Plâncton


Os plânctons são microrganismos que fazem parte dos ecossistemas aquáticos. São geralmente microscópicos, unicelulares ou pluricelulares (algas microscópicas, bactérias, protozoários, etc.), os quais flutuam passivamente, de forma que são arrastados pelas correntes e movimentos das águas dos rios, lagos e mares.

Embora alguns plânctons possuam locomoção própria, como o Krill (crustáceo semelhante ao camarão) e as medusas (cnidários), a maioria deles vivem sempre à deriva. Diante dessa característica, curioso notar que a palavra “plâncton”, do grego "plagktos", significa errante, andarilho.

Tipos de Plâncton

Há quatro tipos de plâncton, a saber:

  1. Fitoplâncton: são os plânctons de origem vegetal que vivem nas águas superficiais, uma vez que os organismos vegetais autótrofos, necessitam realizar o processo de fotossíntese através da luz solar, por exemplo, as microalgas fotossintetizantes (algas microscópicas).
  2. Zooplâncton: caracteriza o plâncton de origem animal (metazoários), ou seja, seres heterotróficos, classificados em dois grupos, os “holoplânctons” que passam a vida toda no plâncton, como alguns crustáceos, cordados e cnidários, enquanto que os “meroplânctons” vivem no plâncton somente durante a fase larval por exemplo as larvas de moluscos, crustáceos equinodermos. O denominado ictioplâncton é a parte do zooplâncton que inclui os ovos e larvas de peixes.
  3. Bacterioplâncton: caracteriza o grupo dos organismos procariontes autótrofos e heterótrofos, os quais auxiliam no ciclo do oxigênio, na fixação do nitrogênio e nos processos de nitrificação e desnitrificação, por exemplo, as bactérias que flutuam nas águas, as cianofíceas ou algas azuis.
  4. Protozooplâncton: grupo dos unicelulares eucariontes, ou seja, dos plânctons do reino protista.

Saiba mais sobre o Fitoplâncton.

Importância do Plâncton

Os plânctons são organismos essenciais para a vida no planeta Terra, posto que compõem a base da cadeia alimentar, sendo assim, um componente fundamental para o equilíbrio dos ecossistemas aquáticos e da manutenção da cadeia alimentar de tais espécies. Destarte, importante destacar que muitos animais se alimentam dos mais variados tipos de plânctons, sejam eles, peixes, baleias, tubarões, mamíferos, dentre outros.

Além disso, a importância dos plânctons na natureza viabiliza a sobrevivência de milhares de espécies, desde a função da captação de gás carbônico da atmosfera e na produção de oxigênio, responsável pelo fitoplâncton, considerada a principal fonte de oxigênio para a atmosfera do planeta.

Se por um lado, o fitoplâncton é o principal produtor primário dos oceanos, o zooplâncon são os consumidores primários, visto que se alimentam de fitoplâncton e bacterioplâncton, tendo um importante papel no transporte de energia dos produtores primários para os consumidores de níveis tróficos.

Para saber mais acesse: Cadeia Alimentar e Algas.