Ecossistema aquático


Os ecossistemas aquáticos são os que abrangem os ambientes de água. Eles incluem desde um pequeno corpo de água até os oceanos.

Da mesma forma como ocorre em ecossistemas terrestres, os aquáticos também apresentam diversos tipos de relações ecológicas e interação entre os fatores bióticos e abióticos.

Tipos

Os ecossistemas aquáticos são classificados conforme as características de: temperatura, salinidade, movimentação da água, profundidade e incidência de raios solares.

Conheça os dois tipos principais de ecossistemas aquáticos:

Ecossistema marinho

Ecossistema marinho
O ecossistema marinho é rico em biodiversidade

Os ecossistemas marinhos incluem os mares e oceanos, os quais cobrem aproximadamente 71% da superfície terrestre.

Eles podem ser classificados de acordo com a profundidade da água da seguinte forma:

  • Zona litoral: região entre os limites das marés, ficando exposta periodicamente.
  • Zona nerítica: região do mar sobre a plataforma continental que se estende até 200 m de profundidade, sendo iluminada pela luz solar.
  • Zona oceânica: região entre 200 a 2000 m de profundidade, não há iluminação da luz solar e os animais tornam-se mais escassos.
  • Zona bêntica: corresponde ao fundo do mar habitado por algumas espécies.

Os mares e oceanos também são classificados conforme as zonas que recebem ou não os raios solares:

  • Zona fótica: região que recebe luz do sol suficiente para a fotossíntese dos seres produtores aquáticos.
  • Zona afótica: região sem incidência de raios solares e habitada apenas por seres heterotróficos.

Leia sobre os Mares e Oceanos do Mundo.

Ecossistema de água doce

Representação de um ecossistema aquático
Representação de um ecossistema aquático de água doce

Os ecossistemas de água doce englobam os córregos, lagos, lagoas, geleiras, reservatórios subterrâneos e rios.

Eles são ser classificados nas seguintes zonas:

  • Zona úmida ou alagados: áreas de solo saturado com água e que abrigam uma vegetação característica. São exemplos os pântanos e brejos. Quando associado ao ambiente marinho temos os manguezais.
  • Zona lêntica: áreas de água com pouco fluxo ou paradas, como lagos, lagoas, poças e reservatórios subterrâneos.
  • Zona lótica: área com água doce corrente a exemplo dos rios, córregos e riachos.

Existem ainda os estuários encontrados na foz dos rios e que unem-se aos mares. Eles apresentam como característica principal a mistura da água doce com a salgada.

Pelo fato de receberem nutrientes do rio e do mar, os estuários são ecossistemas aquáticos de alta produtividade.

Saiba mais sobre os ecossistemas:

Cadeia alimentar aquática

A cadeia alimentar corresponde ao caminho da matéria e da energia que inicia com os seres produtores e termina nos decompositores.

O fitoplâncton é um importante produtor primário dos ecossistemas aquáticos, representando a base da cadeia alimentar e servindo de alimento para outros organismos.

Cadeia alimentar aquática
Exemplo de cadeia alimentar aquática

Importância e Ameaças

Os ecossistemas representam a unidade básica do estudo da Ecologia. Além disso, é nele que se desenvolvem todas as relações ecológicas entre as espécies e a interação destas com os fatores do ambiente.

Porém, as atividades humanas modificam drasticamente os ecossistemas aquáticos. Um exemplo é a eutrofização, um processo que adiciona matéria orgânica aos ambientes aquáticos em decorrência do escoamento de esgotos ou resíduos industriais.

Essa condição altera o funcionamento da cadeia alimentar, provocando um desequilíbrio ao ecossistema e contaminando a água.

A poluição da água é outro fator que pode ocasionar a destruição de ecossistemas aquáticos e desaparecimento de espécies.

Leia também: