Guerras Médicas


As Guerras Médicas, em que batalharam gregos contra persas, ocorreu na Grécia antiga no século V a.C. e é também conhecida como Guerras Persas, Pérsicas, Medas, Greco-Persas ou Guerras Greco- Pérsicas.

A causa da guerra se deveu ao fato de que os persas estavam expandindo o seu território, a conquistar colônias gregas e dominavam, assim, o comércio do Mar Egeu. Os gregos não aceitavam essa hegemonia e entraram na disputa pelas terras da Ásia Menor.

As Guerras Médicas são assim conhecidas não pelo fato de vários médicos terem participado nas batalhas, mas sim porque o povo persa era também chamado de medo-persa.

As Guerras Médicas podem ser divididas em dois períodos:

Primeira Guerra Médica

O primeiro período, ocorrido em 490 a.C., é também conhecido como Período de Dario.

Dário era o rei dos persas e deu ordens ao seu exército para invadir a Grécia.

É conhecida como Batalha de Maratona, porque esse era o nome da cidade onde a batalha aconteceu.

Os persas eram em maior número, mas mesmo assim foram surpreendentemente vencidos.

Surge daí o nome das corridas de maratona, pois, segundo é dito, um mensageiro do exército foi enviado à Atenas para avisar que os gregos tinham vencido os persas e, após ter percorrido uma grande distância morreu com um ataque cardíaco fulminante.

Segunda Guerra Médica

O segundo período, ocorrido em 480 a.C., é também conhecido como Período de Xerxes.

Com receio de que Pérsia voltasse ao ataque, é criada a Liga de Delos ou Confederação de Delos, que tinha como objetivo fortalecer as defesas das cidades gregas. Delos era o nome da cidade onde estava sedeada a Liga.

Xerxes era filho de Dario e deu continuidade à guerra entre persas e gregos, tendo sido derrotado, tal como seu pai, na Batalha de Salamina.

Nesta altura é assinado o Tratado de Susa, também conhecido como Paz de Kallias, em que os persas reconheceram o domínio grego na Ásia Menor e prometem não atacar mais o território grego.

Os gregos alcançam, assim, a hegemonia do comércio e o império Persa entra em decadência.

Guerra de Peloponeso

Após as Guerras Médicas surgem conflitos, agora não de gregos contra persas; trata-se de uma guerra civil entre gregos chamada de Guerra de Peloponeso.

O objetivo da criação da Liga de Delos não foi cumprido, uma vez que Atenas começou a usufruir de benefícios próprios em detrimento das demais cidades gregas. Assim, é criada a Liga de Peloponeso, liderada por Esparta, que tinha como objetivo a luta contra a Liga de Delos, liderada por Atenas.

Esparta sai vencedora e garante, assim, a hegemonia na Grécia antiga.

Quer saber mais sobre conflitos da Antiguidade? Leia Guerras Púnicas.