Fitoplâncton

Lana Magalhães

O fitoplâncton compreende o conjunto de algas microscópicas fotossintetizantes e unicelulares que habitam os ecossistemas aquáticos.

O fitoplâncton é encontrado em suspensão “flutuando” em águas abertas, geralmente, próximo à superfície. Isso porque nessa região do corpo d’água, chamada de zona fótica, o fitoplâncton recebe a luz solar necessária para realizar a fotossíntese.

Fitoplâncton

Fitoplâncton

O fitoplâncton é um dos tipos de plâncton. Lembre-se, o plâncton abrange os microrganismos que fazem parte dos ecossistemas aquáticos. Pode ser do tipo zooplâncton e fitoplâncton.

Saiba mais sobre o Plâncton.

Características

As algas que compõem o fitoplâncton são consideradas plantas inferiores. Isso porque não apresentam uma estrutura complexa mas realizam fotossíntese.

As algas podem ser encontradas isoladas ou em colônias. Elas também apresentam grande variedade de formas. A única célula que compõe a alga pode ser arredondada, oval, em forma de agulha, com projeções, cerdas ou espinhos.

Alguns fatores ambientais interferem no crescimento das algas. Os principais são:

  • A oferta de luz solar na zona fótica;
  • A temperatura da água;
  • A disponibilidade de nutrientes;
  • A competição com outras plantas aquáticas que utilizam os mesmos recursos do ambiente;
  • O parasitismo e predação.

Exemplos de Fitoplâncton

Diversos grupos de algas compõem o fitoplâncton. Os grupos mais abundantes e representativos são os dinoflagelados e as diatomáceas.

Dinoflagelados (Dinophyta)

São organismos protistas flagelados. Os dinoflagelados são revestidos por parede celular com placas rígidas de celulose. São caracterizados por uma forma unicelular com dois flagelos, com tamanho, função e orientação diferentes.

A maior parte das espécies do grupo é encontrada em águas salgadas. Os dinoflagelados são os responsáveis pelo fenômeno da maré vermelha.

Outras espécies de dinoflagelados podem produzir bioluminescência. A bioluminescência é a produção de luz através de um processo bioquímico. Algas dinoflageladas podem produzir uma luz azul-esverdeada em águas do mar, um fenômeno facilmente observado durante a noite.

Diatomáceas (Baccillariophyta)

As algas diatomáceas são encontradas em ambientes marinhos e de água doce. Elas podem viver de forma isolada ou em colônias.

Externamente, a sua principal característica é uma carapaça de sílica que pode apresentar espinhos ou prolongamentos, facilitando a flutuação.

Saiba mais sobre as Algas.

Importância do Fitoplâncton

O fitoplâncton é um importante produtor primário em ecossistemas aquáticos, representando a base da cadeia alimentar. Ao realizar a fotossíntese, o fitoplâncton converte material inorgânico em orgânico e oxigena a água.

Além disso, também serve de alimento para o zooplâncton e alguns peixes.

Erroneamente, considera-se a Amazônia como o pulmão do mundo. Na verdade, o fitoplâncton marinho é o verdadeiro pulmão do mundo, pois libera para a atmosfera grande quantidade de oxigênio. O fitoplâncton produz mais de 50% de todo o oxigênio da Terra e absorve até 30% do dióxido de carbono emitido pelo homem.

Essa função do fitoplâncton é de extrema importância para a biosfera e fundamental para a sobrevivência dos seres vivos.

Leia também sobre o Reino Protista.

Lana Magalhães
Lana Magalhães
Licenciada em Ciências Biológicas (2010) e Mestre em Biotecnologia e Recursos Naturais pela Universidade do Estado do Amazonas/UEA (2015). Doutoranda em Biodiversidade e Biotecnologia pela UEA.