Bandeira da Itália

Juliana Bezerra

A bandeira italiana é constituída por três linhas verticais de igual tamanho em verde, branco e vermelho.

Também chamada de "Tricolore", o pavilhão italiano passou por várias modificações ao longo de dois séculos de história. O atual desenho foi adotado em em 1º de janeiro de 1948.

Significado das cores

Não existe acordo sobre o significado das cores da bandeira da Itália, mas três versões são as mais aceitas.

Uma das explicações identifica o verde à natureza; o branco, à neve dos Alpes; e o vermelho ao sangue derramado durante as guerras de unificação e independência italianas.

A interpretação religiosa comenta que as cores estariam relacionadas com as três virtudes teologais. Assim, o verde significa a esperança; o branco, a fé e o vermelho, a caridade.

Outros dizem que a origem deste colorido seria a união das cores da bandeira de Milão, branca e vermelha, com o uniforme exército da guarda oficial milanesa, que era verde.

Bandeira da Itália

História da bandeira da Itália

A origem da bandeira da Itália remonta a 1794, quando o norte da Península Itálica foi ocupado pelas tropas napoleônicas. Ali, os franceses, liderados por Napoleão Bonaparte, derrotaram os austríacos que eram os senhores da região.

Uma vez conquistada a independência, funda-se a República Cispadana, que adota um pavilhão tricolor com as cores verde, branca e vermelha. Desta maneira, o desenho escolhido foi o mesmo da então recém-proclamada República Francesa, somente com a cor verde em lugar do azul.

Como o processo de unificação da Itália começou pelo norte da península, o emblema acabou sendo eleito para representar o novo país independente. Quando o reino da Itália foi constituído, a bandeira levava o escudo da Casa Real no centro, por em cima da faixa branca. Com a proclamação da República, dito símbolo foi retirado.

O atual formato da bandeira italiana começou a ser utilizado desde 19 de junho de 1946, porém só foi oficialmente definida em 1º de janeiro de 1948.

A festa da bandeira da Itália é celebrada no dia 7 de janeiro.

Veja também: Unificação italiana

Juliana Bezerra
Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.