Guerra do Peloponeso

Juliana Bezerra

A Guerra do Peloponeso foi uma guerra civil entre Atenas e Esparta, que ocorreu na Grécia Antiga entre 431 e 404 a.C. Esse conflito militar durou 27 anos e terminou com a vitória de Esparta.

Causas

Guerra do Peloponeso

Mapa assinalando os territórios em conflito e neutros durante a Guerra do Peloponeso

Durante os conflitos das Guerras Médicas, havia sido criada a Liga de Delos a fim de proteger os gregos dos persas.

Esta aliança consistia, especialmente, no contributo monetário das cidades para a compra de material bélico. No entanto, a Liga começou a beneficiar Atenas em detrimento das outras cidades gregas.

Com os fundos obtidos da Liga de Delos, Atenas havia se tornado o centro político, econômico e cultural da Grécia.

Esparta não aceitava essa situação e entra na disputa pela hegemonia política e econômica da Grécia. Cria, então, outra liga com o objetivo de combater a liga comandada por Atenas – a Liga do Peloponeso.

Após 10 anos de duros combates entre Atenas, que liderava por mar, e Esparta, que liderava por terra, em 421 a.C. foi assinada a Paz de Nícias.

Este acordo estipulava uma trégua de 50 anos entre os adversários, porém, a paz só reinou durante oito anos.

Na batalha de Egospótamos, por fim, Esparta vence Atenas.

Leia também:

Consequências

Guerra do PeloponesoA deusa Atenas (em pé, à direita) ajuda os soldados gregos durante o conflito entre Esparta e Atenas

Com a derrota, Atenas começa a perder o que havia conquistado nas Guerras Médicas e as cidades da Ásia Menor são devolvidas aos persas em troca de ouro.

Esparta, assim, conquista a hegemonia grega. O sistema de governo espartano era militar e as cidades gregas mudam o regime democrático para o autoritário. Este fenômeno fica conhecido como "Tirania dos Trinta".

Há uma desestabilização social e política e tem início a ruína da Grécia, o que permitiu a invasão dos macedônios um século mais tarde.

Curiosidade

Tucídides, historiador grego, foi testemunha desse conflito e escreveu A História da Guerra do Peloponeso. A obra consiste em oito volumes que relatam com detalhes os acontecimentos dessa guerra considerados pelo historiadores como a mais importante da Grécia antiga.

Leia mais:

Juliana Bezerra
Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.