Evolução da Escultura Grega


A Escultura Grega foi uma das importantes manifestações artísticas do mundo grego e que influenciou diversas civilizações posteriores. Para a composição das obras, os principais materiais utilizados eram mármore, bronze, pedra, madeira e terracota.

Elas foram primordiais para o cumprimento de ordens religiosas, políticas e ornamentais as quais representavam e glorificam sobretudo, deuses, heróis, musas e atletas. Observe que a escultura grega recebe grande influência dos modelos egípcios, cretenses e mesopotâmicos.

Características

As principais características da Escultura Grega são:

  • Busca da Beleza Física
  • Representação do corpo humano
  • Naturalismo e idealismo das formas
  • Movimentos e detalhes
  • Volume e simetria
  • Perspectiva e proporcionalidade
  • Temas mitológicos

Arte Grega: Períodos e Características

Vale lembrar que a arte grega se estendeu durante séculos, e está dividida em três períodos:

Período Arcaico (entre os séculos VIII a.C. e V a.C.)

Nesse período inicial, as esculturas eram produzidas principalmente de madeira e terracota onde os movimentos e a expressão ainda não eram tão explorados pelos escultores.

Estátua em Mármore de Kouros
Estátua em Mármore de Kouros

Eram basicamente esculturas eretas de baixo e alto relevo, ou seja, aquelas feitas nas paredes e que causam um efeito de profundidade e volume. Possuíam dois modelos: “kouros”, representação masculina de um jovem nu e a “koré” jovens virgens vestidas com túnicas.

Período Clássico (entre os séculos V a. C. e IV a. C.)

Fase em que a arte escultórica (e as artes no geral) adquire seu apogeu com a aproximação do realismo. A evolução é notória na busca da perfeição, beleza, serenidade, proporcionalidade e dos movimentos das esculturas gregas clássicas.

poseidon
Estátua de Poseidon

Isso levou ao rompimento com a frontalidade encontrada nas obras do período anterior, ou seja, a escultura passa a ser vista de outros ângulos e perspectivas, chamada de "escultura de vulto", em três dimensões.

Período Helênico (entre o século III a.C. até o início da Era Cristã - século I a.C.)

Nesse período, nota-se a mudança de temas e técnicas utilizadas pelos escultores, por exemplo, a exploração de temas cotidianos, expressões dramáticas, maior grau de realismo e emoção, além do aumento das dimensões e dos volumes.

Vênus de Milo
Vênus de Milo

Esses fatores que caracterizaram as esculturas gregas helenísticas proporcionaram mais expressividade e sensualidade às obras. Isso ocorreu devido ao contato com outras civilizações antigas, que mesclou diversos aspectos dessa arte. Nesse momento, as esculturas de mulheres já surgem em formato nu.

Pintura Grega

A pintura, tal qual a escultura e arquitetura, influenciaram imensamente a cultura grega. Eram produzidas geralmente nas cerâmicas e também nas paredes dos templos. Os temas mais explorados eram os mitológicos.

Escultura Romana

Observe que a arte grega influenciou a arte romana, no entanto, ela apresenta características peculiares. Assim, a escultura romana é mais realista e não tanto idealizada como representavam os gregos. Ou seja, representavam as figuras de maneira mais fidedigna, com os defeitos e as proporções reais.

Veja também: