Tipos de Arte

Laura Aidar

A arte é um tipo de comunicação que acompanha a humanidade desde os primórdios. Já na época das cavernas os seres humanos se comunicavam por meio dela, a chamada arte rupestre.

Atualmente, há 11 tipos de arte: música, dança, pintura, escultura, teatro, literatura, cinema, fotografia, história em quadrinhos (HQ), jogos eletrônicos e arte digital.

Vejamos então todos eles e como se apresentam.

1ª arte – Música

pessoa tocando instrumento

Esse tipo de arte tem o poder de despertar sentimentos variados, favorecendo o equilíbrio mental e o bem-estar.

A música está presente em nosso dia a dia a partir do momento em que nascemos. Desde as canções de ninar que cantarolavam para nós, até os ritmos dançantes que ouvimos em uma festa, por exemplo.

Pode-se dizer que a linguagem musical é formada por diversos sons que se apresentam em espaços de tempo pré-determinados, formando assim - ritmo, harmonia e melodia.

O ritmo é dado pela marcação de tempo entre um som e outro. A harmonia trata-se da combinação dos elementos musicais simultâneos.

Já a melodia, refere-se à sequência de sons que se apresentam na música, sendo percebida em nossa mente como uma unidade. Por isso que conseguimos assobiar uma canção, por exemplo, mesmo que não saibamos tocar um instrumento.

No Brasil, temos como exemplo de grandes nomes da música os artistas Caetano Veloso, Gilberto Gil, Elis Regina, Tom Jobim, entre outros.

Saiba mais sobre o tema:

2ª arte – Dança

mulher dançando

A dança é a arte do movimento corporal. Usando o corpo como instrumento, as pessoas podem exteriorizar seus sentimentos fazendo gestos cadenciados por um ritmo.

É uma das formas mais antigas de manifestação artística, tendo origem ainda na pré-história. As pessoas dançavam em rituais de celebração, agradecimento, cerimônias fúnebres e para pedir proteção. Ou seja, a dança tinha um caráter sagrado.

Geralmente esse tipo de arte vem acompanhado da música, sendo quase sempre inseparáveis, entretanto é possível também expressar-se nessa linguagem sem que haja som.

É uma maneira muito saudável de expressão, pois além de favorecer a criatividade, também auxilia na vitalidade corporal e psicológica, trazendo inúmeros benefícios.

Como exemplos de grandes dançarinos brasileiros, temos: Ana Botafogo, Carlinhos de Jesus e Ivaldo Bertazo.

Segundo Isadora Duncan, importante coreógrafa e bailarina norte-americana:

"Dançar é sentir, sentir é sofrer, sofrer é amar... Tu amas, sofres e sentes. Dança!"

Para saber mais sobre o assunto:

3ª arte – Pintura

mulher pintando

Podemos definir a pintura como a técnica de depositar pigmentos coloridos - que podem ser pastosos, líquidos ou em pó - sobre uma superfície, gerando imagens figurativas ou abstratas.

Essa é uma atividade que permite às pessoas se comunicar e demonstrar sentimentos por meio de formas, cores e texturas.

A história da pintura remonta o período pré-histórico, quando os seres humanos usavam as cavernas como suporte para seus desenhos. Esse tipo de arte era feito com pigmentos extraídos de óxidos minerais, ossos carbonizados, vegetais, carvão, sangue e gorduras de animais.

É uma manifestação artística que possibilita aos homens conhecer melhor o seu passado, costumes e crenças, pois pode revelar muito sobre a cultura de determinada época e lugar.

Além disso, é considerada uma das formas de arte mais tradicionais e boa parte das grandes obras da humanidade são pinturas com tinta a óleo.

Aqui no Brasil, a pintura por muito tempo seguiu as tendências europeias e alguns pintores responsáveis por uma maior valorização de temas genuinamente brasileiros são: Tarsila do Amaral, Portinari, Di Cavalcanti, Caribé, entre outros.

Aprenda mais sobre o assunto com a leitura dos textos:

4ª arte – Escultura

Escultura Pietá de Michelangelo
Escultura Pietá de Michelangelo (1499)

Compreende-se escultura como a arte de modelar ou desgastar matérias brutas (como a argila, mármore, madeira e pedra) e convertê-las em objetos com significados, expressando ideias e sentimentos.

Usando formas, espaços e volumes, o artista cria obras tridimensionais, ou seja, que têm altura, largura e profundidade.

Assim como as outras formas de artes que vimos até agora, a escultura também é muito antiga e começou a ser feita ainda nas sociedades primitivas.

É curioso que nesses primeiros trabalhos em escultura, não existiam representações de figuras masculinas. Prevaleciam as formas femininas com ventres e seios volumosos. Um exemplo é a estatueta da Vênus de Willendorf, encontrada na Áustria e esculpida há mais de 25 mil anos.

Alguns importantes escultores brasileiros, sem dúvida, são: Aleijadinho (1730-1814) e Victor Brecheret (1894-1955).

Veja também:

5ª arte – Teatro

arte teatral

O teatro é a linguagem artística em que as pessoas, no caso os atores e atrizes, representam uma história para um público.

A manifestação teatral mais parecida com a que conhecemos hoje no Ocidente surgiu na Grécia Antiga, no século VI a.C.

Nessa época, o teatro mesclava temas sagrados e profanos e era feito em homenagem ao deus Dionísio, considerado o deus do vinho, das festas e da fertilidade. Nessas encenações, não era permitida a participação de mulheres, sendo apenas homens a desempenhar os papéis.

Os gêneros teatrais que haviam na Grécia Antiga eram somente a comédia e a tragédia. Com o tempo, o teatro foi se transformando e avançou também por outros territórios.

Hoje existem muitas maneiras e estilos de se fazer teatro, entre eles: musical, ópera, fantoches, teatro de sombras, drama, comédia, teatro de rua, teatro de palco, entre outros.

No Brasil, podemos citar Fernanda Montenegro, Paulo Autran, Bibi Ferreira e Raul Cortez como alguns nomes de destaque nessa arte.

Conheça mais sobre o assunto:

6ª arte – Literatura

literatura

Na literatura, a escrita é a ferramenta utilizada para se expressar.

A invenção da escrita foi um dos acontecimentos mais importantes para a humanidade. Ela figurou um marco e delimita o fim da chamada “pré-história” e o início da “história”.

Com o passar do tempo e sua evolução, ela passou a ser não só um meio de comunicação simples e direta, mas também uma ferramenta para transmissão de ideias, sentimentos, reflexões, pensamentos e para narrar histórias.

O desenvolvimento da literatura aconteceu gradualmente e cada época e lugar possui características literárias distintas. Entretanto, podemos dizer que a literatura sempre representou uma importante fonte de conhecimento histórico acerca das sociedades.

São muitas as maneiras de escrever e tipos de textos literários, por exemplo: prosa, ficção, romance, poesia e cordel.

Alguns nomes importantes no cenário literário nacional são: Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meireles, João Cabral de Melo Neto e Clarice Lispector.

Veja também:

7ª arte – Cinema

cinema

O cinema é um tipo de arte que surgiu após a invenção da fotografia, como desdobramento dela. Utilizando várias imagens - fotografias - que são projetadas muito rapidamente em uma tela, o olho humano enxerga essa sequência de fotos como um filme, ou seja, com movimento.

Dessa forma é possível contar histórias, transmitindo assim sensações e aguçando sentimentos como alegria, medo, tristeza e amor.

A origem dessa linguagem artística se deu no final do século XIX. Na época, muitas pessoas estavam buscando maneiras de criar algo semelhante ao cinema.

Mas foram os irmãos Auguste e Louis Lumière que fizeram a primeira projeção cinematográfica ao público, em 1895, na França.

O filme exibido tinha 40 segundos de duração e intitulou-se "A chegada do trem à estação de La Ciotat" ou "A saída dos operários da fábrica". O público ficou bastante surpreso e intrigado. Conta-se que algumas pessoas inclusive correram assustadas para o fundo da sala de projeção, com medo da movimentação do trem.

A partir de então, essa técnica foi muito aprimorada e hoje podemos apreciar e nos divertir com filmes em 3D, que dão a ilusão de estarmos de fato dentro da história contada.

Podemos citar como diretores notáveis do cinema brasileiro os nomes: Walter Salles, Fernando Meirelles, Hector Babenco, e outros.

Para ler mais sobre a origem do cinema:

8ª arte – Fotografia

mulher fotografando

A palavra fotografia tem origem grega e significa escrever com a luz, sendo que foto quer dizer luz e grafia exprime a noção de escrita. É uma arte que se utiliza de máquinas para captar imagens por meio de reações obtidas através da iluminação.

O ano de 1826 é considerado um marco na história da fotografia, quando o francês Joseph Niépce conseguiu fixar a primeira representação fotográfica em uma placa de estanho. Niépce posicionou seu invento – uma câmera escura – em frente a uma janela e deixou a luz solar entrar no interior da máquina por 8 horas. O resultado foi uma imagem um tanto quanto borrada do telhado da casa vizinha.

A partir de então, a fotografia sofreu muitos avanços. Atualmente, com o progresso tecnológico e as redes sociais, essa linguagem vem ganhando cada vez mais espaço em nossas vidas e despertando o interesse das pessoas.

No início de sua invenção, a fotografia não era considerada arte propriamente. Entretanto, com o passar do tempo foi possível compreender que essa linguagem também possui características e potencialidades criativas.

Fotografar é como fazer um “recorte” do mundo, optar por exibir um ponto de vista, um determinado olhar. Contudo, também possibilita a criação de “novas realidades”, fazendo uso de cenários, figurinos e poses, explorando ao máximo toda a capacidade imaginativa do ser humano.

Um dos fotógrafos brasileiros mais importantes e reconhecidos mundialmente é Sebastião Salgado. Outros nomes importantes no cenário nacional, são: German Lorca, Claudia Andujar e Maureen Bissiliat.

9ª arte – História em quadrinhos

história em quadrinhos

A história em quadrinhos, ou HQ, é definida por uma sequência de desenhos feitos em quadros que juntos contam uma história. Normalmente se utiliza de balões e textos escritos dentro deles a fim de contar o que as personagens estão conversando ou pensando.

Essa maneira de narrar histórias surgiu entre 1894 e 1895. Seu inventor foi o americano Richard Outcault, que publicou em jornais o que foi considerada a primeira história em quadrinhos.

Yellow Kid (Menino Amarelo), era uma tirinha que trazia como personagem uma criança de origem humilde, que vivia nos guetos americanos, falava gírias e vestia uma camisola amarela. Essa HQ tinha como propósito criticar a sociedade de consumo e trazer à tona assuntos como a questão racial.

Atualmente, as HQs estão presentes em todo o mundo e representam um importante meio de comunicação de massa.

Os suportes escolhidos pela maioria dos desenhistas de quadrinhos - também chamados cartunistas - são os livros, gibis ou tiras publicadas em jornais e revistas.

No Brasil, a HQ que mais se destaca é Turma da Mônica, criada por Maurício de Souza, em 1959.

Leia mais sobre o assunto nos textos:

10ª arte - Jogos eletrônicos (games)

games

Os jogos eletrônicos - ou games - são programas nos quais as pessoas interagem com objetos virtualmente, tendo que ultrapassar desafios, cumprindo metas e se divertindo.

Foram apresentados ao público na década 1970, fruto de experimentações de acadêmicos em torno de pesquisas na área da ciência da computação.

A partir do lançamento do Atari, em 1977 nos EUA, o universo dos games ganhou impulso. Com o Atari, era possível entreter-se com diferentes jogos utilizando o mesmo console, ou seja, a mesma máquina – ou videogame.

Por conta da evolução tecnológica, esse tipo de arte está sendo constantemente aprimorado, sendo uma das formas mais populares de diversão e entretenimento em todo o mundo.

Alguns jogos brasileiros que vêm fazendo sucesso são Celeste, Horizon Chase e Until Dead.

11ª arte – Arte digital

arte digital
Have a Seat (2010), obra digital da artista sueca Carulmare

Toda a forma realizada por meio de computadores pode ser chamada de arte digital.

Trata-se de um tipo de arte que evoluiu concomitante ao desenvolvimento tecnológico. Ela teve seu crescimento na década de 1980 e foi impulsionada pela música do francês Pierre Henry, considerado o precursor da música eletrônica.

Hoje em dia, essa forma de expressão - também chamada de ciberarte - engloba muitas linguagens além da música, como o vídeo, fotografia, desenho, cinema e até mesmo a literatura.

É uma arte relativamente nova que está se expandindo bastante. Os suportes escolhidos normalmente são as telas de computadores, smartphones, tablets, televisores, projeções e impressões gráficas.

Como exemplo, temos as ilustrações digitais, vídeo mappings, gifs e animações.

Alguns artistas brasileiros que utilizam essa linguagem são Guto Lacaz e Eduardo Kak.

O que é arte?

o que é arte Paulo Bruscky
Performance "O que é arte? Pra que serve?" do artista pernambucano Paulo Bruscky (1978)

A arte tem o poder de aguçar nossa sensibilidade trazendo à tona diversos sentimentos e emoções, e alguns até conflitantes.

Palavra que tem origem no latim (ars), arte significa habilidade e pode ser compreendida como a capacidade humana de manifestação cultural.

Como pudemos ver, são diversas as maneiras que as pessoas encontraram para se expressar artisticamente, cada uma com suas particularidades e linguagens.

E os 7 tipos de arte?

Em 1911, o crítico de cinema Ricciotto Canudo criou o que ele chamou de Manifesto das sete artes e estética da sétima arte, que foi publicado em 1923. Nesse manifesto, ele classificou a arte em sete tipos.

  • música
  • dança
  • pintura
  • escultura
  • teatro
  • literatura
  • cinema

Com o passar do tempo e as mudanças tecnológicas e sociais, outras manifestações artísticas foram incluídas nessa classificação.

  • fotografia
  • história em quadrinhos (HQ)
  • jogos eletrônicos (games)
  • arte digital
Laura Aidar
Laura Aidar
Laura Aidar é licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2007. Formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design de São Paulo (2010).