Bandeira da França

Juliana Bezerra

A bandeira da França é feita de três linhas verticais nas cores azul, branca e vermelha.

Foi estabelecida como símbolo oficial da República Francesa e único pavilhão francês desde 1794.

bandeira da França

Bandeira atual da França

Origem

A história da bandeira francesa remonta à Revolução Francesa, iniciada em 1789. Na época, os revolucionários usavam um círculo tricolor (chamado cocarde, em francês) para indicar quem era partidário da luta.

Este símbolo se tornou tão popular que a Assembleia Constituinte, em 1790, decidiu que estas cores substituiriam a antiga bandeira branca da monarquia.

A partir daquele momento, todos os navios de guerra e mercantes deveriam hasteá-la, assim como a bandeira deveria estar presente em edifícios públicos.

Bandeira da França

Significado

As cores da bandeira francesa representam:

Branco – a monarquia;
Azul e vermelho – as cores de Paris.

Desta maneira, as três cores dispostas verticalmente simbolizariam o laço de união eterno entre o povo e a monarquia.

Também representam os três lemas da Revolução Francesa: liberdade, igualdade, fraternidade (Liberté, Egalité, Fraternité).

Outra interpretação assinala que o azul indica o poder legislativo; o branco, o executivo; e o vermelho, o povo.

História

Em 1794, durante o período da Convenção, a bandeira tricolor foi adotada como pavilhão oficial.

Inicialmente, a ordem das cores da bandeira francesa era vermelho, branco e azul. Diz a lenda que foi o pintor Jean-Louis David (1748-1825), pintor oficial de Napoleão Bonaparte, que escolheu a ordem das cores atuais: o azul deve figurar sempre junto ao mastro.

Com o retorno de Luís XVI, irmão de Luís XIV, ao trono da França, a bandeira tricolor foi substituída pela antiga bandeira borbônica que era inteiramente branca.

A bandeira azul, branca e vermelha seria recuperada, justamente, na Revolução de Julho (1830), quando os insurgentes a puseram nas barricadas enquanto lutavam contra o rei Carlos X.

No entanto, mesmo entre os republicanos, a bandeira não era uma unanimidade.

Em 25 de fevereiro de 1848, partidários de uma república socialista quiseram mudar as três cores substituindo-a por uma bandeira inteiramente vermelha.

Foi o poeta Alphonse Lamartine (1790-1869) que os convenceu que o pavilhão tricolor, carregado de histórias de luta contra a tirania e guerra, também os representava.

Leia mais:

Bandeira da França Hoje

As Cartas Magnas de 1946 e de 1958 (artigo 2) consagraram a bandeira azul,branca e vermelha como emblema nacional da República.

Ela deve estar presente em todos os edifícios públicos como escolas, embaixadas, prefeituras e quartéis. Além disso, ela é desfraldada em cerimônias oficiais, civis ou militares.

Quando o Chefe do Poder Executivo, o Presidente da República francesa, discursa em público, a bandeira francesa deve estar sempre atrás dele.

Saiba também sobre outras bandeiras:

Juliana Bezerra
Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.