Questões sobre cultura

Daniela Diana

A cultura é um conceito amplo e complexo sendo tema de estudo da sociologia e antropologia. Confira abaixo 10 questões sobre cultura comentadas pelos nossos especialistas.

Questão 1

O antropólogo inglês Edward Tylor (1832-1917) foi responsável por criar a primeira definição de cultura. Segundo o estudioso, ela representa:

(...) todo complexo que inclui conhecimentos, crenças, arte, moral, leis, costumes ou qualquer outra capacidade ou hábitos adquiridos pelo homem como membro de uma sociedade.

(TYLOR, E. Primitive culture. Londres: John Mursay & Co, 1871).

Sobre o conceito de cultura, é correto afirmar:

a) a cultura é universal e definida pela política, economia e educação das sociedades em que se desenvolve.
b) a cultura é sinônimo de educação e envolve o saber sobre a arte, as leis e a moral.
c) a cultura é conjunto de tradições, crenças e costumes de determinado grupo social.
d) a cultura representa uma rede de significados que foi imposta pelos povos da antiguidade.
e) a cultura gera determinados padrões que são considerados corretos e utilizados por todos.

Alternativa correta: c) a cultura é conjunto de tradições, crenças e costumes de determinado grupo social.

A cultura é um conceito complexo das áreas da antropologia e sociologia e que envolve as tradições, as crenças, os comportamentos, os modos de fazer, a arte, a religião, a língua, a moral, os valores, as leis, etc.

Esse sistema complexo é determinado pela interação dos indivíduos ou mesmo pela transmissão de informações que acontecem de geração em geração. Assim, não podemos dizer que a cultura é universal e semelhante a todos os povos, visto que cada grupo social possui uma cultura com aspectos que se diferem.

Entenda tudo sobre O que é cultura?

Questão 2

Sobre a cultura popular e erudita é incorreto afirmar:

a) a cultura popular é espontânea e criada de forma orgânica por diversos povos.
b) a cultura erudita é fruto de estudos acadêmicos e está à disposição da elite social.
c) a cultura popular surge da interação de diversos saberes associados à linguagem popular e oral.
d) A cultura erudita é considerada superior à cultura popular sendo acessível à todas as pessoas.
e) a cultura erudita é eleita como a mais “culta” sendo produzida e apreciada por pessoas com maior poder aquisitivo.

Alternativa correta: d) A cultura erudita é considerada superior à cultura popular sendo acessível à todas as pessoas.

A cultura popular surge da interação dos indivíduos e reúne tradições que são transmitidas de maneira oral. Portanto, ela é espontânea e acessível a todos os públicos. Alguns exemplos são o folclore, a literatura de cordel, o artesanato, etc.

Já a cultura erudita surge dos estudos de artistas profissionais e especializados sendo, portanto, restrita à uma parcela da população (a elite). Como exemplos, podemos citar as artes plásticas, o teatro, a ópera, etc.

Leia mais sobre as diferenças entre as culturas popular e erudita.

Questão 3

Segundo o antropólogo brasileiro Everardo Rocha:

“______ é uma visão do mundo onde o nosso próprio grupo é tomado como centro de tudo, e todos os outros são pensados e sentidos por meio dos nossos valores, modelos e definições do que é a existência. No plano intelectual, pode ser visto como a dificuldade de pensarmos a diferença; no plano afetivo, como sentimentos de estranheza, medo, hostilidade, etc.” (ROCHA, 1988, p. 5).

O conceito que preenche corretamente a lacuna é denominado de:

a) relativismo
b) antropocentrismo
c) apropriação
d) aculturação
e) etnocentrismo

Alternativa correta: e) etnocentrismo

O etnocentrismo é um conceito da antropologia que está relacionado com a superioridade de uma cultura sobre a outra. Assim, quando consideramos nosso hábitos, comportamentos e tradições superiores às de outrem estamos cometendo esse tipo de preconceito cultural.

Saiba mais sobre o Etnocentismo.

Questão 4

Todos nós, brasileiros, somos carne da carne daqueles pretos e índios supliciados. Todos nós brasileiros somos, por igual, a mão possessa que os supliciou. A doçura mais terna e a crueldade mais atroz aqui se conjugaram para fazer de nós a gente sentida e sofrida que somos e a gente insensível e brutal, que também somos. Descendentes de escravos e de senhores de escravos seremos sempre servos da malignidade destilada e instalada em nós, tanto pelo sentimento da dor intencionalmente produzida para doer mais, quanto pelo exercício da brutalidade sobre homens, sobre mulheres, sobre crianças convertidas em pasto de nossa fúria. A mais terrível de nossas heranças é esta de levar sempre conosco a cicatriz de torturador impressa na alma e pronta a explodir na brutalidade racista e classista.”

(RIBEIRO, Darcy. O povo brasileiro: a formação e o sentido do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.)

O trecho do texto acima aborda sobre a mistura étnica na formação da identidade brasileira. No olhar do antropólogo brasileiro Darcy Ribeiro:

a) a mistura étnica do Brasil é considerada positiva e vem se adaptando com o tempo.
b) a mistura étnica do Brasil resultou numa ambiguidade entre características positivas e negativas que coexistem.
c) a mistura étnica do Brasil foi fruto da violência e isso está refletido na cultura brasileira.
d) a mistura étnica do Brasil contribuiu para a criação de uma identidade brasileira negativa que se perpetua na violência.
e) a mistura étnica do Brasil é formada pela pluralidade de etnias e, por isso, é considerada negativa.

Alternativa correta: b) a mistura étnica do Brasil resultou numa ambiguidade entre características positivas e negativas que coexistem.

Darcy Ribeiro foca na ambiguidade existente entre as características positivas e negativas da mistura étnica (brancos, negros e índios) que proporcionaram a criação de uma identidade brasileira.

Ou seja, para o autor, a pluralidade da nossa identidade não é somente boa, mas também ruim, uma vez que ela surgiu da violência entre colonizadores e colonos.

Saiba tudo sobre a Formação do Povo Brasileiro: história e miscigenação.

Questão 5

(...) transmitido de geração em geração, é constantemente recriado pelas comunidades e grupos em função do seu meio envolvente, da sua interacção com a natureza e da sua história, e confere-lhes um sentido de identidade e de continuidade, contribuindo assim para promover o respeito da diversidade cultural e a criatividade humana.”

(Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial, Paris, 2003)

São exemplos de patrimônio cultural imaterial, exceto:

a) danças e rituais
b) feiras e festas
c) linguagem e literatura
d) vestimentas e utensílios
e) culinária e lendas

Alternativa correta: d) vestimentas e utensílios

O patrimônio cultural imaterial representa os elementos intangíveis (abstratos) de uma cultura e estão intimamente relacionados com as tradições, os costumes, os modos de fazer, os hábitos, os comportamentos. São exemplos da cultura imaterial: as festas, as feiras, os esportes, as danças, etc.

Por outro lado, o patrimônio cultural material reúne os elementos tangíveis (concretos) de uma cultura, os quais constituem a história de um povo. São exemplos: os monumentos, os objetos, as obras de arte, as construções, etc.

Das opções acima, a única alternativa que contempla elementos tangíveis do patrimônio material são as vestimentas e os utensílios.

Entenda melhor a diferença entre a Cultura material e imaterial.

Questão 6

Homens de culturas diferentes usam lentes diversas e, portanto, têm visões desencontradas das coisas. Por exemplo, a floresta amazônica não passa para o antropólogo – desprovido de um razoável conhecimento de botânica – de um amontoado confuso de árvores e arbustos, dos mais diversos tamanhos e com uma imensa variedade de tonalidades verdes. A visão que um índio Tupi tem deste mesmo cenário é totalmente diversa: cada um desses vegetais tem um significado qualitativo e uma referência espacial. Ao invés de dizer como nós: “encontro-lhe na esquina junto ao edifício X”, eles frequentemente usam determinadas árvores como ponto de referência. Assim, ao contrário da visão de um mundo vegetal amorfo, a floresta é vista como um conjunto ordenado, constituído de formas vegetais bem definidas.”

(LARAIA, R. de B. Cultura: um conceito antropológico. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2008)

O trecho acima foi escrito pelo antropólogo Roque de Barros Laraia e está relacionado com o conceito de:

a) aculturação
b) etnocentrismo
c) eurocentrismo
d) relativismo
e) xenofobia

Alternativa correta: d) relativismo

O relativismo é um conceito que está relacionado com a inexistência de uma verdade absoluta. Assim, algo é relativo e subjetivo dependendo das diferentes percepções que se tem sobre determinada coisa, pessoa, objeto, local.

O trecho acima enfatiza as diferentes visões que um antropólogo e um índio possuem do mesmo local: da floresta amazônica. Enquanto para o primeiro não passa de “amontoado confuso de árvores e arbustos”, para o segundo, o mesmo local é visto “como um conjunto ordenado, constituído de formas vegetais bem definidas”.

Leia também sobre o Relativismo cultural.

Questão 7

Eu estava na estação com o turbante toda linda, me sentindo diva. E eu comecei a reparar que tinha bastante mulheres negras, lindas aliás, que tavam me olhando torto (...) enfim, veio uma falar comigo e dizer que eu não deveria usar turbante porque eu era branca. Tirei o turbante e falei ‘tá vendo essa careca, isso se chama câncer, então eu uso o que eu quero! Adeus’. Peguei e saí e ela ficou com cara de tacho’. Desde então, Thauane, você deu entrevistas, foi xingada e foi elogiada nas redes sociais.”

(BRUM, E. De uma branca para outra: o turbante e o conceito de existir violentamente. El País, 20 fev. 2017. Disponível em: . Acesso em: 23 out. 2017.)

A polêmica gerada pela situação descrita acima traz à tona o debate sobre:

a) apropriação cultural
b) aculturação
c) etnocentrismo
d) miscigenação
e) relativismo cultural

Alternativa correta: a) apropriação cultural

A apropriação cultural é um conceito da antropologia determinado pelo uso de elementos de uma cultura por outra.

Entenda mais sobre a apropriação cultural.

Questão 8

Os xamãs yanomami não trabalham por dinheiro, como os médicos dos brancos. Trabalham unicamente para o céu ficar no lugar, para podermos caçar, plantar nossas roças e viver com saúde. Nossos maiores não conheciam o dinheiro. (...) O dinheiro não nos protege, não enche o estômago, não faz nossa alegria. Para os brancos, é diferente. Eles não sabem sonhar com os espíritos como nós. Preferem não saber que o trabalho dos xamãs é proteger a terra, tanto para nós e nossos filhos como para eles e os seus.”

(KOPENAWA, D. A queda do céu: palavras de um xamã yanomami. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.)

As diferenças culturais existentes entre brancos e indígenas é notória. Sobre isso, é correto afirmar:

a) a religião indígena é monoteísta tendo a floresta como ser superior.
b) a organização social dos indígenas é muito similar a dos brancos, sendo hierárquica e individual.
c) os brancos e os índios possuem uma relação harmônica e compartilham saberes medicinais e religiosos.
d) os xamãs, também chamados de pajés, representam os líderes espirituais e curandeiros dos indígenas.
e) na cultura indígena, o dinheiro é somente utilizado para pagar os processos de cura realizados pelo xamã.

Alternativa correta: d) os xamãs, também chamados de pajés, representam os líderes espirituais e curandeiros dos indígenas.

Em todas as tribos indígenas existe um líder espiritual e curandeiro chamado de xamã ou pajé. Com uma idade mais avançada, ele conhece a história de seus antepassados e ainda todos os tratamentos de cura.

Nas outras alternativas, temos:

a) na religião indígena não existe somente uma figura de um ser criador. Eles costumam realizar rituais religiosos onde reverenciam a natureza e seus ancestrais.
b) a organização social dos índios é coletiva, onde as pessoas compartilham habitações.
c) hoje em dia, a relação entre os índios e os brancos é mais passiva, no entanto, ainda existem alguns problemas relacionado com a posse de terras.
e) a economia indígena é de subsistência, sendo baseada na divisão social do trabalho das mulheres, homens e crianças.

Saiba tudo sobre os Índios brasileiros.

Questão 9

A cultura afro-brasileira faz parte da herança cultural do nosso país. Ela reúne costumes e tradições de diversos povos africanos que desde a colonização habitam o território brasileiro.

De todos os elementos que atualmente fazem parte da nossa cultura, o único que não possui aspectos de origem africana é:

a) Tapioca
b) Capoeira
c) Jongo
d) Umbanda
e) Candomblé

Alternativa correta: a) Tapioca

A tapioca é um alimento feito de mandioca e sua origem é tupi-guarani.

Nas outras alternativas, todos os elementos possuem aspectos da cultura africana:

b) Capoeira: considerada um dos maiores símbolos da cultura brasileira, ela foi criada no século XVII pelos escravos da etnia banto.
c) Jongo: dança folclórica de origem africana, acompanhada por instrumentos de percussão.
d) Umbanda: religião afro-brasileira que surgiu nos subúrbios do Rio de Janeiro em 1908.
e) Candomblé: religião monoteísta africana que cultua os orixás, entidades que representam a energia e a força da natureza.

Leia mais sobre as Principais características da cultura afro-brasileira.

Questão 10

O modo de ver o mundo, as apreciações de ordem moral e valorativa, os diferentes comportamentos sociais e mesmo as posturas corporais são assim produtos de uma herança cultural, ou seja, o resultado da operação de uma determinada cultura. (...) Em algumas sociedades o ato de comer pode ser público, em outras uma atividade privada. Alguns rituais de boas maneiras exigem um forte arroto, após a refeição, como sinal de agrado da mesma. Tal fato, entre nós, seria considerado, no mínimo, como indicador de má educação.”

(LARAIA, R. de B. Cultura: um conceito antropológico. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2008)

O trecho acima expõe um exemplo de:

a) cultura popular
b) padrão cultural
c) apropriação cultural
d) aculturação
e) patrimônio histórico

Alternativa correta: b) padrão cultural

Os padrões culturais representam o conjunto de valores e normas de uma cultura e que diferem em determinados contextos culturais e sociais.

Saiba mais sobre o conceito de Diversidade cultural.

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.