Alvéolos Pulmonares

Lana Magalhães

Os alvéolos pulmonares são minúsculos sacos aéreos, presentes nos pulmões, envolvidos por capilares sanguíneos e uma fina membrana.

Situam-se onde terminam as finas ramificações dos brônquios.

Os alvéolos podem se apresentar isolados ou em grupos, formando os chamados sacos alveolares.

Em cada pulmão existem milhões alvéolos. São responsáveis pelo aspecto esponjoso dos pulmões.

Estrutura dos alvéolos pulmonares

Histologia dos alvéolos pulmonares

Os alvéolos são revestidos por uma camada de células epiteliais, denominadas de pneumócito tipo I e pneumócito tipo II.

Os pneumócitos tipo I são células pavimentosas, com pequena quantidade de citoplasma. Essa característica facilita a passagem de gases.

Os pneumócitos tipo II são células ovais e volumosas. Esse tipo de célula produz uma secreção lipoproteica, chamada de surfactante.

A função do surfactante é manter os alvéolos abertos e auxiliar na difusão dos gases pela membrana alveolar.

Função dos alvéolos pulmonares

A principal função dos alvéolos pulmonares é ser o local onde ocorrem as trocas gasosas entre o ar e o sangue, a hematose.

Ao chegar aos alvéolos, o oxigênio difunde-se para o sangue dos capilares. Enquanto, o gás carbônico, presente no sangue dos capilares difunde-se para o interior dos alvéolos.

A hematose consiste na difusão dos gases, devido ao diferente grau de concentração de cada um.

Leia também sobre:

Pulmões
Respiração Pulmonar
Sistema Respiratório
Silicose

Lana Magalhães
Lana Magalhães
Licenciada em Ciências Biológicas (2010) e Mestre em Biotecnologia e Recursos Naturais pela Universidade do Estado do Amazonas/UEA (2015). Doutoranda em Biodiversidade e Biotecnologia pela UEA.