Formação de Palavras

Daniela Diana

As palavras que compõem o léxico da língua são formadas principalmente por dois processos morfológicos:

  • Derivação (prefixal, sufixal, parassintética, regressiva e imprópria)
  • Composição (justaposição e aglutinação)

Palavras Primitivas e Derivadas

Antes de mais nada, vale ressaltar dois conceitos importantes para o estudo de formação das palavras.

Os vocábulos “primitivos” são as palavras que originam outras. Já as palavras “derivadas” são aquelas que surgem a partir das palavras primitivas

Exemplos:

  • dente (primitiva) e dentista (derivada)
  • mar (primitiva) e marítimo (derivada)
  • sol (primitiva) e solar (derivada)

Afixos

Além do conceito de palavras primitivas e derivadas, temos os afixos. Eles são morfemas, ou seja, menores partículas significativas da língua.

Juntos a um radical, os afixos formam uma palavra, por exemplo, pedra (palavra primitiva) e pedreira (palavra derivada). Nesse exemplo, foi acrescentado o sufixo -eira.

Os afixos são classificados de acordo com sua localização na palavra. Assim, os sufixos vem depois do radical, por exemplo, folhagem e livraria.

Já os prefixos são acrescentados antes do radical, por exemplo desleal e ilegal.

Além deles, há ainda os “infixos” que aparecem no meio da palavra, sendo representados por uma consoante ou vogal, por exemplo, cafeteria e cafezal.

Radical e Prefixo

Antes de analisar uma palavra e o processo pelo qual ela foi formada, faz-se necessário o conhecimento de seu radical e de seus prefixos.

Segue abaixo alguns exemplos de radicais e prefixos gregos e latinos, ou seja, as línguas que mais influenciaram o léxico da língua portuguesa.

Radicais Gregos Prefixos Gregos Radicais Latinos Prefixos Latinos
Acro: alto, elevado acrobata a-, an-: negação Agri: campo ab- (abs-): afastamento
Aero: ar anti-: ação contrária Ambi: ambos, duplicidade ad- (a-): proximidade, direção
Antropo: homem dia-: movimento através Arbori: árvore ambi-: duplicidade
Arcaio/ arqueo: antigo epi-: posição superior Avi: ave ante-: anterioridade
Arquia: governo eu-: bem, bom Beli: guerra bem-: bom, êxito
Hidro: água hiper-: excesso, posição superior Bi, bis: duas vezes bi-: dois
Hipo: cavalo hipo-: deficiência Cultura: cultivar in-: negação
Pseudo: falso meta-: mudança, transformação Curvi: curvo infra-: abaixo
Psico: alma peri-: em torno de Ego: eu inter-: entre, posição intermediária
Sofia: sabedoria pro-: anteriormente Equi: igual intra-: posição interior

Processos de Derivação

Os processos de derivação de palavras ocorrem de cinco maneiras sempre com um radical e os afixos (sufixos e prefixos):

  • Derivação Prefixal (Prefixação): inclusão de prefixo à palavra primitiva, por exemplo: infeliz, antebraço, enraizar, refazer, etc.
  • Derivação Sufixal (Sufixação): inclusão de sufixo à palavra primitiva, por exemplo: felicidade, beleza, estudante, etc.
  • Derivação Parassintética (Parassíntese): inclusão de um prefixo e sufixo à palavra primitiva, de forma simultânea, por exemplo: entardecer, emagrecer, engaiolar, etc.
  • Derivação Regressiva: redução da palavra derivada por meio da retirada de uma parte da palavra primitiva, por exemplo: beijar-beijo, debater-debate, perder-perda, etc.
  • Derivação Imprópria: ocorre a mudança de classe gramatical da palavra, por exemplo, O jantar estava muito bom (substantivo); Fui jantar ontem à noite com Luís. (verbo)

Processos de Composição

Os processos de composição de palavras envolvem mais de dois radicais de palavras, sendo classificadas em:

  • Justaposição: Na união dos termos, os radicais não sofrem qualquer alteração em sua estrutura, por exemplo, surdo-mudo, guarda-chuva, abre latas, etc.
  • Aglutinação: Na união dos termos, pelo menos um dos radicais sofre alteração em sua estrutura, por exemplo, planalto (plano alto), hidroelétrica (hidro e elétrica), etc.

Neologismo

O neologismo é um processo de formação de palavras em que são criados novos termos para suprir alguma lacuna de significação. Podemos citar como exemplo a palavra "internetês", que se refere a linguagem da internet.

Hibridismo

O hibridismo também é um processo de formação de palavras. Esses termos são formados com elementos de idiomas diferentes, por exemplo, “sociologia” (do latim, “sócio” e do grego “logia”).

Exercícios de Vestibular com Gabarito

1. (CESGRANRIO-RJ) As palavras esquartejar, desculpa e irreconhecível foram formadas, respectivamente, pelos processos de:

a) sufixação - prefixação - parassíntese
b) sufixação - derivação regressiva - prefixação
c) composição por aglutinação - prefixação - sufixação
d) parassíntese - derivação regressiva - prefixação
e) parassíntese - derivação imprópria - parassíntese

Alternativa d) parassíntese - derivação regressiva - prefixação

2. (PUC-RJ) Marque a opção que indica os processos de formação, presentes nas palavras abaixo, pela ordem em que aparecem.

bebidinha - indevassável - banheiro - adormecer.

a) Parassíntese, prefixação, sufixação, sufixação.
b) Sufixação, parassíntese, sufixação, parassíntese.
c) Sufixação, prefixação e sufixação, sufixação, parassíntese.
d) Prefixação e sufixação, sufixação, prefixação, parassíntese.
e) Parassíntese, sufixação, prefixação, prefixação e sufixação.

Alternativa c) Sufixação, prefixação e sufixação, sufixação, parassíntese.

3. (Fuvest-SP) Foram formadas pelo mesmo processo as seguintes palavras:

a) vendavais, naufrágios, polêmicas
b) descompõem, desempregados, desejava
c) estendendo, escritório, espírito
d) quietação, sabonete, nadador
e) religião, irmão, solidão

Alternativa d) quietação, sabonete, nadador

Para praticar mais: Exercícios sobre formação de palavras.

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.