Eurico Gaspar Dutra

Juliana Bezerra

Eurico Gaspar Dutra, 14º presidente do Brasil, governou o país de 1946-1951 após a deposição do presidente Getúlio Vargas por um golpe militar.

Seu governo foi caracterizado pela perseguição aos comunistas, proibição dos jogos de azar e aproximação com os EUA.

Eurio Gaspar Dutra, presidente do BrasilEurico Gaspar Dutra, 14º presidente do Brasil.

Governo Dutra

No plano interno, coube ao governo Dutra promulgar uma Constituição que substituísse à outorgada por Getúlio Vargas, em 1937. A nova Carta Magna, de 1946, garantia as liberdades individuais e extinguia a pena de morte.

Dutra também estabeleceu uma política conservadora ao proibir a existência do Partido Comunista que passou à ilegalidade.

A economia do governo de Eurico Gaspar Dutra foi caracterizada pelo arrocho salarial, construção de rodovias e queima das reservas cambiais.

Instituiu o plano SALTE com o objetivo de trazer melhorias nas áreas de Saúde, Alimentação, Trabalho e Energia. Porém, o projeto não conseguiu financiamento e não foi concretizado.

Já nas relações internacionais, os Estados Unidos tiveram uma importância fundamental na política externa consolidando as exportações e o intercâmbio cultural com este país.

Deixou a presidência em 1951. Seu candidato, Cristiano Machado, perdeu as eleições para o ex-presidente Getúlio Vargas.

Biografia

Eurico Gaspar Dutra nasceu em Cuiabá, em 18 de maio de 1883.

Entrou na Escola Militar da Praia Vermelha, no Rio de Janeiro, em 1904. Durante a década de 20, combateu os tenentes tanto no Rio de Janeiro, na Revolta do Forte de Copacabana como em São Paulo, em 1924.

A partir de 1932 esteve próximo ao presidente Vargas graças ao seu combate ao movimento constitucionalista que atacava o governo federal. Também teve papel importante ao reprimir a Intentona Comunista, em 1935.

Entra definitivamente no governo de Vargas, como ministro da Guerra, em 1936.

Durante a Segunda Guerra Mundial defendeu a participação do Brasil ao lado das potências do Eixo. Apesar desta posição, coube ao general Eurico Gaspar Dutra a organização da Força Expedicionária Brasileira (FEB), enviada para lutar na Itália.

Ao final do conflito, quando Governo Vargas perdia apoio, Dutra foi escolhido pela oposição para ser o candidato à presidência. Vargas seria deposto por um golpe militar que assegurou a eleição de Dutra.

Após deixar o governo, Dutra ainda conservaria sua influência nos meios militares e fez parte da ARENA durante o regime militar.

Faleceu no Rio de Janeiro, em 11 de junho de 1974.

Leia mais:

Juliana Bezerra
Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.