Ciclo do Algodão no Brasil


O ciclo do algodão no Brasil representa um dos ciclos econômicos do país, que ocorreu durante os séculos XVIII e XIX.

Resumo do Ciclo Algodoeiro

Um dos fatores que propulsionaram o cultivo do algodão no país foi a Revolução Industrial Inglesa, que cada vez mais exigia matéria prima para fabricação de produtos da indústria têxtil.

Utilizando a mão-de-obra escrava e cultivado nos latifúndios (grandes extensões de Terra), o algodão foi grandemente explorado no norte do país, sobretudo no estado do Maranhão. Também foram cultivados em outras partes do país: Ceará, Bahia, Pará, Pernambuco, São Paulo, Rio de Janeiro, etc.

Ciclo do Algodão no Brasil

Além de ser destinado, em grande parte, para o mercado externo, o algodão era utilizado nas vestimentas dos escravos. As fibras de algodão já eram utilizadas pelos índios na produção de redes.

Com a decadência da mineração no país, os colonizadores começaram a enfrentar problemas com a crise. E, para que ela não afetasse a economia europeia, começaram a cultivar diversos produtos no país: algodão, tabaco, açúcar, arroz, cacau, café, dentre outros. Todos eles eram cultivados essencialmente para suprir as necessidades do mercado externo.

O algodão (também chamado de ouro branco), obteve atenção especial não somente com a Revolução Industrial, mas sobretudo pela Independência da Treze Colônias, as quais auxiliavam no envio do produto para a Inglaterra.

Os Estados Unidos era o líder de mercado do produto. Assim, quando os Estados Unidos adquirem a Independência (1776) da Inglaterra, essas relações foram cessadas.

Esse momento, também chamado de “Renascimento Agrícola” marca o início do processo de industrialização do Brasil, o qual seria mais tarde consolidado com a cultura do café.

Vale lembrar que durante o ciclo do café ele não parou de ser produzido no país, no entanto, deixa de ser a principal atividade econômica da colônia. Atualmente, o Brasil é um dos maiores produtores de algodão do mundo.

Saiba mais sobre o processo de Industrialização no Brasil.

Principais Características

Em resumo, as principais características deste período de cultivo do algodão são:

  • Utilização do trabalho escravo
  • Voltado para o mercado externo
  • Cultivo nos latifúndios
  • Monocultura (produção de um produto)

Você Sabia?

A cultura do algodão é chamada de cotonicultura.

Saiba também sobre outros ciclos econômicos do Brasil: