Funções Orgânicas

Lana Magalhães

As Funções Orgânicas são determinadas pelas estruturas e funcionamentos químicos dos compostos orgânicos.

Esses são os compostos formados de átomos de carbono, motivo pelo qual também são chamados de compostos carbônicos.

As semelhanças dos compostos orgânicos resultam na formação de grupos funcionais, o que facilita o seu estudo.

Função Orgânica Composição Grupo Funcional
Funções Nitrogenadas Amidas acila ligada ao nitrogênio Estrutura Molecular da Butiramida, um exemplo de Amida
Aminas arila ou alquila ligada a nitrogênio Estrutura Molecular da Metanoamina, um exemplo de Amina
Funções Oxigenadas Ácidos carboxílicos alquila, alquenila, arila ou hidrogênio ligados a grupo carboxílico Estrutura Molecular do ácido propanoico, um exemplo de ácido carboxílico
Álcoois hidroxila ligada ao carbono Estrutura Molecular do etanol, um exemplo de álcoois
Aldeídos carbonila ligada ao carbono Estrutura Molecular do Formaldeído, um exemplo de aldeído
Cetonas carbono com dupla ligação com oxigênio Estrutura Molecular da acetona, um exemplo de cetona
Ésteres oxigênio entre duas cadeias de carbono e hidrogênio ligado à hidroxila e carbonilo entre carbonos Fórmula molecular de butanoato, um exemplo de ésteres
Éteres oxigênio entre duas cadeias de carbono Fórmula molecular do éter dietílico, um exemplo de éteres
Fenóis carbono e hidrogênio ligado a hidroxilas Fórmula molecular do ortocresol, um exemplo de fenóis
Funções Halogenadas Haletos orgânicos halogênios Fórmula molecular de 2-bromo-propano, um exemplo de haletos orgânicos
Funções Hidrogenadas Hidrocarbonetos carbono ligado ao hidrogênio Funções Orgânicas

Quer saber mais sobre a estrutura dos compostos orgânicos? Leia: Cadeias Carbônicas e Isomeria.

Nomenclatura

A Nomenclatura IUPAC (União Internacional de Química Pura e Aplicada, em português), foi criada para auxiliar o estudo das funções orgânicas.

Em resumo, os nomes obedecem a uma regra de formação que consiste na utilização de um prefixo, uma palavra intermediária e um sufixo.

  • O prefixo traz a indicação do número de átomos de carbono: 1 met, 2 et, 3 prop, 4 but, 5 pemt, 6 hex, 7 hept, 8 oct, 9 non, 10 dec.
  • O intermédio traz a indicação do tipo de ligação entre os átomos: se a ligação é simples, an, enquanto as restantes: 1 dupla en, 2 duplas dien, 1 tripla in, 2 triplas diin, 1 dupla e 1 tripla enin.
  • O sufixo indica qual é a função orgânica: o hidrocarboneto, ol álcool, al aldeído, ona cetona, oico ácido carboxílico.

Funções Orgânicas

Exemplo 1:

Butano H - C - C - C - C - H
4 carbonos, logo, prefixo but
ligações simples, logo, intermédio an
ligações com hidrogênio, logo, sufixo o

Exemplo 2:

Propeno H - C - C = C - H
3 carbonos, logo, prefixo prop
ligação dupla, logo, intermédio en
ligações com hidrogênio, logo, sufixo o

E as Funções Inorgânicas?

As substâncias inorgânicas são todas aquelas que não são orgânicas, ou seja, que não derivam do carbono, mas de qualquer outro elemento químico.

As funções inorgânicas são: ácidos, bases, óxidos e sais.

Leia também:

Exercícios

1) (FMTM-2005) O metanol pode ser obtido a partir da destilação da madeira, na ausência de ar, a 400oC, e o etanol, a partir da fermentação do açúcar da cana. Ambos os álcoois podem ser utilizados como combustível, principalmente o etanol.

A oxidação do metanol e do etanol com dicromato de potássio, em meio ácido, pode resultar em compostos orgânicos que contenham as funções orgânicas

(A) aldeído e ácido carboxílico.
(B) aldeído e cetona.
(C) cetona e ácido carboxílico.
(D) éter e aldeído.
(E) éter e ácido carboxílico

Alternativa (A) aldeído e ácido carboxílico.

2) (VUNESP-2007) Para preparar o composto butanoato de etila, que possui aroma de abacaxi, usa-se o etanol como um dos reagentes de partida.

A função orgânica a qual pertence esse aromatizante e o nome do outro reagente necessário para sua síntese são, respectivamente:

a) éster, ácido etanoico.
b) éter, ácido butanóico.
c) amida, álcool butílico.
d) éster, ácido butanóico.
e) éter, álcool butílico

Alternativa d) éster, ácido butanóico.

3) (UFRJ-2003) Na produção industrial de álcool combustível, a partir da fermentação do caldo de cana-de-açúcar, além do etanol, são formados como subprodutos os álcoois: n-butanol, n-pentanol e n-propanol.

Indique a ordem de saída destes compostos, durante a destilação fracionada do meio fermentado, realizada à pressão atmosférica. Justifique a sua resposta.

Após o etanol, a ordem de saída é: n-propanol, n-butanol, e n-pentanol.
Justificativa: o ponto de ebulição de álcoois primários não ramificados aumenta com o tamanho da cadeia.

Lana Magalhães
Lana Magalhães
Licenciada em Ciências Biológicas (2010) e Mestre em Biotecnologia e Recursos Naturais pela Universidade do Estado do Amazonas/UEA (2015). Doutoranda em Biodiversidade e Biotecnologia pela UEA.