Função Metalinguística

Márcia Fernandes

A Função Metalinguística está presente no discurso que utiliza o código para explicar o próprio código.

O que melhor define e caracteriza essa função é o uso da metalinguagem.

Ela pode ser encontrada num vídeo que tenha como tema filmes, uma música ou um poema que fale sobre música ou poema, respectivamente. Entre tantos outros exemplos, podemos citar gramáticas e dicionários.

Exemplos

1) No dicionário

"di.ci.o.ná.rio
sm (lat dictione) Coleção de vocábulos de uma língua, de uma ciência ou arte, dispostos em ordem alfabética, com o seu significado ou equivalente na mesma ou em outra língua. Sin: léxico, vocabulário, glossário. D. vivo: indivíduo muito erudito ou de grande memória.
"

(Definição retirada do Dicionário Michaelis)

2) Numa frase

Frase é um enunciado, com ou sem verbo, que tem sentido completo.

3) Numa música

"Minha música quer estar
Além do gosto
Não quer ter rosto
Não quer ser cultura...

Minha música quer ser
De categoria nenhuma
Minha música quer
Só ser música
Minha música
Não quer pouco…
"

(Trecho de Minha Música, de Adriana Calcanhoto)

4) Num vídeo

Assista o vídeo "De onde vem a televisão" e tente detectar a utilização da função metalinguística.

Funções da Linguagem

As funções da linguagem estão presentes nas mensagens e discursos mediante a sua intenção. Um único texto pode apresentar várias funções ao mesmo tempo, no entanto, haverá sempre uma que predomine.

Elas estão relacionadas com os elementos da comunicação: emissor, receptor, contexto, mensagem, canal e o código.

Diagrama sobre as funções da linguagem

Além da função metalinguística, há mais cinco funções da linguagem:

  • Função Referencial: referencia sobre algo, tendo como foco o contexto da comunicação.
  • Função Emotiva: focada no emissor, privilegia uma linguagem mais subjetiva e carregada se sentimentos.
  • Função Poética: com o foco na mensagem que será transmitida, essa função é característica dos textos literários.
  • Função Fática: com o objetivo de promover a interação entre emissor e receptor, seu foco está no canal de comunicação.
  • Função Conativa: também chamada de apelativa, tem o intuito de convencer o receptor.

Leia também:

Márcia Fernandes
Márcia Fernandes
Professora, pesquisadora, produtora e gestora de conteúdos on-line. Licenciada em Letras pela Universidade Católica de Santos.