Linguagem Verbal e Não-Verbal


A linguagem verbal é aquela expressa por meio de palavras escritas ou falada, ou seja, a linguagem verbalizada, enquanto a linguagem não- verbal, utiliza dos signos visuais para ser efetivada, por exemplo, as imagens nas placas e as cores na sinalização de trânsito.

Linguagem Verbal e Não-VerbalExemplos de Linguagem Verbal e Não VerbalLinguagem Verbal e Não-VerbalExemplos de Linguagem Verbal e Não Verbal

Antes de mais nada, vale ressaltar que ambas são tipos de modalidades comunicativas, sendo a comunicação definida pela troca de informações entre o emissor e o receptor com a finalidade de transmitir uma mensagem (conteúdo). Nesse sentido, a linguagem representa o uso da língua em diversas situações comunicativas.

As duas modalidades são muito importantes e utilizadas no dia-a-dia, no entanto, a linguagem verbal é a mais empregada, por exemplo, quando escrevemos um e-mail, utilizamos a linguagem verbal, expressa pela escrita; ou quando observamos as cores do semáforo, expressa pela linguagem visual (não-verbal).

Em resumo, se a transmissão de informações na mensagem é realizada mediante o uso de palavras, trata-se de um discurso verbal, por outro lado, se a mensagem não é produzida pela escrita, estamos utilizando um discurso com linguagem não-verbal.

Entenda mais sobre a Comunicação: Elementos da Comunicação

Linguagem Mista

Linguagem Verbal e Não-Verbal

Além da linguagem verbal e não verbal há a linguagem mista ou híbrida, a qual agrega essas duas modalidades, ou seja, utiliza a linguagem verbal e não-verbal para produzir a mensagem, por exemplo, nas histórias em quadrinhos, em que acompanhamos a história por meio dos desenhos e das falas das personagens.

Linguagem Formal e Informal

As duas variantes linguísticas da língua podem ser classificadas em linguagem formal, chamada de linguagem culta, e a linguagem informal, também denominada de linguagem coloquial.

Assim, enquanto a linguagem formal é utilizada através das normas gramaticais, utilizada por exemplo, numa entrevista de emprego, a linguagem informal é aquela espontânea e despreocupada com as regras, utilizada, por exemplo, numa conversa entre amigos.

Exemplos

Podemos citar inúmeros exemplos de linguagem verbal e não-verbal uma vez que recebemos esses dois tipos de mensagens todos os dias sem nos darmos conta de sua diferença.

De tal modo, quando assistimos uma palestra (ou uma aula) estamos decodificando a mensagem do palestrante (emissor), o qual se expressa por meio do signo linguístico (palavra e expressões). Nesse caso, a comunicação verbal está sendo efetivada e a palavra é o código utilizado. Outros exemplos de comunicação verbal são: diálogos, leitura de livros, revistas, dentre outros.

No entanto, quando estamos assistindo uma apresentação teatral em que o ator se expressa por mímicas (linguagem corporal) e não emite nenhuma palavra, estamos diante da linguagem não-verbal. Outros exemplos de linguagem não-verbal podem ser: linguagem corporal, gestos, pinturas, esculturas, apresentações de dança, dentre outros.

Exercícios Resolvidos

Segue abaixo alguns exercícios sobre a linguagem verbal e não verbal:

Exercício 1

Qual o tipo de linguagem utilizada abaixo:

Linguagem Verbal e Não-Verbal

  1. Linguagem verbal
  2. Linguagem não verbal
  3. Linguagem mista
  4. Linguagem conotativa

Resposta: 3. Nas histórias em quadrinhos, a linguagem mista é a mais utilizada, ou seja, é aquela em que envolve a linguagem verbal e não verbal.

Exercício 2

Quando assistimos um jogo de futebol, as linguagens verbal e não verbal estão envolvidas. Qual delas abaixo representa a linguagem verbal usadas nas partidas de futebol:

  1. Bandeiras de impedimento
  2. Cartões vermelho e amarelo
  3. Locutor do Futebol
  4. O apito do juiz

Resposta: 3. Dentre as alternativas acima, o locutor de futebol utiliza a linguagem verbal, ou seja, expressa por meio de palavras, enquanto as outras opções são expressar pela linguagem não-verbal.

Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.