Mitologia Egípcia

Daniela Diana

A mitologia egípcia reúne diversos mitos, lendas e estórias que fizeram parte do imaginário religioso no Egito Antigo até a chegada do Cristianismo.

Lembre-se que na Antiguidade a religião egípcia era baseada no politeísmo, ou seja, o culto a vários deuses que ocorriam geralmente nos templos dedicados a eles.

As lendas disseminadas tinham como temas, a origem do mundo, da natureza, dos homens e dos deuses. Elas explicavam fenômenos ainda desconhecidos pela ciência, sendo, portanto, de grande importância para a construção do imaginário dos egípcios.

Deuses Egípcios

Mitologia Egípcia
Ilustração dos Principais Deuses Egípcios

Os deuses egípcios possuíam características humanas, sendo que muitos deles possuíam poderes de transformação.

Assim, o zoomorfismo (formas de animais) ou antropomorfismo (formas de animais e homens) são dois conceitos que caracterizavam os deuses egípcios.

Os deuses ou os princípios cósmicos eram chamados de Neteru os quais foram divididos em:

Neterus Primordiais:

São os deuses mais importantes os quais estão associados com o mito de criação (origem do universo):

  • Nun (Nu ou Ny): simbolizava a água ou o líquido cósmico que deu origem ao Universo.
  • Atum (Atum-Rá, Tem, Temu, Tum e Atem): representa a transformação de Nun, sendo considerado aquele que deu origem a explosão do Universo (semelhante ao Bing Bang) e que gerou os diversos corpos celestes, separando assim, o céu e a Terra.
  • Amon (ou Amun): esposa de Mut, ele é considerado o rei dos deuses.
  • Aton (Aton ou Aten): relacionado ao sol, ele foi o deus do atomismo que estava relacionado com o disco solar.
  • (ou Ré): deus da criação, sendo um dos principais deuses do Egito.
  • Ka: força mística que representava a alma dos deuses e dos homens.
  • Ptah: marido de Sekhmet e de Bastet, representava o deus criador e protetor da cidade de Mênfis. Além disso, era considerado deus dos artesãos e arquitetos.
  • Hu: representava a palavra de criação do Universo.

Neterus Geradores:

  • Shu: filho de Atum e deus do ar.
  • Tefnut: filho de Atum e deusa da umidade.
  • Geb: filho dos irmãos Shu e Tefnut, Geb é do deus da terra.
  • Nut: filha dos irmãos Shu e Tefnut, Nut é a deusa dos céus.

Neterus da Primeira Geração:

  • Osíris: filho mais velho do casal Geb e Nut, Osíris foi o primeiro faraó do Egito assassinado por seu irmão Set passando a ser juiz dos mortos no mundo subterrâneo.
  • Ísis: esposa-irmã de Osíris e filha de Geb e Nur, é deusa do amor, da maternidade, da fertilidade e da magia. É protetora da natureza e considerada modelo de mãe e esposa.
  • Seth (ou Set): deus da tempestade, do caos e da violência. Foi ele quem matou seu irmão Osíris.
  • Néftis (ou Nephthys): irmã-esposa de Seth e de Osíris e muito parecida com sua irmã Ísis, sendo considerada outra deusa mãe na mitologia egípcia.

Neterus da Segunda Geração:

  • Hórus: filho de Osíris e Ísis, Hórus é o deus do céu quem matou seu tio Seth por vingança.
  • Hator: esposa de Hórus, deusa das festas, do vinho e da alegria. É considerada guardiã das mulheres e protetora dos amantes.
  • Tot (ou Thoth): deus da sabedoria.
  • Maat: mulher de Toth, deusa da justiça, da verdade e da ordem.
  • Anúbis: filho de Osíris e Néftis, Anúbis é o deus dos mortos e do submundo, era ele que guiava os mortos após sua morte.
  • Anuket (ou Anukis): deusa da fertilidade a qual estava relacionada com a água.
  • Bastet: filha de Maat, é a deusa da fertilidade e do parto, protetora das mulheres.
  • Sokar (Seker ou Sokaris): relacionado com a morte, era um deus funerário.
  • Sekhmet: filha de Rá e por isso, reflete o aspecto destrutivo do sol.

Conheça deuses de outras mitologias em:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.