Aldeído


O aldeído é uma função orgânica constituída de compostos orgânicos (presença de átomos de carbono) alifáticos (de cadeia aberta sem anéis de benzeno) ou aromáticos (um ou mais anéis benzênicos).

São derivados dos hidrocarbonetos, marcados pela presença de um radical do grupo formila (H-C=O) na cadeia carbônica.

Assim, os aldeídos, de fórmula molecular CnH2nO, são obtidos a partir da oxidação de álcoois primários, desidrogenação ou oxidação catalíticas.

Por fim, vale destacar que os aldeídos são compostos encontrados na natureza nos estados sólido, líquido e gasoso, por exemplo nas flores, nas frutas, nos medicamentos, cosméticos, dentre outros.

Principais Aldeídos

  • Metanal (Formaldeído): Conhecido como formol, o aldeído fórmico, de fórmula estrutural CH2O, é utilizado na fabricação de desinfetantes e plásticos. Ademais, é importante no desenvolvimento de estudos científicos, uma vez que serve para conservação de cadáveres (fluido de embalsamamento).
  • Etanal (Acetaldeído): O aldeído acético, de fórmula molecular C2H4O, é utilizado na produção do etanol, do ácido acético, na fabricação de espelhos, medicamentos, resinas sintéticas, pesticidas, corantes e ainda, na preservação de frutas.
  • Propanal (Propionaldeído): O aldeído propiônico, de fórmula molecular C3H6O, é utilizado na produção de fármacos, aromas, ácido propiônico, plásticos, desinfetantes, dentre outros.
  • Butanal (Butiraldeído): O aldeído butírico, de fórmula molecular C4H8O, é utilizado na produção de resinas, plastificantes, aceleradores, bem como na fabricação de aromas sintéticos.
  • Pentanal (Valeraldeído): O aldeído valérico, de fórmula molecular C5H10O, é utilizado na produção de aromas, resinas e aceleradores de vulcanização.
  • Fenil-Metanal (Benzaldeído): O aldeído benzoico, de fórmula molecular C7H6O, é utilizado na síntese de compostos orgânicos, na produção de corantes, perfumes e cosméticos.
  • Vanilina: O aldeído fenólico, de fórmula molecular C8H8O3, é o principal componente da semente de baunilha, sendo portanto, muito utilizado na produção de aromas artificiais na indústria alimentar e farmacêutica.

Curiosidades

  • O aldeído acético (etanal) é um dos responsáveis pela "ressaca", ou seja, o mal estar obtido após o excesso de ingestão de bebidas alcoólicas, uma vez que ele é metabolizado pela enzima desidrogenase, presente no fígado.
  • No tocante aos odores dos aldeídos, vale destacar que os compostos que apresentam maior número de átomos de carbono, normalmente, são caracterizados pelo odor agradável e frutado; por outro lado, os aldeídos que possuem menor número de átomos de carbono apresentam odor mais irritante e picante. A partir disso, os aldeídos utilizados na fabricação de perfumes possuem entre 8 e 12 átomos de carbono.

Leia também Funções Orgânicas e Funções Oxigenadas.