Civilização Romana

Juliana Bezerra

A civilização romana tem origem com a expansão e consolidação do poder de Roma sobre a Península Itálica e os territórios vizinhos.

Origem

A civilização romana é uma mescla de influências de culturas etruscas, gregas e orientais. Se os gregos se destacaram pela filosofia e os egípcios por sua arquitetura, podemos dizer que os romanos se sobressaíram por construir um Império que durou mil anos.

Assim, organizaram um sistema de comunicação, de transporte e de leis que pôde ser reproduzido em todos os cantos do Império Romano. Os romanos souberam se apropriar de vários aspectos dos povos que conquistavam e romanizá-los.

Aliás, a arte da guerra, como expressou o poeta Virgílio, na sua obra Eneida, parecia ser o objetivo dos romanos:

Lembra-te romano de submeter os povos a teu império. Tua missão é de impor as condições de paz, poupar os vencidos e abater os soberbos.

Política

A organização política da civilização romana foi mudando conforme as conquistas territoriais aconteciam e a população crescia. Distinguimos três fases:

  • Monarquia: durou de 753 a.C a 509 a.C. É um período envolto em lenda e com pouca documentação.
  • República Romana: a primeira experiência republicana da história,
  • Império Romano: quando a civilização alcançou seu máximo esplendor.

Economia

A economia romana baseava-se na agricultura, no comércio entre a distintas províncias, nas conquistas territoriais para alimentar a população e na escravidão.

Os romanos também desenvolveram uma eficiente arrecadação de impostos que deveriam ser entregues à capital diretamente. Com o tempo, isto foi gerando corrupção, pois era comum os governadores das províncias sonegarem certas quantidades de dinheiro ao governo central.

Arte

Herdeiros da arte grega, os romanos espalharam suas esculturas, pinturas e mosaicos por todo território que conquistavam.

Igualmente, construíam teatros onde podiam ser representadas peças que serviam para instruir e divertir a população. Também faziam termas, praças e mercados a fim de dar mais comodidades aos habitantes.

Em algumas cidades eram levantadas arenas para jogos de gladiadores, recriações de batalhas, e lutas entre homens e animais selvagens.

Arena de Nimes

Anfiteatro romano na cidade de Nîmes, França.

Saiba mais sobre a Arte Romana.

Arquitetura

Os romanos abastados prezavam pelo conforto e, geralmente, nas casas dos patrícios havia água encanada. Se o rio não estivesse perto da cidade, um aqueduto era levantado para trazer água à população que a recolhia nas fontes instaladas na cidade.

As colunas romanas também se tornaram uma marca registrada desta cultura e estavam presentes nos fóruns e templos.

Aqueduto de Segóvia

Aqueduto romano na cidade de Segóvia, Espanha.

Conheça a Arquitetura Romana.

Religião

Os romanos eram politeístas, ou seja, acreditavam em vários deuses. Grande parte dessas divindades foi trazida do panteão grego. Assim, Afrodite se transformou em Vênus, Ares virou Martes, Hera – esposa de Zeus - foi chamada de Juno pelos romanos, e o todo-poderoso Zeus grego, se converteu em Júpiter.

Além disso, ainda haviam os deuses domésticos que eram cultuados por uma família. Com a restauração do Império, os governantes mais importantes eram declarados deuses pelo Senado e seu culto podia se estender por todo o território romano.

Leia mais sobre a Mitologia Romana.

Direito

O direito romano inspirou boa parte do Direito Ocidental tal como o conhecemos hoje.

Assim como a política e a economia, o Direito Romano acompanhou a evolução da sociedade. Soube incorporar as novas populações ao Império Romano, proteger a propriedade privada, definir os deveres da família, limitar o poder de atuação dos magistrados, etc.

Uma das inovações romanas em relação aos gregos e aos povos vizinhos foi a sistematização das leis e o aparecimento de uma classe de juristas profissionais. Desta maneira, os magistrados romanos deviam conhecer e estar aptos a aplicar essas mesmas leis. Os gregos, por exemplo, nunca trataram as leis como uma ciência isolada da filosofia.

Civilização Romana Hoje

Apesar de ter desaparecido como civilização, o fato é que o mundo Ocidental é herdeiro direto da civilização romana.

Podemos ver esta influência nos aspectos mais cotidianos como as artes e arquitetura. Inclusive em provérbios até hoje compreensíveis para nós que estamos no século XXI:

Leia alguns exemplos:

  • Todos os caminhos levam a Roma.
  • Em Roma faça como os romanos.
  • Quem tem boca vai a Roma.
  • Roma não se fez num dia.

Saiba mais:

Juliana Bezerra
Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.