Cadeia Alimentar


A Cadeia Alimentar é o percurso de matéria e energia que se inicia sempre com seres produtores e termina nos decompositores.

Ela corresponde à relação de alimentação, ou seja, à absorção de nutrientes e energia entre os seres vivos.

Podemos dizer que a cadeia alimentar refere-se ao processo em que um ser vivo serve de alimento para outro.

Componentes da cadeia alimentar

Os componentes da cadeia alimentar correspondem a toda parte viva que a compõe. Eles são classificados em produtores, consumidores e decompositores, cada um deles representa um nível trófico.

Cadeia Alimentar

Produtores

Os produtores são os seres vivos que fabricam o seu próprio alimento através da fotossíntese, ou seja, são seres autótrofos.

Eles representam o primeiro nível trófico da cadeia alimentar e não precisam se alimentar de outros organismos. São exemplos de produtores as plantas e o fitoplâncton.

Consumidores

Os consumidores são os seres heterótrofos, ou seja, não produzem o seu próprio alimento e por isso necessitam buscar em outros seres a energia para sobreviver.

Eles dividem-se basicamente em:

  • Consumidores primários: Representados pelos herbívoros, alimentam-se dos seres produtores.
  • Consumidores secundários: Representados pelos carnívoros, alimentam-se dos consumidores primários.
  • Consumidores terciários: Representados pelos carnívoros de grande porte e predadores.

Importante lembrar que nesse nível trófico estão os chamados detritívoros, os animais que se alimentam de restos orgânicos. São exemplos os abutres, minhocas, urubus, moscas, etc.

Os Animais Onívoros também podem ser consumidores primários ou secundários.

Leia também sobre os Seres Autótrofos e Heterótrofos.

Decompositores

Os seres decompositores são importantes para o ciclo da cadeia alimentar, eles alimentam-se da matéria orgânica em decomposição, a fim de obter nutrientes e energia.

Nesse processo, transformam a matéria orgânica em inorgânica, que será utilizada pelos produtores, recomeçando o ciclo.

São exemplos de decompositores os fungos, bactérias e alguns protozoários.

Exemplos

As cadeias alimentares podem ser terrestres ou aquáticas, vamos conhecer exemplos de cada uma delas:

Cadeia alimentar terrestre

A cadeia alimentar terrestre pode ser demostrada pelo seguinte exemplo:

Cadeia alimentar terrestre
Representação de uma cadeia alimentar terrestre

Depois de mortos, os restos orgânicos dos seres servirão de alimento para os organismos decompositores, que depois de realizarem o processo chamado de mineralização (transformação de substancias orgânicas em inorgânicas), impulsionam um novo ciclo, sendo que essas substâncias serão utilizadas pelas plantas.

Cadeia alimentar aquática

Podemos representar uma cadeia alimentar aquática do seguinte modo:

Cadeia alimentar aquática
Representação de cadeia alimentar aquática

O fitoplâncton é o principal produtor dos ambientes aquáticos, sendo consumido pelo zooplâncton. Em uma cadeia alimentar aquática também existem os decompositores.

Nível Trófico

Os níveis tróficos representam a ordem em que a energia flui numa determinada cadeia alimentar.

Em cada nível trófico existe um grupo de organismos com as mesmas características alimentares. Por exemplo, os consumidores primários alimentam-se apenas de vegetais, enquanto que os consumidores secundários e terciários são carnívoros.

As pirâmides ecológicas representam as interações tróficas entre as espécies em uma comunidade.

Teia Alimentar

A teia alimentar consiste na interligação entre várias cadeias alimentares. Elas representam de fato o que ocorre na natureza, pois demonstram as diversas relações que existem entre os seres vivos.

Teia alimentar

Em uma cadeia alimentar o fluxo das setas é no sentido unidirecional. Enquanto isso, na teia alimentar existem várias setas devido ao maior número de interações alimentares e fluxo de energia entre os organismos.

Cadeia Alimentar

Leia também sobre: