Ararinha Azul


A ararinha azul é uma ave completamente azul da família dos psitacídeos, assim como as araras azuis, os papagaios, periquitos, entre outros.

É uma espécie endêmica do nordeste brasileiro, ou seja, somente encontrada nessa região. É considerada extinta na natureza. Há poucos animais em cativeiro mas como os hábitos não são os mesmos do animal no ambiente natural, os cientistas consideram que a espécie pode desaparecer completamente em pouco tempo.

Ararinha AzulCasal de ararinhas adultas

Extinção e Projetos de Conservação

A ararinha azul é considerada extinta na natureza devido à destruição do seu habitat e à caça ilegal e tráfico desses animais. Atualmente existem cerca de 80 animais vivendo em cativeiro no Brasil e no exterior.

Ararinha AzulFilhotes da Ararinha Azul. Fonte: Plano de Ação Nacional para a Conservação da Ararinha Azul - ICMBio

Em 1986 foram encontrados os três últimos animais no município de Curaçá. Depois em 1990, foi encontrado um macho, declarado como último animal vivo. Houve tentativas de que ele reproduzisse com uma fêmea de cativeiro, mas não foi possível e em 2000 foi declarado extinto.

Em 2012 foi criado um projeto do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Aves Silvestres - CEMAVE, órgão do ICMBio (Instituto Chico Mendes), para acompanhar as aves de cativeiro e reintroduzi-las na natureza.

Além disso, há notícias da realização com sucesso de inseminação artificial com aves em cativeiro na Alemanha e no Qatar, em parceria com o ICMBio.

Assista ao vídeo do ICMBio sobre as ararinhas Carla e Tiago que vieram da Alemanha.

Habitat

Era encontrada exclusivamente no Brasil, sendo endêmica da caatinga baiana, vivendo nas matas de galeria, localizadas às margens de riachos da região.

Características

Ararinha Azul

Possui coloração azul, com tom mais claro e acinzentado na cabeça. É menor do que as araras azuis, com menos de 60 cm e pesa entre 300 e 400 gramas.

Leia também:

Alimentação

Gosta de comer sementes de pinhão, frutos do juazeiro, além de outros típicos do seu habitat. Os animais de cativeiro são alimentados com ração, que é usada para as aves da mesma família.

Classificação

Seu nome científico é Cyanopsitta spixii, a única do gênero e pertence à família Psittacidae. Veja a seguir sua classificação:

  • Reino: Animalia
  • Filo: Chordata
  • Classe: Aves
  • Ordem: Psittaciformes
  • Família: Psittacidae

Curiosidades

  • A ararinha azul foi descoberta por Johann Baptist Ritter von Spix em Juazeiro, na Bahia, no ano de 1819. Spix achava que era uma arara azul, depois em 1832, Johann Wagler viu que era outra espécie e a nomeou com spixii em homenagem ao colega.
  • Assim como outros psitacídeos, a ararinha azul é monogâmica, permanecendo com o mesmo parceiro pelo resto da vida.
  • O filme de animação "Rio" conta a história de uma ararinha azul macho criada fora do Brasil e que ao retornar encontra uma fêmea e formam uma família.
  • O livro infanto-juvenil "SOS Ararinha Azul" narra a história de um menino que viaja para a pequena cidade baiana de Curaçá, onde descobre o que é tráfico de animais.