Conurbação


A Conurbação representa um fenômeno urbano que está intimamente relacionado com o desenvolvimento das cidades modernas. Trata-se, portanto, do encontro limítrofe entre duas ou mais cidades, que ocorre por meio de um significativo e acelerado crescimento urbano.

No Brasil, o processo de conurbação surge a partir da década de 50, diante da modernização do país e do acelerado crescimento industrial e urbano. É notório o processo de conurbação em diversas capitais no país, sendo que São Paulo é considerada uma das maiores do país e do mundo.

Fora do Brasil, merecem destaque as regiões metropolitanas de Tóquio, Nova Iorque e Londres, as quais sofreram o processo de conurbação após a Segunda Guerra Mundial.

O que é Região Metropolitana?

O processo de conurbação pode gerar uma região metropolitana. A região metropolitana indica um conjunto de municípios que estão conectados e que apresenta grande densidade populacional, com mais de 1 milhão de habitantes. É formada por uma cidade núcleo e outras adjacentes que ocorre através do processo de conurbação.

ConurbaçãoRegião Metropolitana de São Paulo

Um exemplo notório é o “ABC Paulista” formado pelas cidades de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Ribeirão Pires, Mauá e Rio Grande da Serra. Quando incluída a cidade de São Paulo, é chamada de “Grande São Paulo” ou Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) que abriga 39 municípios. As metrópoles representam as principais cidades de uma região metropolitana.

Saiba mais: Metrópole e Megalópole e Geografia Urbana.

Como Ocorre o Processo de Conurbação?

Com a expansão da urbanização e o desenvolvimento das cidades, a conurbação integra diversas cidades. Diante disso, os limites físicos (geográficos) entre as cidades tendem a desaparecerem. Geralmente é difícil notar quando termina uma e começa a outra, que podem ser separadas por uma rua ou avenida.

De tal modo, esse processo denota um melhor planejamento, controle urbano e políticas públicas voltadas para as regiões conurbadas uma vez que acaba ocorrendo dependência entre os municípios.

Quais as Consequências da Conurbação?

Quanto a isso, devemos lembrar que a conurbação pode trazer diversos problemas às cidades posto que pode afetar o sistema de transporte, aumentar a violência, diminuir a qualidade de vida, dentre outros. Além disso, pode gerar conflitos entre as estruturas administrativas e políticas das cidades envolvidas.

Por outro lado, isso pode facilitar a vida das pessoas que estão em busca de oportunidades, por exemplo de trabalho, e mesmo para aproveitar as melhores possibilidades e oferecidas pelas cidades vizinhas: sistema de saúde, de educação, de lazer, dentre outros.

Nesse caso, podemos pensar nas cidades que estão muito próximas, no entanto, que apresentam custo de vida distintos. Assim, muitas pessoas moram na cidade que apresenta custo mais baixo, e trabalham na cidade ao lado, por possuírem melhores condições de emprego. As cidades que ocorrem isso, são chamadas de “cidades dormitórios”, ou seja, aquelas em que o cidadão tem sua moradia, mas se desloca diariamente para trabalhar.

Saiba O que são Regiões Metropolitanas?