Questões de sociologia

Pedro Menezes

Teste seus conhecimentos sobre os conceitos da matéria de sociologia e confira os comentários dos nossos professores especialistas.

Questão 1

A sociologia é uma ciência humana que estuda a sociedade. Das opções abaixo, a que não contempla um de seus objetivos é:

a) Compreender e explicar as transformações e mudanças nas sociedades humanas.
b) Entender o funcionamento das sociedades e das relações entre os seres humanos.
c) Estudar os fatores sociais e culturais relacionados com os comportamentos humanos.
d) Compreender a existência humana e o saber por meio da análise racional relacionada com a história.
e) Compreender os interesses dos movimentos sociais, fruto de práticas sociais incoerentes com a ordem social.

Alternativa correta: d) Compreender a existência humana e o saber por meio da análise racional relacionada com a história.

A sociologia é uma ciência que se ocupa em compreender a sociedade e os elementos que envolvem seu funcionamento: estrutura social, grupos sociais, família, classes sociais e papéis que o indivíduo ocupa na sociedade.

Assim, a opção que não contempla seus objetivos é a letra d) que compreende os estudos da área da filosofia.

Saiba mais sobre O que é Sociologia?

Questão 2

Sobre a democracia no Brasil pode-se afirmar que:

a) foi instituída na primeira república com o voto de cabresto.
b) foi consolidada com a promulgação da constituição de 1988.
c) surgiu na Era Vargas com a constituição de 1934.
d) consolidou-se no período da ditadura militar no Brasil.
e) foi garantida a todos no governo de FHC.

Alternativa correta: b) foi consolidada com a promulgação da constituição de 1988.

Depois de 20 anos de um sistema ditatorial no Brasil, onde os direitos humanos e a liberdade foram impedidas, foi elaborada a Constituição de 1988.

Ela contemplava, dentre outras coisas, a liberdade de expressão, o fim da censura, os direitos das crianças e adolescentes e ainda, apresentava um sistema de eleições livres.

Também chamada de "Constituição Cidadã", ela foi promulgada no dia 5 de outubro de 1988 e marcou o processo de redemocratização do Brasil após o período da ditadura militar.

Entenda tudo sobre a Democracia no Brasil.

Questão 3

Segundo Émile Durkheim (1858-1917), as três principais características do Fato Social são:

a) a coercitividade, a inferioridade e a individualidade.
b) a coletividade, a superioridade e a universalidade.
c) a generalidade, a exterioridade e a coercitividade.
d) a convencionalidade, a generalidade e a substancialidade.
e) a padronização, a universalidade e a superioridade.

Alternativa correta: c) a generalidade, a exterioridade e a coercitividade.

Segundo Émile Durkheim, o fato social representa os instrumentos sociais e culturais que determinam as maneiras de agir, pensar e sentir na vida de um indivíduo.

Para que seja considerado um fato social, ele deve apresentar três características:

  • a generalidade: englobam toda a sociedade, sendo, portanto, coletivos e não individuais.
  • a exterioridade: representa os fatores externos à vida do indivíduo e que já estão determinados.
  • a coercitividade: característica que envolve a força da imposição dos padrões culturais.

Entenda mais sobre O que é Fato Social?

Questão 4

A história de todas as sociedades existentes até hoje é a história da luta de classes.

(Marx, Karl; Engels, Friedrich. Manifesto Comunista. 1848)

Todos os conceitos abaixo estão diretamente relacionados com a luta de classes, exceto:

a) Ditadura do proletariado
b) Marxismo
c) Capitalismo
d) Mais valia
e) Anarquismo

Alternativa correta: e) Anarquismo

A luta de classes é um conceito marxista que foi desenvolvido por Karl Marx e Friedrich Engels. Nesse viés, o sistema capitalista é determinado pela exploração da mão de obra proletária pela burguesia, a qual é a dona dos meios de produção.

Dessa maneira, se desenvolve a ditadura do proletariado (a classe oprimida e dominada), onde os trabalhadores vendem sua força de trabalho para a burguesia, a classe opressora e dominante.

Relacionado com esse conceito, temos o de mais valia que foi criado por Karl Marx e está relacionado com a força de trabalho e o lucro obtido.

Assim, a mais valia significa a diferença entre o valor produzido pelo trabalho e o salário pago ao trabalhador sendo, portanto, a base de exploração do sistema capitalista sobre o trabalhador.

O anarquismo, por sua vez, é um conceito que foi proposto pelo inglês William Godwin no século XIX que sugere um novo sistema político e econômico diferente do capitalista.

Nele, a sociedade ideal poderia ser atingida com a ausência de leis e restrições de um governo, o que culminaria na liberdade total dos indivíduos.

Saiba mais sobre a Luta de Classes.

Questão 5

Sobre o processo de socialização, o sociólogo brasileiro Gilberto Freyre afirma:

(...) É a condição do indivíduo (biológico) desenvolvido, dentro da organização social e da cultura, em pessoa ou homem social, pela aquisição de status ou situação, desenvolvidos como membro de um grupo ou de vários grupos.

Sobre isso, é incorreto afirmar:

a) Existem diferentes formas de socialização que estão relacionadas com a cultura, o local e o contexto histórico dos indivíduos.
b) O processo de socialização formal é conduzido, por exemplo, por instituições como a igreja e a escola.
c) O processo de socialização informal é mais abrangente e acontece primeiramente no núcleo familiar.
d) A socialização é determinada por uma rede complexa de relações sociais que vão se desenvolvendo durante a vida dos indivíduos.
e) Os processos de socialização antigos e modernos não se modificaram ao longo do tempo, pois os indivíduos se socializam da mesma forma.

Alternativa correta: e) os processos de socialização antigos e modernos não se modificaram ao longo do tempo, pois os indivíduos se socializam da mesma forma.

O processo de socialização vai moldando os seres humanos por meio das relações sociais que são desenvolvidas ao longo da vida.

De fato, esses processos podem ser diferentes dependendo da cultura, do contexto e do local onde se vive. Eles são classificados em formais (ou secundária) ou informais (ou primária).

A primeira é determinada pelas múltiplas relações sociais que se desenvolvem na sociedade, seja na escola, no trabalho, na igreja, etc. Já na segunda, a socialização é desenvolvida no meio familiar através das relações sociais primárias, onde são apreendidos normas e valores.

Vale ressaltar que o processo de socialização vêm se modificando ao longo do tempo. Portanto, a socialização que acontecia antigamente é diferente da que ocorre hoje, uma vez que ela está relacionada com a cultura, os sistemas políticos e econômicos da sociedade vigente.

Leia também sobre o Processo de Socialização.

Questão 6

Razão por que desejamos e firmemente ordenamos que a igreja inglesa seja livre e que os homens do nosso reino tenham e conservem todas as liberdades, direitos e concessões acima, sólidos e em paz, livre e serenamente, plena e completamente, para si e para os seus herdeiros, em todas as coisas e lugares, perpetuamente como será dito. Isto foi jurado por nós e por nossos barões, que tudo o acima referido será mantido em boa-fé e sem malícia.”

O trecho acima foi retirado do primeiro documento constitucional do mundo ocidental e que foi considerado precursor dos Direitos Humanos. Esse documento é a:

a) Declaração universal dos direitos humanos
b) Declaração social dos direitos dos povos
c) Carta Magna
d) Carta da Terra
e) Agenda 21

Alternativa correta: c) Carta Magna

A Carta Magna foi assinada em 1215 pelo Rei João da Inglaterra que reinou de 1199 a 1216. Este documento foi considerado o precursor dos direitos humanos, no entanto, na altura ele não foi seguido.

Sua principal característica estava em reduzir os poderes do rei em relação aos nobres, sendo, portanto, a primeira vez na história do Ocidente que o rei tinha seu poder limitado pelas leis dos homens e não de Deus.

Saiba mais sobre os Direitos humanos.

Questão 7

A desagregação do regime escravocrata e senhorial se operou, no Brasil, sem que se cercasse a destituição dos antigos agentes de trabalho escravo de assistência e garantias que os protegessem na transição para o sistema de trabalho livre. Os senhores foram eximidos da responsabilidade pela manutenção e segurança dos libertos, sem que o Estado, a Igreja ou qualquer outra instituição assumisse encargos especiais, que tivessem por objeto prepará-los para o novo regime de organização da vida e do trabalho. O liberto se viu convertido, sumária e abruptamente, em senhor de si mesmo, tornando-se responsável por sua pessoa e por seus dependentes, embora não dispusesse de meios materiais e morais para realizar essa proeza nos quadros de uma economia competitiva.

[...]

Em suma, a sociedade brasileira largou o negro ao seu próprio destino, deitando sobre os seus ombros a responsabilidade de se reeducar e de se transformar para corresponder aos novos padrões e ideais de ser humano, criados pelo advento do trabalho livre, do regime republicano e do capitalismo.

(FERNANDES, Florestan. A integração do negro na sociedade de classes. 3. ed. São Paulo: Ática, 1978. v. 1, p. 15, 20.)

A desigualdade social no Brasil está intimamente relacionada com a renda, a cor e o gênero. Sobre isso, é incorreto afirmar:

a) A desigualdade social no Brasil está relacionada com o passado escravocrata pelo qual passou o país.
b) As principais causas da desigualdade social estão relacionadas com a falta de acesso aos serviços básicos como: educação, saúde, transporte público e saneamento básico.
c) Algumas consequências da desigualdade social no Brasil são a pobreza, a miséria, a favelização, o desemprego e a violência.
d) Os negros representam a minoria da população brasileira, sendo um grupo étnico desfavorecido desde a época da colonização.
e) Os negros no Brasil recebem salários inferiores e possuem poucas condições de acesso à saúde, trabalho e cultura.

Alternativa correta: d) Os negros representam a minoria da população brasileira, sendo um grupo étnico desfavorecido desde a época da colonização.

Os negros no Brasil representam uma grande parcela da população brasileira e até hoje sofrem preconceito, recebendo menores salários e tendo as piores condições de vida e acesso aos bens essenciais.

Sem dúvida, a questão étnico-racial ainda está presente no cotidiano de diversos brasileiros, uma vez que o país possui um passado com quase 400 anos de regime escravocrata.

Quando a Lei Áurea (Lei nº 3.353) foi sancionada pela Princesa Dona Isabel, no dia 13 de maio de 1888, foi concedida liberdade total aos escravos que ainda existiam no Brasil.

Na época, um pouco mais de 700 mil escravos não tiveram boas condições para continuar vivendo dignamente.

Entenda mais sobre a Desigualdade social no Brasil.

Questão 8

Com o avanço da divisão do trabalho, a ocupação da maior parte daqueles que vivem do trabalho, isto é, da maioria da população, acaba restringindo-se a algumas operações extremamente simples, muitas vezes a uma ou duas. Ora, a compreensão da maior parte das pessoas é formada pelas suas ocupações normais. O homem que gasta toda sua vida executando algumas operações simples, cujos efeitos também são, talvez, sempre os mesmos ou mais ou menos os mesmos, não tem nenhuma oportunidade para exercitar sua compreensão ou para exercer seu espírito inventivo no sentido de encontrar meios para eliminar dificuldades que nunca ocorrem. Ele perde naturalmente o hábito de fazer isso, tornando-se geralmente tão embotado e ignorante quanto o possa ser uma criatura humana.... Este tipo de vida corrompe até mesmo sua atividade corporal, tornando-o incapaz de utilizar sua força física com vigor e perseverança em alguma ocupação para a qual foi criado. Assim, a habilidade que ele adquiriu em sua ocupação específica parece ter sido adquirida às custas de suas virtudes intelectuais, sociais e marciais. Ora, em toda sociedade evoluída e civilizada, este é o estado em que inevitavelmente caem os trabalhadores pobres - isto é, a grande massa da população…

(SMITH, Adam. A riqueza das nações. São Paulo: Abril Cultural, 1983. p. 213-214)

Em 1776, quase cem anos antes de Marx elaborar sua crítica, Adam Smith (1723-1790) reconhecia o caráter pernicioso da divisão do trabalho nas fábricas.

Na visão de Karl Marx, a divisão social do trabalho está relacionada com todos os aspectos, exceto:

a) leis trabalhistas
b) força de trabalho
c) oposição das classes sociais
d) produção capitalista
e) aumento da produtividade

Alternativa correta: a) leis trabalhistas

Na visão de Karl Marx, a divisão social do trabalho no sistema capitalista gera uma hierarquia entre duas classes sociais: a burguesia e o proletariado.

A primeira detém os meios de produção, enquanto a segunda vende sua força de trabalho. Assim, os trabalhadores são obrigados a ter uma jornada de trabalho exaustiva e não recebem o valor que deveriam pelo serviço feito, que tem como foco o aumento da produtividade.

Dessa maneira, a classe opressora (a burguesia) se enriquece por meio da força de trabalho da classe oprimida (proletariado).

Vale lembrar que, nesse sistema, as leis trabalhistas não existiam para respaldar os direitos dos operários.

Entenda mais sobre a Divisão Social do Trabalho.

Questão 9

Art. 1.º Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.

(Lei n.º 7716 de 5 de janeiro de 1989)

O preconceito é um juízo de valor criado sem razão objetiva e que se manifesta por meio da intolerância. Sobre esse conceito, assinale a alternativa correta:

a) a discriminação e o preconceito são termos sinônimos.
b) a xenofobia é um exemplo de preconceito social que está intimamente ligado com o status social dos indivíduos.
c) o racismo é um tipo de preconceito cultural, uma vez que só se desenvolve em algumas culturas.
d) o etnocentrismo é um preconceito que está relacionado com as diferenças culturais.
e) o machismo e o feminismo são dois tipos de preconceitos de gênero.

Alternativa correta: d) o etnocentrismo é um preconceito que está relacionado com as diferenças culturais.

O etnocentrismo é um conceito utilizado para definir atitudes, hábitos e condutas superiores às de outrem. Por esse motivo, ele está relacionado com as diferenças culturais existentes.

Nas outras alternativas, temos:

a) Preconceito é um juízo de valor criado sem fundamentação sendo, portanto, fruto da ignorância e de ideias pré-concebidas. A discriminação surge a partir de um preconceito, no entanto, é definida pela inferiorização de um ou mais indivíduos por meio de tratamento diferenciados e atitudes segregadoras.

b) a xenofobia é exemplo de preconceito cultural, determinada pela aversão aos estrangeiros.

c) o racismo é um exemplo de preconceito racial, definido pela crença da superioridade de uma raça, etnia ou certas características físicas de algum indivíduo.

e) Machismo é o conjunto de práticas e comportamentos sexistas que defende a superioridade do gênero masculino em detrimento do feminino. Já o feminismo é um movimento filosófico, social e político que visa a igualdade entre os gêneros e maior participação da mulher na sociedade.

Leia também sobre os diversos Tipos de preconceito.

Questão 10

Sobre o conceito de Indústria Cultural é correto afirmar:

a) conceito criado por Max Horkheimer e Theodor Adorno onde o fazer cultural e artístico está sob a lógica da produção industrial capitalista.
b) escola de artes, design e arquitetura criada por Walter Gropius na cidade alemã de Weimar.
c) conceito cunhado por Walter Benjamin onde a “aura” das obras artísticas simboliza a singularidade da própria obra.
d) definição criada por Émile Durkheim e que se relaciona com exploração do trabalho na sociedade capitalista.
e) expressão criada por Max Weber e que está intimamente relacionada com a cultura de massa.

Alternativa correta: a) conceito criado por Max Horkheimer e Theodor Adorno onde o fazer cultural e artístico está sob a lógica da produção industrial capitalista.

O termo Indústria Cultural foi desenvolvido pelos intelectuais Max Horkheimer (1895-1973) e Theodor Adorno (1903-1969) na década de 40. Ele designa o fazer cultural e artístico sob a lógica da produção industrial capitalista voltados para a cultura de massa.

Saiba mais sobre a Indústria Cultural.

Pedro Menezes
Pedro Menezes
Licenciado em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e Mestrando em Ciências da Educação pela Universidade do Porto (FPCEUP).