Hidrocarbonetos aromáticos

Lana Magalhães

Os hidrocarbonetos aromáticos são compostos cíclicos constituídos por um ou mais anéis de benzeno.

O anel de benzeno (C6H6) é o composto que forma os hidrocarbonetos aromáticos.

Classificação

Os hidrocarbonetos aromáticos são divididos em monocíclicos e policíclicos.

Hidrocarbonetos aromáticos monocíclicos

Os hidrocarbonetos aromáticos monocíclicos são os que possuem somente um anel de benzeno.

Eles podem possuir ramificações saturadas e insaturadas.

Hidrocarbonetos aromáticos policíclicos

Os hidrocarbonetos aromáticos policíclicos são os que apresentam vários anéis de benzeno.

Nesse caso, eles são classificados conforme os anéis de benzeno em: condensados e isolados.

Hidrocarbonetos com anéis benzênicos condensados

Os hidrocarbonetos com anéis benzênicos condensados são aqueles que os anéis benzênicos estão agrupados.

Exemplos:

Naftaleno
Naftaleno (C10H8)
Antraceno
Antraceno (C14H10)

Hidrocarbonetos com anéis benzênicos isolados

Os hidrocarbonetos com anéis benzênicos isolados não compartilham átomos de carbono.

Hidrocarbonetos Aromáticos

Nomenclatura

Os hidrocarbonetos aromáticos não seguem uma nomenclatura específica como os demais compostos de cadeias carbônicas. Eles são designados por nomes particulares.

Esses compostos estão sujeitos a dois ou mais substituintes. Nesses casos, é preciso enumerar o átomo de carbono como forma de indicar onde a substituição ocorre.

  • Orto- ou -o: os grupos estão próximos ao anel aromático
  • Meta- ou -m: quando os grupos estão separados
  • Para- ou p-: os grupos são opostos ao anel aromático

Hidrocarbonetos aromáticos

Assim, a nomenclatura é dada pelo termo benzeno, após os nomes das ramificações.

É importante ressaltar que a numeração deve iniciar a partir da ramificação mais simples e seguir de modo que as demais recebam a menor numeração possível.

Compreenda melhor este assunto! Leia também:

Reações dos hidrocarbonetos aromáticos

As principais reações que envolvem os hidrocarbonetos aromáticos são as que levam à halogenação, nitração e alquilação.

Reação de halogenação

A reação de halogenação ocorre na ausência de luz, quando um hidrocarboneto aromático é aquecido suavemente por um catalizador, como o AlCI3 (Cloreto de Alumínio).

Halogenação
Reação de nitração

A nitração ocorre quando o hidrocarboneto aromático é submetido a uma mistura de ácidos nítricos e sulfúrico.

Nitração

Reação de alquilação

A reação de alquilação ou reação de Friedel-Crafts ocorre quando os átomos de hidrogênio do anel aromático é substituído por um radical alquila.

A reação ocorre na presença de catalizadores como o AlCl3 (Cloreto de Alumínio) ou o FeCl3 (Cloreto de Ferro).

Alquilação

Saiba mais, leia também:

Lana Magalhães
Lana Magalhães
Licenciada em Ciências Biológicas (2010) e Mestre em Biotecnologia e Recursos Naturais pela Universidade do Estado do Amazonas/UEA (2015). Doutoranda em Biodiversidade e Biotecnologia pela UEA.