Commedia Dell’Arte


A Commedia Dell’arte foi uma vertente popular do teatro renascentista. Ele teve início no século XVI com o advento do Renascimento.

Embora tenha surgido na Itália, esse modelo chegou mais tarde à França com o nome “Comédia Italiana”.

A commedia dell’arte permaneceu até o século XVIII, quando teve seu período de decadência.

Características: Resumo

A grande diferença entre a commedia dell’arte e o teatro que estava sendo produzido na renascença é justamente o caráter popular que ele possui.

Ou seja, enquanto o teatro renascentista estava apoiado nos ideais clássicos, a commedia dell’arte esteve oposto ao modelo erudito.

Além de seu caráter popular ele era também itinerante, ou seja, a companhia teatral apresentava em diversas cidades.

Muitas companhias teatrais fizeram sucesso atraindo o público, até mesmo os da alta classe. As companhias que mais se destacaram foram: Gelosi, Confidenti, Fedeli.

Seus atores se apresentavam em locais públicos, sejam nas ruas ou praças. Os palcos eram improvisados e o esquema de apresentação estava baseado na improvisação e espontaneidade de seus atores.

Por esse motivo ficou também conhecida pelo nome: “Commedia All’Improviso” (Comédia do Improviso).

Quer saber mais sobre a Renascimento? Leia os artigos:

Personagens da Commedia dell’arte

Os personagens que faziam parte das comédias desenvolvidas pela Commedia Dell’arte eram caricaturados, tipificados e estereotipados. Estavam divididos em três grupos: os enamorados, os criados e os patrões.

Os enamorados estavam dispostos ao casamento e não apresentavam uma postura cômica. Os criados eram aqueles que possuíam baixa renda. Já os patrões, também chamados de velhos, eram as pessoas que apresentavam melhor situação financeira.

Note que os personagens mais populares eram os Zannis. Eram personagens trapaceiros, cômicos, malandros e criativos. Dessa categoria merece maior atenção o Arlequim.

Além dele, outros Zannis se destacaram: Pulcinella, Pedrollino, Brighela, Temellino, Nepolino, Fagotino, Truffaldino, Pasqualino, Bertollino Tortelino, dentre outros.

O efeito cômico se dava justamente pela atuação de seus personagens. Confira abaixo os principais personagens da commedia dell'arte:

  • Arlecchino: principal figura da commedia dell'arte. Arlequim era um servo e palhaço trapalhado, ágil e malandro.
  • Colombina: era uma criada graciosa, inteligente, ágil e habilidosa. Trata-se da única criada feminina, namorada de Arlequim. Era também reconhecida pelos nomes: Esmeraldina, Diamantina, Pasquela, Ricciolina, Coralina, Argentina e Franceschina.
  • Pantalone: também chamado de Pantaleão, representava um velho rico, conservador, autoritário e avarento.
  • Brighella: servo fiel, astuto, egoísta, ágil e cínico. Trata-se de um trapaceiro cantor que trabalha para Pantalone.
  • Pedrollino: também chamado de Pedro ou Pierrot, era um servo fiel e honesto.
  • Pulcinella: era um corcunda também conhecido com Punch.
  • Dottore: também conhecido pelo nome Graziano. Era um velho rico, charlatão e avarento. Aliado de Pantalone, possuía uma postura de intelectual.
  • Capitano: conhecido como capitão, ele é fanfarrão, mentiroso, preguiçoso e forte. No entanto, tem uma postura covarde nas batalhas e no amor.
  • Orazio: enamorado ingênuo, fútil, atraente e vaidoso, movido pela paixão. Além dele, era comum o enamorado Leandro.
  • Isabella: enamorada inocente, vaidosa e com alto poder de sedução. Ela apaixonava-se com facilidade. Além dela, destacam-se as enamoradas: Rosalba, Flavínia e Lavínia.

Máscaras da Commedia dell’arte

Commedia Dell’ArteMáscara Teatral da Commedia Dell'Arte

Além do figurino colorido de seus personagens, a commedia dell’arte possuía uma característica muito peculiar: o uso de máscaras. Geralmente, os que não utilizavam máscaras eram os enamorados.

Saiba mais sobre o Teatro Renascentista.