Função Conativa


A Função Conativa se caracteriza pelo fato de transmitir uma mensagem com o intuito de convencer o interlocutor. Assim, se você escreve um texto que tem como objetivo convencer, persuadir, cativar, com certeza, fará uso da função conativa. Justamente por isso, essa função também é chamada de função apelativa.

A função conativa é uma entre as seis funções da linguagem: Função Conativa, Função Referencial, Função Poética, Função Fática, Função Emotiva e Função Metalinguística.

Características

  • Convencer, apelar, persuadir o receptor da mensagem, que é o foco da sua comunicação.
  • Utilizar a segunda ou terceira pessoas do singular ou do plural, uma vez que o seu discurso se centra no interlocutor ou ouvinte.
  • Utilizar verbos no imperativo (Vai!, Faz!, Esteja!).
  • Utilizar vocativos (invocação de alguém).

Exemplos

A função conativa pode estar presente num texto em que outras funções também estejam; todavia, há sempre uma função que irá predominar.

Uma vez que a função conativa apela, ela nos remete de imediato aos textos publicitários. Um dos principais objetivos desse tipo de texto é convencer o público para comprar um produto ou ir a um evento, por exemplo.

Publicidade

  • Dê férias para seus pés. (Chinelos Rider)
  • Abra a boca é Royal. (Royal)
  • Você faz maravilhas com Leite Moça. (Leite Moça)

Função Conativa

Quer saber mais? Leia Texto de Campanha Comunitária.

Frases

  • Não deixe para amanhã. Adquira já!
  • Use x. Não vai se arrepender!
  • Professores, seus alunos são o nosso futuro!

Receitas

Numa receita de bolo, o modo de preparação é um exemplo da função conativa, uma vez que induz as pessoas a seguir as instruções que são dadas:

"Bata no liquidificador a cenoura junto com o óleo e os ovos. De seguida, acrescente à farinha e ao açúcar que já tem à parte. Mexa tudo e por fim acrescente o fermento."

Saiba tudo sobre linguagem e comunicação: