Teatro Renascentista

Daniela Diana

O teatro renascentista foi aquele produzido durante o período do Renascimento, que teve início na Itália no século XV.

Diferente do teatro medieval, que possuíam um caráter mais religioso, o teatro renascentista apostou no teatro popular de caráter cômico e burlesco e na exploração de variados temas.

Se desenvolveu em diversos países europeus: Itália, Inglaterra, França e Espanha. No entanto, muitos países ainda apresentavam um teatro erudito e religioso de influência medieval.

Autores e Obras

Na Itália, Nicolau Maquiavel foi um dos dramaturgos mais importantes do período destacando-se com sua comédia em cinco atos publicada em 1524: Mandrágora.

Na Inglaterra, o Teatro Elisabetano (1558-1625) foi desenvolvido junto a fase do renascentismo italiano.

As peças (tragédias e comédias) de Shakespeare marcaram decisivamente o período, das quais se destacam: Romeu e Julieta, Macbeth, Hamlet, A Megera Domada, Sonhos de uma Noite de Verão.

Na Espanha, o teatro renascentista floresceu a partir do século XVI. Tiveram destaques os dramaturgos: Miguel de Cervantes e sua tragédia “O Cerco de Numancia”; Fernando de Rojas e a peça “A Celestina”; e Pedro Calderón de la Barca e sua obra “A Vida é Sonho”.

Características

As principais características do teatro desenvolvido durante o período da renascença são:

  • Antropocentrismo humanista
  • Textos improvisados
  • Linguagem coloquial
  • Caráter popular e cômico
  • Temas diversificados

Commedia Dell’Arte

Teatro RenascentistaMáscara Teatral da Commedia Dell'Arte

A Commedia Dell’Arte é uma das vertentes do teatro renascentista que esteve oposto aos ideais clássicos que surgiam nas artes durante a época da renascença.

Ou seja, de caráter popular e itinerante, esse tipo de teatro surgido na Itália no século XV, veio contrapor o academicismo da época do renascimento, por meio de uma linguagem coloquial.

Os atores apresentavam os textos de dramaturgia em locais públicos, o que fez a Commedia Dell'Arte se aproximar, em partes, do cenário do teatro medieval.

Entretanto, os temas não possuíam o caráter religioso que possuía o teatro medieval, mediados no medievo pela forte influência da Igreja.

Exemplo de Teatro Renascentista

Segue abaixo um trecho do texto teatral de Maquiavel “Mandrágora”:

Ato II (Cena I)

Personagens: Ligúrio, messer Nícia e Siro

LIGÚRIO – Como já disse, penso que foi o céu que nos enviou esse homem, a fim de que se realize o vosso desejo. Ele fez longa prática em Paris e não vos deve espantar se, em Florença, não exerce a sua arte, que disto é causa, em primeiro lugar, ele ser rico e, em segundo lugar, dever, a qualquer momento regressar a Paris.

MESSER NÍCIA – Sim, meu amigo, mas isso é de muita importância; porque não gostaria de que ele me metesse nalguma enrascada e, depois me deixasse entalado.

LIGÚRIO – Quanto a isso, não tenhais dúvidas. Deveis temer, apenas, que não queira cuidar do vosso caso; mas, se aceitar, não é homem para abandonar-vos enquanto não o leve a bom termo.

MESSER NÍCIA – Por esse lado da questão, quero fiar-me de ti; mas, quanto à ciência, assim que eu lhe falar, te direi se é homem de doutrina, porque a mim é que não impingirá gato por lebre!

LIGÚRIO – É, justamente, porque vos conheço, que vos levo a ele, para que possais falar-lhe. E, depois que lhe houverdes falado, se não vos parecer, pelo aspecto, doutrina e linguagem, merecedor de toda a confiança, podereis dizer que eu não sou mais eu.

MESSER NÍCIA – Pois seja tudo como Deus quiser! Vamos. Onde mora ele?

LIGÚRIO – Nesta mesma praça, naquela porta que vedes à vossa frente.

MESSER NÍCIA – Vamos logo com isso. Bate.

LIGÚRIO – Pronto. Já bati.

SIRO – Quem é?

LIGÚRIO – Está em casa Calímaco?

SIRO – Está, sim, senhor.

MESSER NÍCIA – Porque não dizes: mestre Calímaco?

LIGÚRIO – Ele não dá importância a essas frioleiras.

MESSER NÍCIA – Não fales assim. Cumpre o teu dever e, se ele levar a mal, que se dane!

Amplie seus conhecimentos sobre esse tema com a leitura dos artigos:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.