Guerra de Troia

Juliana Bezerra

A Guerra de Troia foi travada na Idade do Bronze entre gregos e troianos, com início em 1.300 a.C. e teria durado uma década.

O conflito foi narrado em dois poemas épicos: a Ilíada, que trata das batalhas; e a Odisseia, que narra a volta de Ulisses para casa. Ambos foram atribuídos ao poeta grego Homero.

Resumo

Troia estaria onde hoje é a Turquia Ocidental, conforme evidências arqueológicas.

O motivo para a guerra seria o sequestro ou a fuga da rainha Helena, de Esparta. Ela tinha fugido com o príncipe de Troia, Paris. A situação enfureceu o rei espartano, Menelau, que ordenou o cerco a Troia.

Menelau convenceu o irmão, Agamenon, rei de Micenas, a liderar a empreitada para recuperar a rainha.

Em companhia de Menelau, participaram da investida Aquiles, Ulisses, Nestor e Ajax, que foram apoiados por uma frota de mil navios.

Após atravessar o mar Egeu, os gregos sitiaram Troia por dez anos.

O Cavalo de Troia

cavalo de troia

Ilustração com a representação do cavalo de Troia

O fim da guerra ocorreu a partir de uma estratégia inusitada ao território inimigo. Liderados por Ulisses, os gregos construíram um imenso cavalo de madeira.

Ofereceram o cavalo como presente de paz aos troianos e fingiam que estavam arrumando seus pertences para embarcar. No entanto, no interior do cavalo estava a elite dos soldados gregos.

A oferta de paz foi aceita pelos troaianos, que abriram os portões da cidade e trouxeram o "presente" para dentro de suas muralhas.

À noite, contudo, o destacamento que estava escondido dentro do cavalo, saiu do mesmo, e abriu os portões para as tropas que esperavam do lado de fora.

Os gregos destruíram a cidade, se proclamaram vencedores e puseram fim a dez anos de conflito. O episódio deu lugar à expressão "presente de grego".

A rainha Helena voltou ao lado de Menelau, mas este, revoltado, a enviou ao exílio como vingança por tantos anos de guerra e instabilidade.

A volta de Ulisses, um dos mais brilhantes estrategistas gregos, foi bastante acidentada e suas aventuras foram narradas na Odisseia. Ali, ele relembra vários episódios do conflito.

Ilíada e Odisseia

As obras Ilíada e Odisseia, de Homero, teriam sido escritas em 750 a.C. e 725 a.C. respectivamente. As histórias resultaram da tradição oral mantida séculos após a guerra.

Os principais episódios, como o uso do cavalo, seguem o modelo narrativo denominado "ciclo épico".

O imaginário em torno da guerra de Troia inspirou o poeta romano Virgílio a escrever "Eneida", no século I a.C.

Saiba mais sobre a Ilíada e a Odisseia.

Aquiles

Aquiles é o personagem principal de a Ilíada e na lenda grega é um semideus eleito para morrer ainda jovem na batalha.

Temendo o destino, Tétis, a mãe de Aquiles o mergulhou ainda bebê nas águas do rio Estige, também chamado de rio infernal, para torná-lo invencível.

O banho, contudo, não foi completo e o calcanhar de Aquiles, justamente onde a mãe o segurou, não foi tocado pela água. Essa é a origem da expressão "calcanhar de Aquiles", porque indica o ponto mais frágil de uma pessoa.

Aquiles

Escultura de Aquiles morrendo por Por Christophe Veyrier e Miguel José Joseph (1683)

Tétis ainda tentou outra forma de preservar a vida do filho e o criou como menina. A estratégia não correu bem e Ulisses, quando toma conhecimento que só com a ajuda de Aquiles conseguira vencer a guerra o identifica entre as mulheres da ilha de Ciros.

Como afirmava a profecia, Aquiles morre jovem na batalha ao ser atingido por uma flecha envenenada no calcanhar. Não morre sem antes demonstrar ser um valente e fiel guerreiro, como narram os relatos de Homero.

A Guerra de Troia Aconteceu?

Guerra de Troia

Recriação da cidade de Troia

A Guerra de Troia de fato aconteceu ou era apenas um ciclo de lendas mitológicas?

Muitos estudiosos acreditavam que não passava de uma bela obra de ficção. Mas pesquisas recentes descobriram que de fato houve um conflito entre gregos e os povos da região de Anatólia.

No entanto, a falta de qualquer fonte histórica hitita – povo que também habitava aquele território – põe em xeque este argumento.

Assim, a veracidade da Guerra de Troia ainda não pode ser confirmada.

Filmes

A Guerra de Troia inspirou uma infinidade de obras de arte ao longo dos séculos. Com a invenção do cinema vários diretores levaram sua versão do conflito às telas.

  • Helena de Troia, Robert Wise. 1956.
  • As Troianas, de Michael Cacoyannis. 1971.
  • Troia, Wolfgang Petersen. 2004.

Leia mais:

Juliana Bezerra
Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.