Níveis Tróficos


Os “níveis tróficos” ou “níveis alimentares” representam a hierarquia dos graus alimentares, os quais, por sua vez, indicam a ordem em que a energia flui numa determinada cadeia alimentar (ou cadeia trófica), por meio de processos que comportam o transporte de energia e matéria no ecossistema. Ademais, cada nível trófico representa também um mesmo conjunto de seres (animais e vegetais), uma vez que possuem os mesmos hábitos alimentares.

Para saber mais: Cadeia Alimentar e Teia Alimentar

Principais Características

A principal característica dos níveis tróficos é sua capacidade de transferência de energia e de matéria orgânica numa determinada cadeia alimentar. Este processo sempre tem início nos seres autotróficos (fonte primária e exclusiva de energia num ecossistema) e segue para os níveis tróficos superiores.

Neste ínterim, parte da energia produzida é consumida em cada nível trófico (até 90% da energia produzida), donde, quanto maior a proximidade entre os consumidores e o organismo que inicia a cadeia alimentar, maior a disponibilidade de energia. Não obstante, vale lembrar que alguns animais onívoros podem participar de mais do que um nível trófico ao mesmo tempo, como é o caso do ser humano.

Por fim, as estruturas tróficas são medidas pela sua biomassa existente em cada unidade de área e podem ser representadas graficamente pelas pirâmides ecológicas, nas quais o primeiro nível simboliza os produtores (base), seguidos pelos consumidores em cada nível subsequente, até chegar ao consumidor final (ápice).

Para saber mais:

Tipos de Níveis Tróficos

O primeiro nível trófico é formado obrigatoriamente pelos seres autotróficos, os quais são capazes de produzir o seu próprio alimento ao sintetizar matéria orgânica ao fixar a energia luminosa sob forma de energia química. Estes seres são as plantas verdes, as cianofíceas (algas-azuis-verdes) e algumas bactérias.

Os níveis subsequentes são formados pelos organismos heterotróficos ou heterótrofos, os quais são incapazes de produzirem o seu próprio alimento e, por esse motivo, obtêm a energia vital por meio da ingestão de matéria orgânica. Eles são todos os animais e fungos, herbívoros, carnívoros ou decompositores.

Merece destaque o último nível trófico, a saber, os decompositores (fungos e bactérias); eles são organismos que se alimentam de matéria morta e excrementos, convertendo-as em substâncias minerais, para que seja reutilizada pelos seres autotróficos, fechando assim o ciclo.

Portanto, os níveis tróficos iniciam-se com os produtores, seguindo para os consumidores de primeira ordem ou primários (herbívoros) que se alimentam dos produtores; por conseguinte, estes herbívoros serão consumidos pelos animais da segunda ordem ou secundários, os quais, por sua vez, serão o alimento dos consumidores de terceira ordem ou terciários (todos estes carnívoros), assim sucessivamente, até chegarem ao decompositores.

Para saber mais:

Animais Herbívoros
Animais Carnívoros
Fungos