Alimentos Orgânicos


Os Alimentos Orgânicos são aqueles alimentos cultivados de maneira sustentável mediante a agricultura biológica (ou orgânica).

Alimentos Orgânicos

Esse sistema não utiliza agrotóxicos, adubos químicos, aditivos sintéticos, antibióticos, hormônios, nem técnicas de engenharia alimentar.

As técnicas de engenharia são desenvolvidas nos alimentos geneticamente modificados, os alimentos transgênicos.

Em outras palavras, os alimentos orgânicos são aqueles que estão isentos de produtos químicos, ou seja, de insumos artificiais.

Agricultura e Pecuária Orgânica

A agricultura orgânica trabalha de modo sustentável, ou seja, respeitando as leis da natureza. Prioriza técnicas ecológicas mais justas tanto para o ser-humano, quanto para o meio-ambiente.

Diversos métodos naturais são usados para enriquecer o solo (adubação verde e orgânica), bem como combater as pragas e doenças nas plantações.

De tal modo não são utilizados produtos químicos (agrotóxicos) ou fertilizantes sintéticos, preservando assim, o solo e os lençóis freáticos.

Esse tipo de agricultura reduz o impacto do aquecimento global no mundo, uma vez que os sistemas orgânicos retêm uma quantidade maior de carbono no solo.

Da mesma forma, a pecuária orgânica prioriza a saúde dos seres humanos bem como dos animais que servem de alimentação.

A pecuária orgânica cria os animais em espaços abertos, em detrimento dos locais fechados. Os locais fechados os animais apresentam maior propensão a proliferarem doenças, além de tornar a vida do animal um grande stress.

Todo esses incômodos são transmitidos para seu corpo, e consequentemente ingerido pelos humanos.

Além da criação de animais em locais abertos, a pecuária biológica não trabalha com aplicação de hormônios, anabolizantes e antibióticos nos animais. Esse elementos são também ingeridos pelo ser humano.

Que tal saber sobre os temas?

A Importância dos Alimentos Orgânicos

A saúde do ser humano é a grande questão sobre a importância do consumo dos alimentos orgânicos, essenciais para o desenvolvimento saudável do corpo. Eles são cultivados da maneira mais natural, deixando o alimento mais rico em nutrientes.

Atualmente, o consumo de alimentos orgânicos tem aumentado consideravelmente. Isso porque a sociedade contemporânea têm buscado substituir uma alimentação carente de nutrientes ao buscar nos alimentos mais saúde, qualidade de vida e bem estar.

Estudos já comprovaram que uma alimentação balanceada e rica em nutrientes traz muitos benefícios ao corpo, aliada à prática regular de exercícios físicos.

Nesse contexto, fica claro que não basta incluir frutas, legumes e verduras no cardápio. Muitos alimentos desse gênero, não estão fora da lista de produtos perigosos para a alimentação humana, os quais geram diversos problemas futuros de saúde.

Os alimentos vegetais e animais oferecidos nos supermercados também podem apresentar substâncias nocivas ao ser humano. Nessa lista, estão também incluídos os alimentos industrializados (repletos de corantes, estabilizantes, conservantes).

No caso dos vegetais, o crescimento das plantações é intensificado pelo uso dos agrotóxicos (para espantar as diversas pragas das imensas plantações).

Nos animais, o uso de hormônios e antibióticos aceleram o processo de crescimento, beneficiando o lucro das empresas que produzem esse tipo de alimento.

A questão recai sobre a saúde do ser humano, que fica à mercê das empresas preocupadas principalmente com o lucro e não com a qualidade dos alimentos comercializados.

O veneno pulverizado nas plantas, ou os hormônios ingeridos pelos animais, permanecem retidos nos alimentos que serão processados pelo nosso corpo.

Os alimentos orgânicos além de respeitarem o meio ambiente protegendo o planeta e as futuras gerações, colaboram com uma alimentação mais saudável.

Oferecem produtos mais saborosos, ricos em nutrientes (maior teor de vitaminas e minerais) e livres de produtos químicos.

A única desvantagem aparente do consumo dos alimentos orgânicos é o preço elevado dos produtos oferecidos.

Eles são produzidos em menor escala (em relação aos alimentos convencionais) e demoram mais tempo para crescerem. As técnicas de cultivo ou criação de animais encarecem muito os custos de produção.

Para quem tem espaço em casa, uma boa alternativa é fazer uma horta e cultivar seus próprios alimentos, livre de agrotóxicos e outras substâncias nocivas ao corpo.

Atualmente existem diversos tipos de alimentos orgânicos oferecidos pelo mercado: frutas, verduras, legumes, carne, leite, ovos, cereais, dentre outros.

O aumento do número de feiras orgânicas no Brasil e no mundo tem demostrado a importância da alimentação na vida do ser humano.

Segundo a legislação, os alimentos orgânicos devem apresentam selo de certificação.

Saiba mais sobre o tema com a leitura dos artigos: