Principais Constelações


Constelação representa um conjunto de estrelas e objetos celestes numa determinada região do céu.

As principais constelações astronômicas que existem no universo e vistas do planeta Terra são:

  • Andrômeda
  • Cruzeiro do Sul
  • Ursa Maior
  • Ursa Menor
  • Cão Maior
  • Cão Menor
  • Pégaso
  • Fênix
  • Constelação de Órion

Classificação

Importante observar que dependendo do local, as constelações não são vistas ou possuem outra disposição.

Assim, a constelação Cruzeiro do Sul, a mais importante do hemisfério sul é somente vista desse hemisfério, que faz parte das constelações austrais.

Por outro lado, as constelações vistas do hemisfério norte celeste (ursa maior e ursa menor, por exemplo) são denominadas de constelações boreais.

Principais ConstelaçõesConstelações Vistas dos Hemisférios Norte e Sul

Cada constelação apresenta uma estrela mais importante, por exemplo, a estrela polar, na Ursa menor, ou a estrela Sírius da Cão maior, a mais brilhante do céu.

Além das constelações austrais (sul) e boreais (norte), há as constelações equatoriais, situadas próximas ao Equador Celeste (Órion), e as constelações zodiacais, localizadas próximas aos limites entre norte e sul celestes.

Muitas constelações podem ser vistas nitidamente dos dois hemisférios, tal qual a de Escorpião e a Constelação de Órion (formato de um caçador que inclui a popular constelação chamada de “três marias”).

Saiba tudo sobre Estrelas.

Nomenclatura

Os nomes das constelações foram inventados pelos seres humanos oriundos das representações imaginárias que surgem no céu quando ligamos as estrelas próximas.

No entanto, vale lembrar que elas parecem estar próximas, porém estão muito distantes no espaço celeste.

Geralmente, os nomes estão relacionados aos desenhos que formam no céu, seja de pessoas, animais, objetos ou seres mitológicos.

História

Note que o ato de observar o céu já era realizado pelos homens desde a antiguidade. Até hoje elas são utilizadas como referências para a navegação e noutras áreas do conhecimento.

Já o cientista grego Ptolomeu, em II a.C. listou 48 constelações em sua famosa obra “Almagesto”.

Além dele, outros astrônomos contribuíram para os estudos das constelações celestes:

  • o astrônomo alemão Johann Bayer (1572-1625);
  • o astrônomo polonês Johannes Hevelius (1611-1689);
  • o astrônomo francês Nicolas Louis de Lacaille (1713-1762).

Segundo a União Astronômica Internacional (UAI) existem cerca de 88 constelações modernas reconhecidas desde 1922, sendo 13 delas as constelações zodiacais.

Constelações do Zodíaco

Nos estudos de astrologia, há doze constelações correspondentes aos 12 signos (divididos nos doze meses do ano) que surgem conforme a posição dos astros na data de nascimento:

Principais ConstelaçõesConstelações do Zodíaco

  • Aries (Áries)
  • Taurus (Touro)
  • Gemini (Gêmeos)
  • Cancer (Câncer)
  • Leo (Leão)
  • Virgo (Virgem)
  • Libra (Libra)
  • Scorpius (Escorpião)
  • Sagittarius (Sagitário)
  • Capricorn (Capricórnio)
  • Aquarius (Aquário)
  • Pisces (Peixes)

Segundo os astrólogos, as pessoas sofrem influências em sua personalidade sob o signo o qual é regido. Observe que as doze constelações do zodíaco são vistas dos dois hemisférios.

Estudos recentes incluíram uma nova constelação zodiacal chamada Serpentário (Ophiuchus), que fica localizada próxima as constelações de Libra, Escorpião e Sagitário.

Do grego, a palavra zodíaco significa “círculo de animal”, posto que muitos signos fazem referências a animais.

Curiosidade: Você Sabia?

Nas estrelas da Bandeira do Brasil aparecem nove constelações e 27 estrelas em representação a cada uma das unidades da Federação, das quais se destacam as constelações:

  • Cruzeiro do Sul
  • Escorpião
  • Triângulo Austral
  • Cão Maior
  • Cão Menor

A posição delas representa o céu do Rio de janeiro, no dia em que foi proclamada a República no país, em 15 de novembro de 1889.