poderá baixar bastante sua nota.

Competência 2: Compreensão da proposta

ideias

A partir dos textos complementares, o participante do Enem deve compreender a proposta da redação para desenvolver seu texto de forma coerente, e demonstrar seu repertório cultural, utilizando informações de diferentes áreas de conhecimento.

Além disso, deve focar nos aspectos estruturais de um texto dissertativo-argumentativo em prosa: tema (assunto), tese, argumentos e proposta de intervenção.

O ponto mais importante a ser avaliado é a habilidade de leitura e escrita do participante, ou seja, demostrar que compreendeu e definiu o recorte temático apresentado.

Competência 3: Organização e defesa

lâmpada

Nada mais importante do que saber selecionar os principais argumentos sobre o tema. Portanto, nessa parte os critérios giram em torno da argumentação, bem como da interpretação dos participantes sobre alguns aspectos do tema.

É muito importante fazer um projeto de texto, que consiste em planejar o que vai ser escrito, que argumentos serão utilizados, o momento de apresentá-los (encadeamento de ideias).

Além disso, a organização é fundamental para a exposição de argumentos consistentes e defesa do ponto de vista. A inteligibilidade do texto é parte fundamental dessa competência. Ela reúne a seleção de argumentos, precisão vocabular, relação entre as partes do texto e ainda, adequação do conteúdo com o contexto atual.

Temos certeza que esses textos podem te ajudar mais ainda:

Competência 4: Conhecimentos linguísticos e argumentação

conectivo

O principal mecanismo linguístico é a coesão utilizada para o encadeamento lógico das partes do texto.

Portanto, entender bem os conectivos (conjunções, advérbios, locuções, preposições, etc.) e a função de cada um deles com certeza será proveitoso para deixar seu texto ainda mais coerente, além de auxiliar na construção da argumentação.

Nessa competência destaca-se a estrutura lógica e formal entre as partes do texto chamada de coesão textual. Assim, a relação entre os parágrafos deve apresentar uma sequência lógica das ideias expostas.

Competência 5: Proposta de intervenção

solução

Na parte final, e a partir dos argumentos apresentados ao longo do texto, o participante deve apresentar soluções para o que foi abordado.

Isso tudo tendo em conta aspectos como a cidadania, os valores humanos e a diversidade cultural.

O participante que utilizar expressões, ideias preconceituosas e incitar a violência, perde logo os 200 pontos que valem essa competência.

Márcia Fernandes
Márcia Fernandes
Professora, pesquisadora, produtora e gestora de conteúdos on-line. Licenciada em Letras pela Universidade Católica de Santos.