Função Referencial

Márcia Fernandes

A Função Referencial, também conhecida como Denotativa ou Informativa, tem o objetivo de informar, notificar, referenciar, anunciar, indicar.

Essa função é utilizada cotidianamente, o que faz dela a função mais comum entre as seis funções da linguagem.

Características da Função Referencial

  • Comunica de forma objetiva, sem envolver aspectos subjetivos ou emotivos.
  • Utiliza o discurso na terceira pessoa do singular ou do plural.
  • Usa a linguagem denotativa.

Exemplos

As notícias são bons exemplos de função referencial:

"De acordo com os dados facultados pela Polícia Militar, sobe para 12 o número de vítimas em estado grave após o confronto entre as equipes de futebol nesta quarta-feira, entre as quais 3 mulheres."

Nos materiais didáticos a função referencial também predomina:

"Um dos temas estudados na fonologia é a ortoépia, que é o estudo da pronúncia correta das palavras. A prosódia, por sua vez, trata também da pronúncia das palavras mas se limita à tonicidade das sílabas."

Outro exemplo de função referencial são os textos científicos, em que são abordados conceitos ou teorias.

É importante lembrar, porém, que um texto pode apresentar várias funções de linguagem, embora haja sempre uma que predomine.

Não confunda mais!

O material didático é um exemplo de função referencial, enquanto o dicionário é um exemplo de função metalinguística. Desta forma, é comum confundir a função referencial com a função metalinguística.

Lembre-se! Enquanto a função referencial faz uma referência objetiva acerca de vários temas, a função metalinguística se refere a ela mesma, ou seja, explica um código utilizando o próprio código.

Podemos citar como exemplo não só o dicionário que buscamos para encontrar a definição da palavra dicionário, mas a gramática que utilizamos para estudar gramática.

Confira mais Exemplos das funções da linguagem.

Funções da Linguagem

As funções da linguagem são utilizadas segundo o propósito do emissor da mensagem. Para isso, elas estão relacionadas com os elementos da comunicação: emissor, receptor, mensagem, canal, código e contexto.

Diagrama funções da liguagem

Além da função referencial, há ainda, mais cinco tipos de funções da linguagem:

  • Função Emotiva: utilizada em textos carregados de emoção, sentimentos e subjetividades.
  • Função Poética: característica dos textos poéticos, faz uso da linguagem conotativa e das figuras de linguagem.
  • Função Fática: promove a comunicação entre o emissor e o receptor, sendo usada no início, meio e final das interações.
  • Função Conativa: possui o intuito de persuadir e convencer o leitor, sendo muito usada na publicidade.
  • Função Metalinguística: a linguagem que fala dela mesma, tendo a metalinguagem como principal recurso.
Márcia Fernandes
Márcia Fernandes
Professora, pesquisadora, produtora e gestora de conteúdos on-line. Licenciada em Letras pela Universidade Católica de Santos.